Tablet da Positivo pode antecipar fábrica da Apple no Brasil

De acordo com a Veja, a Apple planeja anunciar em breve sua primeira fábrica no Brasil como forma de evitar que a fabricante brasileira Positivo Informática feche contratos de fornecimento com o governo federal.

“A Positivo está preparando o lançamento de um tablet com sistema Android para o meio do ano e a Apple quer chegar antes”, afirmou a fonte ao site de VEJA. “A gigante americana deve chegar por meio da fabricante chinesa Foxconn, que já tem três fábricas no Brasil”.


A revista também apurou que a Apple vem fazendo um estudo do sistema tributário brasileito para avaliar se a instalação da nova fábrica compensaria como uma opção alternatva a importação de produtos da Ásia.

Se as informações realmente forem verídicas, Geraldo Alckmin, governador do estado de São Paulo, deve anunciar a instalação da fábrica de tablets em 15 dias.

11 Replies to “Tablet da Positivo pode antecipar fábrica da Apple no Brasil

      1. Ao contrario,a Positivo é a maior fabricante de PCs do Brasil.Vende mais q qualquer outra.
        Quero ver esses tablets com android,dependendo compro ,dou preferencia para a positivo…

        1. Não compro lixo apenas por ser nacional. Se fosse assim eu não seria apolitico.

  1. Seria bom demais. O preço final do produto certamente irá baixar, pois alguns impostos são atrelados no momento em que chegam ao país. Não que isso irá em resultar em uma diminuição drástica, afinal com os impostos abusivos no Brasil não se pode esperar um preço generoso. Contudo, seria mais barato e viável para consumidores que hoje não tem condições financeiras de arcar com o preço. Aqui em casa temos um macbook pro e um iphone 4 e realmente não temos do que reclamar. O produto não deixa nada a desejar, seja na qualidade e durabilidade, seja no designer ou na praticidade e velocidade. Apple faz valer a reputação que ela tem, principalmente na europa e nos Estados Unidos.

    1. Não sei se isso fará muita diferença. Na China, por exemplo, os produtos são exportados para atender a demanda americana e só então re-importados para a China. No caso do Brasil, acredito que no momento da re-importação a taxação seria aplicada.

  2. Muito estranho este súbito interesse da Apple pelo mercado brasileiro. Ainda mais motivado por um suposto medo da Positivo (quem diria…). Nem uma iTunes foi aberta por aqui. Na lista mundial de lançamento de iPad, iPod iQualquerCoisa, o Brasil está sempre na rabeira. Por mim tanto faz, já que não compro produtos da Apple de jeito nenhum, só Android. Mas se vier, que venha apenas a linha de montagem, os suicídios de funcionários podem ficar na China mesmo.

  3. O problema dos preços da Apple não podem ser atribuidos apenas à altíssima carga tributária do Brasil. Esse tal de Steve Jobs se acha um deus e por isso seus preços são astronômicos. Com a união da Positivo (que é altamente mercenária, mas tem preços muito bons, se colocarmos em questão o custo benefício) e a Google (outra mercenária, mas que entra na mesma categoria da Positivo), só quem ganha somos nós consumidores, que podemos destinar parte do nosso capital em conteúdo, em vez de aplicar quantias absurdas em produtos que em pouquíssimo tempo se tornam obsoletos. PS: Gosto de viver a vida com praticidade, não com ostentação. Por isso, exijo isso dos produtos que consumo.

  4. É muito "Positivo" (hehe) ver essa pequena traição na relação Positivo X Microsoft , a Positivo que sempre foi fechada a outros SO, começa depois de despencar nas vendas a ter que encarar a realidade… A Microsoft não lhe trouxe nenhum benefício…
    O crescimento do Android no mercado é bom para os desenvolvedores, para os consumidores ( que passam a ter mais opções e mais segurança ) e bom para os fabricantes que além de vender aparelhos, com custos menores do que aqueles que incluem uma licença do sistema operacional do tio Bill, ainda podendo lucrar com o desenvolvimento de software exclusivo ao hardware fabricado.
    Enquanto algumas empresas segregam , tanto no hardware , quanto no software outras procuram integrar todo o tipo tecnologia e meio. É isso que o Google faz, edemorou para as empresas entenderem como isso daria lucro…
    Se o pessoal do governo não fizesse a escolha baseada em política comprariam Android… pois de longe a gama de desenvolvedores e equipamentos compatíveis será e ja é maior.
    Citei a M$ porque ela também é acionista da Apple então para mim é tudo a mesma coisa, o mesmo cartel. Não que os produtos da Apple não sejam bons… (todo mundo copia ) . No final das contas tem lugar para as duas no Brasil. Que venham … Mas acho errado esta ou aquela dominar contratos com o governo. ( Mas fazer o que .. sou brasileiro)

Comente!