Google é o líder da pirataria, diz Rupert Murdoch

Em sua conta do Twitter criada há apenas duas semanas, Rupert Murdoch, CEO da News Corp., declarou que vê o Google / YouTube como o personagem principal da pirataria na web.

“o líder da pirataria é o Google que promove fluxo de filmes gratuitos e vende publicidade em torno deles. Não é de se admirar os milhões gastos em lobby”, disse Murdoch, dono do terceiro maior conglomerado de mídia do mundo.

Defensor da SOPA, projeto de lei norte-americano que visa responsabilizar os sites pelo conteúdo postado por seus usuários e tirar do ar aqueles que possuírem conteúdos ilegais, Murdoch tem um histórico de não gostar do Google.

Em 2009, segundo a Forbs, ele acusou a gigante de Mountain de roubar conteúdo e direitos autorais através do Google News.

Via: The Next web

11 Replies to “Google é o líder da pirataria, diz Rupert Murdoch

  1. O número de blogs de downloads de filmes, cds e programas prova isso. O Google tinha que banir, pois além de ser ilegal, são muitos que copiam um dos outros.

  2. De que adianta o Google banir esses sites? Se não aparecer no Google, aparece em outro lugar. Querendo ou não, o Google tá fazendo um favor à eles, expondo tais sites, isso sim.

  3. Eu acho muita hipocrisia essa afirmação, no fim, o que eles querem é mais dinheiro e ponto.

    Vamos a uma analogia:
    Eu posso usar uma arma de fogo para matar uma pessoa ou para caçar um animal para alimentar a minha família. Se eu matar uma pessoa, ninguém vai processar o fabricante da arma, ninguém vai culpar a arma, eles vão me culpar porque cada pessoa tem que se responsabilizar por suas ações.

    Da mesma forma, o Youtube/Google é o MEIO pelo qual o conteúdo pode chegar a qualquer pessoa, porém, depende da pessoa escolher consumir o conteúdo pirata ou pagar pelo original.

    O problema desse cenário é: Se eu, como criador de conteúdo, decido processar quem consome meu trabalho sem pagar, o que o usuário vai dizer? "Foda-se", e eu vou ficar no prejuízo. É muito mais lucrativo processar quem tem dinheiro para me pagar, nesse caso, o Google.

    No fim das contas, a pirataria é um problema com a moral das pessoas, não com a tecnologia que elas usam.

    1. Nossa,analogia perfeita cara. Show e disse tudo em poucas palavras.Só processam quem tem dinheiro e fala mal do google pra chamar atenção.

    2. "Da mesma forma, o Youtube/Google é o MEIO pelo qual o conteúdo pode chegar a qualquer pessoa, porém, depende da pessoa escolher consumir o conteúdo pirata ou pagar pelo original."

      É aí que o google poderia agir, atuando no "MEIO" pelo qual o conteúdo chega ao consumidor, bloqueando sites na busca, não gerar monetização com publicidade(adsense) para estes sites/blogs, excluir do youtube, estas coisas, por isso que ele e não só o Rupert estão falando sobre o assunto e de vez em quando apontando para o google.

  4. Nosso querido Rupert é a amostra concreta de gente desenformada, falando de coisas que não entende… Um cara que trabalha com informação e criou a sua conta no Twitter semana passada… sem mais.

    1. Duvido que ele esteja "desenformado", a discussão por lá é que os sites de busca apontam para sites de pirataria e se eles não fizerem mais isso já seria um bom começo, existe a argumentação relacionada ao adsense nos site e blogs piratas e os programas de tv mesmo parciais que estão no youtube ( viacom/cbs já notificou o google por isso) mais é um assunto complicado.

  5. Com o tanto de blogs que oferecem filmes, cds e programas para downloads, além de que copiam conteúdos de outros blogs, tem motivo mesmo. O Google deveria punir esses blogs, mas não sei se é possível.

Comente!