Google Docs ganha suporte a reprodução de vídeos

Desde que o Google permitiu, no início de janeiro do ano passado, que os usuários enviassem qualquer tipo de arquivo, o Google Docs virou uma espécie de pen drive virtual. Eu mesmo hospedo, no serviço, tudo quanto é tipo de arquivo.

Além dos mais básicos (doc, xls, pdf), costumo arquivar vídeos no GDocs. Vocês devem estar se perguntando: mas você arquiva vídeos no Google Docs, sendo que há o YouTube exatamente para isso? Sim, é isso mesmo. E o principal motivo que me leva a tomar tal decisão é o fato de eu poder permitir, assim, que outras pessoas efetuem o download rapidamente do vídeo, sem a necessidade de usar algum programa ou extensão para baixar os vídeos do YT.


Apesar de toda a facilidade que o GDocs me dava para compartilhar os vídeos, meus amigos eram obrigados a baixá-los caso quisessem apenas assisti-los. Pensando em usuários como eu, o Google acaba de anunciar a possibilidade de se assistir vídeos hospedados diretamente no serviço.

Ao clicar em um vídeo hospedado, uma nova guia será aberta, e um player (similar ao do YouTube) será carregado. Ainda na nova guia, o usuário encontrará informações adicionais sobre o arquivo, incluindo o proprietário (seja o arquivo compartilhado ou não) e quando o arquivo foi enviado, além de ter a opção de efetuar o download dele.

Para que seja possível executar os vídeos diretamente do Google Docs, o usuário deverá ter, obrigatoriamente, o Flash instalado. Os arquivos deverão respeitar o tamanho máximo de 1 GB, e estarem em um dos seguintes formatos: WebM, MPEG4, 3GPP, MOV, MPEGPS, WMV e FLV. Segundo o Google, a resolução máxima para reprodução é de 1920 x 1080.

O Google alerta, ainda, que duas mensagens de erro podem ser exibidas:

  • O vídeo ainda não foi processado: tente abrir o arquivo novamente mais tarde.
  • Não foi possível processar este vídeo: o arquivo de vídeo pode estar corrompido ou o vídeo foi enviado em um formato que não funciona com o reprodutor. Escolha outro formato ou tente fazer upload do vídeo novamente.

Caso queiram ver o player do Google Docs em ação, acessem o Doodle especial de final de ano. :)

Agradecimentos ao leitor Rafael Donis pela dica!

5 Replies to “Google Docs ganha suporte a reprodução de vídeos

  1. Bem, penso que o Google ta bagunçando muito o GDocs, já que a algum tempo é permitido o armazenamento de qualquer tipo de arquivo, e agora, temos a opção de visualizar e compartilhar ou não um vídeo, porque o Google não oficializa o possível "GDrive"? Seria muito mais interessante a meu ver, um lugar para "upar" todo e qualquer tipo de arquivo, sendo o caso de um arquivo ser xls, doc, pdf ou outro formato de arquivo de documentos, o sistema ja identifica-los e designa-los ao serviço específico, então um documento de texto iria para o "Gwrhiter", um documento xls iria para o "GSpreadsheets", uma imagem iria para o "Picasaweb" (não vejo muita utilidade nesse) e um video iria para o "youtube" lá sim, deveriamos ter a opção de postar ou não o vídeo, compartilhar ou não por link e "baixar" ou não o mesmo.

    1. Opa, gostei dessa idéia, seria bem mais simples. Só acho q deveriam aumentar o espaço.

  2. Ricardo,
    Ao contrário do que disse, o player não é similar ao do YouTube, é o do YouTube.
    Cliquei no link do vídeo para conferir a novidade. Enquanto assistia-o, cliquei com o botão direito em cima do vídeo e fui em "Copy Video URL" e depois colei o resultado em um bloco de notas. O que aconteceu? O resultado foi

    Logo, o Google Docs nada mais faz do que upar o vídeo no YouTube escondendo seu título e autor, tornando o vídeo algo "privativo"

Comente!