Google monitorou os usuários do Safari

Segundo uma publicação do Wall Street Journal, o Google e outras empresas de publicidade teriam utilizado técnicas que permitiram monitorar o comportamento de usuários do navegador Safari, da Apple.

O jornal americano alega que as companhias teriam utilizado um código especial que permitia explorar uma falha existente no navegador para obter acesso a dados de uso, tanto nos computadores Mac quanto no iPhone.


Em resposta a acusação, o Google explicou, através de um porta-voz, que o jornal americano tentou descaracterizar o recurso.

“O jornal descaracteriza o que aconteceu e por quê. Usamos a conhecida funcionalidade do Safari para fornecer recursos que os usuários do Google tinham permitido. É importante ressaltar que esses cookies de publicidade não recolhem informações pessoais”, afirmou Rachel Whetstone, Vice-Presidente Sênior, Comunicações e Políticas Públicas.

2 Replies to “Google monitorou os usuários do Safari

Comente!