Google+ abre suas portas aos adolescentes

Bradley Horowitz, vice-presidente de produtos do Google, anunciou hoje algumas melhorias de segurança no serviço e a possibilidade para que os adolescentes, aqueles entre 13 e 18, agora possam participar do Projeto Google+.

“Adolescentes e jovens adultos são os usuários de internet mais ativos do planeta. E surpresa, surpresa: eles também são seres humanos que gostam de passar tempo com amigos e familiares. Colocar essas duas coisas juntas faz com que eles fiquem cada vez mais se conectar online. Infelizmente, compartilhamento on-line ainda é de segunda categoria para este grupo etário”, publicou Horowitz em seu perfil no Google+.


“Na vida, por exemplo, os adolescentes podem compartilhar as coisas certas com as pessoas certas (como colegas de classe, pais ou laços estreitos). Ao longo do tempo, a nuance e a riqueza do compartilhamento selectivo ainda promove a autenticidade e responsabilidade. Infelizmente, hoje as mais populares ferramentas on-line são rígidas e quebradiças, por comparação, para os adolescentes acabam por compartilhar com todos os seus chamados ‘amigos’.”

“Com o Google+, queremos ajudar a construir conexões significativas com os adolescentes online. Queremos também fornecer recursos que promovam a segurança ao lado de sua auto-expressão. Hoje nós estamos fazendo as duas coisas, para todos os que tem idade suficiente para uma Conta do Google (13 + na maioria dos países)”.

Para esse novo público que chegará ao serviço, o Google resolveu implementar alguns recursos adicionais de segurança:

– Implementação de um aviso quando algo é compartilhado em público ou para círculos extendidos.
– Interação fechada e limitada somente aos círculos criados pelos adolescentes.
– Trava que proíbe o adolecente de falar com um desconhecido nos Hangouts.

7 Replies to “Google+ abre suas portas aos adolescentes

  1. Depois de ter liberado apelidos, nada como liberar os adolescentes!

  2. xííí ferrou, rsrsrs #brinks RT @GoogleDiscovery Google+ abre suas portas aos adolescentes

  3. Fico imaginando aquela mulekada que mentiu a idade no G+ e agora tá querendo mudar para a idade original, aliás, tem como?

    Tenho certeza que um vasto numero de usuários menores de idade coloca uma idade falsa em redes sociais, tendo grande participação em sites como Facebook, Orkut, Twitter e G+.

  4. o badoo é com certesa a rede social com maior números de pessoas mentindo idade. conversei com 30 meninas com a idade dita de “18” e 22 tinha idade menor que 18 .

Comente!