PM de São Paulo testa óculos de reconhecimento facial

Enquanto o Google se mantém indeciso em relação a tecnologia de reconhecimento facial no Goggles, a Polícia Militar de São Paulo iniciou um experimento que pode transformar os policiais brasileiros em verdadeiros “RoboCops”.


De acordo com o Telegraph, a tecnologia em testes tem capacidade para coletar 400 imagens faciais por segundo e armanezar estes dados em um banco de dados central com mais de 13 milhões de rostos, o que auxilia a força policial em encontrar criminosos conhecidos com extrema facilidade.

“Se um rosto em especial no meio da multidão corresponder a um criminoso, uma pequena tela anexado aos óculos irá alertar o policial. O sistema compara mais de 46.000 pontos exclusivos do rosto de cada pessoa para a exatidão”. Caso os testes sejam um sucesso, a polícia planeja utilizar a tecnologia durante a Copa de 2014.

Comente!