Twitter diz que mudanças no Google Search serão ruins para as pessoas

7
35

O Twitter emitiu uma nota pública ao blog Mashable, há poucos minutos, no qual declara não ter aprovado as mudanças anunciadas no Google Search, principalmente com a ideia do buscador em destacar com mais abrangência os posts do Google+ em seus resultados de pesquisa.

De acordo com o microblog, as mudanças tentam frear a visibilidade das informações que são geradas em outras redes e, principalmente, dentro do próprio Twitter. Leia a declaração na íntegra:


Durante anos, as pessoas têm contado com o Google para oferecer os resultados mais relevantes a qualquer hora que eles queiram encontrar algo na Internet.

Muitas vezes, eles querem saber mais sobre os eventos mundiais e notícias de última hora. O Twitter tem emergido como uma fonte vital de informações em tempo real, com mais de 100 milhões de usuários e o envio de 250 milhões tweets todos os dias em praticamente todos os temas. Como vimos uma ou outra vez, as notícias aparecem primeiro no Twitter, como resultado, as contas de Twitter e tweets são muitas vezes os resultados mais relevantes.

Estamos preocupados que, como resultado de mudanças do Google, encontrar esta informação será muito mais difícil para todos. Pensamos que é ruim para as pessoas, editores, empresas jornalísticas e de usuários do Twitter.

Em julho de 2011, o Google desativou seu mecanismo de pesquisa em tempo real, o Google RealTime Search, após o encerramento de um contrato que permitia ao Google Search coletar os dados da rede social através de um feed turbinado do Twitter. Na época, Amit Singhal, engenheiro no Google, descreveu que a renovação não aconteceria pois o sistema não oferecia valor e relevância aos usuários.

7 COMENTÁRIOS

  1. A proposta do Google como um todo sempre foi facilitar o acesso à informação e organizá-la, algo que ao meu ver está realizando com maestria e chegando ao seu melhor momento com a introdução do Google+, logo, o Twitter está ficando receoso de perder usuários, pois, tal informação pode ser encontrada com mais qualidade e rapidez no "universo Google" ao invés no Twitter. Presumo que logo mais, com as diversas melhorias que o Google irá implementar no Plus, o Facebook irá "abrir o bico", assim como o Twitter está fazendo.

    • O que o Google quer é que tomar essa liderança em conteúdo em tempo real que hoje é do Twitter por ser o mais famoso site de microblog que há pela internet.
      Ter que depender de outro site para conseguir informação enquanto eles podem fazer isso, podem e já tentaram, nunca conseguiram, não deve ser algo de agrado pela Google.
      O problema disso é caso eles irem englobando outros sites e formando um monopólio… não acho ruim, as regras do jogo continuam, só alguém fazer melhor do que eles, hoje existem concorrentes que podem fazer isso… mas processos e processos vão e vem.

  2. Vc pode conectar o Facebook e Twitter na sua Google Account. Com isso, as pesquisas tbm mostrarão coisas dessas redes sociais. Não é tão bom quanto essa do Google+, mas é alguma coisa.

  3. Twitter? o que é twitter? hahahaahah Twitter é coisa do passado. o futuro é Google+. Ponto.

  4. Cuidado! Essa página não é oficial do Google, portanto isso é apenas o dono da página falando. Acredito que o movito do rompimento do contrato entre Google e Twitter foi um tanto complexo e se fosse apenas decisão do Twitter, a alegação do Google de que o conteúdo do Twitter não era relevante para o usuário (como dito na postagem anterior aqui no site sobre esse assunto) seria apenas chorar as uvas verdes. Isso não parece o estilo do Google.

Comente!