Google mantém equipes do Android e Motorola sem contato

De acordo com o chefe do Android, Andy Rubin, que chegou a promover uma campanha interna no Google para a aquisição da Motorola, disse desconhecer os rumos da fabricante, sua equipe e seus novos produtos.

“Não tenho nada com eles, nem sei quem vai executá-lo. Não sei nada sobre seus produtos, eu não vi nada”, disse ele. “Eles vão continuar a construir dispositivos da marca Motorola e será a mesma equipe”.


“Eles estão separados de mim, e eu vou continuar a fazer as minhas coisas”, comentou Rubin que nega qualquer processo ou desenvolvimento em conjunto com a Motorola.

“Mesmo se eu estava completamente louco, não faria qualquer sentido para mim pensar que nós poderíamos comandar Motorola até chegar a 90% de marketshare, dado o enorme campo de fabricantes do Android”, ele disse. “Isso não vai acontecer.”

Embora os planos de manter a Motorola independente seja benéfico para a competição e inovação entre os fabricantes, isso não possibilita que a gigante de Mountain View possa corrigir mais facilmente as falhas de projetos, que muitas vezes deixou aparelhos sem atualizações e clientes frustados.

Comente!