Sergey Brin esclarece sua visão sobre a liberdade na internet

Em seu perfil do Google+, o co-fundador do Google, Sergey Brin, resolveu publicar uma nota de esclarecimento para desmistificar algumas de suas declarações que foram publicadas pelo jornal The Guardian.

“O artigo é um pequeno resumo de uma longa discussão. Meus pensamentos ficaram particularmente distorcidos em uma maneira que desvia os meus princípios centrais. Então, eu acho que valem a pena serem esclarecidos aqui”, explicou Brin no projeto social.


De acordo com o presidente de Tecnologia do Google, a principal ameaça a liberdade da internet tem sido gerada pelos governos ao redor do mundo, inclusive do próprio governo americano ao tentar aprovar medidas como a SOPA e PIPA para combater a pirataria e que poderia afetar negativamente a natureza da rede.

Com relação a questão da Facebook e Apple, que são ecossistemas extremamente fechados, Brin afirma que esta questão não tem qualquer igualdade com a censura dos governos e que possui muita admiração por ambas as empresas.

“Sempre admirei os produtos da Apple. Na verdade, eu estou escrevendo este post em um iMac e usando um teclado da Apple que tenho acalentado durante os últimos sete anos”, comentou.

“Da mesma forma, o Facebook ajudou a conectar centenas de milhões de pessoas e tem sido uma ferramenta fundamental para a expressão política e tem sido fundamental para a primavera árabe. Ambos deram contribuições fundamentais para o livre fluxo de informações em todo o mundo”.

No entanto, ele explica que sua preocupação sobre o assunto está mais conectada ao conceito e abertura que a web tinha no passado, onde o Yahoo!, por exemplo, pode construir um diretório de todos os sites e não precisava pedir permissão para obter seus dados.

“Ebay se tornou rapidamente a maior empresa de leilões do mundo, sem ter que pagar uma parcela da receita a qualquer ISP (provedor). Paypal se tornou a empresa mais bem sucedida de pagamentos e a Amazon em e-commerce, sem pedir permissão a qualquer empresa em particular”, citou.

Hoje, porém, segundo Brin, a realidade para o empresário da internet está cada vez mais complexa, com pedágios e porteiros. “Enquanto a abertura é um valor fundamental no Google, existem várias áreas onde podemos melhorar muito”.

Independente de como você se sente sobre os ecossistemas digitais ou sobre o Google, por favor não deixe a internet livre e aberta ser esmagada por uma intervenção do governo. Na medida em que o fluxo livre de informação ameaça os poderosos, aqueles no poder tentarão suprimi-la”, finaliza o co-criador do Google.

One Reply to “Sergey Brin esclarece sua visão sobre a liberdade na internet

Comente!