Criador do Android não acredita que celular deveria funcionar como um assistente

Andy Rubin, vice-presidente de mobilidade do Google e criador do Android, disse recentemente que os celulares não deveriam funcionar como um assistente pessoal mas uma ferramenta para conectar as pessoas.

“Eu não acredito que o telefone deva ser um assistente”, disse Rubin em uma entrevista na última quarta-feira. “O telefone é uma ferramenta de comunicação. Você não deveria estar se comunicando com o telefone mas conversando com alguém do outro lado do telefone”.


A questão foi levantada após ser questionado sobre o impulso que a tecnologia Siri, embarcada com exclusividade no novo iPhone 4S, poderia ter nas vendas do novo dispositivo da gigante de Cupertino.

“Até certo ponto é natural para você falar ao telefone”, disse Rubin ao explicar que historicamente isto significa falar com outra pessoa. “Vamos acompanhar para ver o quão penetrante esta tecnologia se mostrará”.

“Esta ideia não é nova mas acho que a Apple fez um bom trabalho de descobrir quando a tecnologia estaria pronta para ser entregue ao consumidor”, finalizou.

Comente!