Sites de viagens acusam o Google de práticas anticompetitivas

De acordo com o The Wall Street Journal, um grupo formado por sites de viagens, incluindo a Expedia, Orbitz e Priceline; acusam o Google de privilegiar sua ferramenta de viagens para ganhar espaço em um mercado avaliado em US$110 bilhões.

A reclamação surgiu após a gigante de Mountain View implementar seu novo serviço de viagens, o Google Flight Search, no topo dos resultados de pesquisa.


Desta forma, segundo os competidores, suas empresas e links são apenas exibidos por padrão nos resultados orgânicos, o que poderia vir a comprometer negativamente seus negócios.

Para o editor e analista de mercado do site MarketWatch, Jon Friedman, a acusação reflete essencialmente o medo da indústria, principalmente com a expansão do mercado e a integração de um novo e grande concorrente.

“Os executivos do Google estão provavelmente tendo uma boa risada sobre essa alegação. Negócios são negócios. Eles podem aconselhar os seus novos rivais a baterem o Google em seu próprio jogo”, comentou.

7 Replies to “Sites de viagens acusam o Google de práticas anticompetitivas

  1. Em minha opinião, a Google tem todo o direito de beneficiar da forma que quiser, é uma forma de lucrar para ela, então ela pode muito bem investir em publicidade. Eu creio que isso é um grande erro, julgar a Google como se ela fosse um patrimônio público, ela é uma empresa como qualquer outra, ela temo direito de agir da forma que achar mais conveniente. Muitos podem discordar, mas essa é minha opinião.

    1. É considerado prática anti-competitiva quando a Microsoft colocou o IE acoplado ao Windows? Em tese ela teria todo o direito, assim como o Google. Mas ela perdeu um processo pra Netscape.

  2. Eu concordo com você e adiciono a seguinte comentário: o Google nasceu praticamente do zero e conquistou o grande público da internet com seu próprio mérito e bom trabalho. Foi essa a questão chave que o tornou o que é hoje. Julgar seu market share como monopólio ou pratica anticompetitiva está longe de ser uma realidade.

    1. Se o google privilegia seus produtos na busca é sim pratica anti competitiva, e se isso continuar pode ficar até pior, como por exemplo privilegiar notícias boas de políticos preferidos e ruins de outros.

    2. E o IE no Windows? é correto? É monopólio? Acho que é o mesmo caso do Google, o sucesso atrapalha muito em implementação de recursos, qualquer um acusa de monopólio

  3. Não quero condenar o Google nem meter a mão no fogo, no entanto EU OBSERVO que alguns sites são sim beneficiados, sites de agencia de turismo atrelados a grandes portais do segmento tem foro privilegiado nas pesquisas organicas, listas do google maps e por ai vai. ESTA É MINHA OPINIÃO. é o que observo. Já vi sites de amigos que trabalham com hoteis, só porque não estao nos grandes portais, morrem de otimizar e posicionar os sites e eles não ultrapassam uns outros que não tem PN de otimização e que ficam no top do google, só porque estão dentro destes gigantes das viagens.

Comente!