RSS em decadência: Bloglines será descontinuado

E chegou o fim para o Bloglines, o serviço adquirido pela InterActiveCorp em 2005 será descontinuado no próximo dia 01 de outubro.

Aproveitando o assunto, temos observado cada vez mais o Twitter, Facebook e Google Buzz servindo como compartilhadores de conteúdo e deixando a tecnologia RSS / FEED cada vez mais perto de uma futura extinção.


Será o Google Reader o próximo?

Se as pessoas continuarem a preferir as indicações feitas por amigos em redes sociais, é bem possível que o serviço também venha ser desativado em um curto espaço de tempo.

41 Replies to “RSS em decadência: Bloglines será descontinuado

  1. Eu acho que a maioria das pessoas nem sabem pra que que é o google reader. Eu uso bastante ele, é bem mais conveniente pra ver as atualizações dos sites

    1. São plataformas diferentes mas a forma de consumo vem mudando conforme a web evolui. Eu mesmo era louco pelo Reader em 2008, chegava até a zerar meus feeds, em 2009 e 2010 eu praticamente abandonei e não acesso há meses.

  2. Vale notar que eu não disse que o Google Reader simplesmente vai acabar. O que está mudando é a forma de obter informações, as pessoas estão preferindo receber indicações e acompanhar pessoas.

    1. Disse sim: "é bem possível que o serviço também venha ser desativado em um curto espaço de tempo."

      1. "Se as pessoas continuarem a preferir as indicações feitas por amigos em redes sociais"

        Pq você ignorou o início da frase?

        1. O início da frase não muda o fato de que você disse que o Google Reader pode sim acabar ¬¬
          E não, eu não sou troll :D

          1. Se o futuro seguir com mudanças, o Reader pode vir a enfrentar problemas. Nenhuma tecnologia da web está livre de futuros incertos. :)

  3. não acredito que seja o fim do RSS, nem do GReader. aliás, acho que o Google Reader vai longe, pois, por mais que sejam feitas trocas de links em redes sociais, alguém tem q ler primeiro em algum lugar – e aposto que faz isso no leitor do Google.

  4. Uma coisa é certa. Os agregadores de feeds até podem não ter o seu impacto de outros tempos mas a tecnologia RSS veio para ficar. Como é que se consegue postar automaticamente os posts de um blog no Twitter ou numa Facebook Page? É através da tecnologia RSS integrada a outros serviços.
    É claro que podemos falar do Feed Burner. Apesar de ser um bom serviço, eu não vejo nele uma grande utilidade. Se calhar é porque os meus blogs não têm assim tantos leitores.
    Eu sei bem que contra factos não há argumentos e as redes sociais vieram tirar audiência aos agregadores de feeds. Eu penso que o google precisa apostar na integração do Feed Burner na sua futura rede social Google ME. Essa integração ajudará a trabalhar as notícias de forma eficaz. As pessoas não têm que estar à procura das notícias. São as notícias que têm que vir ter com as pessoas.
    A busca por notícias é só em jeito de aprofundamento sobre a envolvente desta.

    1. O que matou do Bloglines foi o Twitter, Facebook, Google Buzz e outros serviços. O consumo dos usuários mudou, você atualmente segue pessoas como se eles fossem um "filtro do conteúdo".

  5. Achei ridículo achar que o RSS vai acabar por causa do twitter, facebook e google buzz. Totalmente nada a ver. Um não substitui o outro.

    Sem falar que o Google Reader é bem popular, e tem cada vez mais usuários freqüentes, o que não era o caso do Google Wave, que ficou abandonado.

  6. A grande parte do que eu leio vem do GReader.

    Todo site que acho interessante eu coloco no GReader e isso me ajuda muito a ter o conteúdo mais próximo. Alias não me utilizo de redes sociais para acompanhar conteúdos de portais e pouco uso redes sociais. Sei que sou um indivíduo que está contra a corrente, mas não vejo isso tudo se mantendo a longo prazo.

  7. Na verdade uma coisa não tem nada haver com a outra. Você compartilha artigos e sites pelo twitter e facebook mas isso e RSS é um longo caminho.
    O objetivo do RSS é permitir que você acompanhe um site sem ter que visitá-lo. O fato de você poder compartilhar pelo Google Reader ou Bloglines é OUTRO assunto. É um extra, mas não é RSS.
    RSS nunca vai ser substituído por compartilhamento twitter, facebook etc. O RSS pode até acabar, mas não por esse motivo.
    Duas coisas diferentes, você está fazendo confusão.

    1. O modelo de consumo está mudando a tecnologia. Isso não quer dizer que o RSS irá sumir mas provavelmente ficará limitado a um pequeno nicho de pessoas no futuro.

      1. Hum. Pode ser. Você disse: "[…]…você atualmente segue pessoas como se eles fossem um "filtro do conteúdo". Eu jamais deixaria de acompanhar a FolhaOnline ou qualquer outro site que sigo para depender do "filtro de conteúdo" alheio. Talvez para algumas ou a maioria das pessoas isso funcione.
        Prefiro fazer meu próprio filtro, e vejo o que os outros compartilham por pura curiosidade.
        Se tenho interesse em Linux ou Edição de Imagens eu acompanho blogs e sites sobre o assunto para ficar por dentro. Jamais vou ficar esperando meus amigos compartilharem algo sobre o assunto.

  8. Q isso? o google reader é ótimo… o google wave também… seria uma lástima… leio quase tudo pelo reader…

  9. READER NÃÃÃOOO!!! Hoje me dia passo mais horas tentando limpar meu Reader do que minha caixa de e-mails!!! rss mas acho que o Google divuga muito mal as ferramentas dele. Reader, books, calendar, buzz… são ótimos mas não chegam aos pés de publicidade de um Twitter, Facebook ou do Orkut (by google).

    1. Isso é verdade. O Reader é muito importante no meu dia a dia, o Books é de extrema utilidade ao fazer pesquisas para a faculdade e o calendar, apesar de eu não usar conheço gente que usa e gosta bastante.

      Só o Buzz mesmo que não emplacou. Eu até uso, porque tem 2 ou 3 amigos meus que compartilham coisas lá, mas continuo usando só pra me divertir. xD

  10. Pra mim, o GReader é diferente pq quem usa, sabe o que vai encontrar, pq vc tem que assinar o rss. Em redes sociais não, vc segue fulano e ele acaba indicando alguma coisa.

    Eu tenho um problema em receber conteúdo via redes sociais. O problema é que na maior parte das vezes, o perfil não é só de links/indicações, mas da vida pessoal do fulano. Tome o cardoso por exemplo, eu assino os rss dos blogs dele, mas não sigo o twitter dele (já segui). Afinal, não me interessa saber se ele está no bar ou não.

    Por isso, creio que rss e redes sociais não competem na mesma arena.

  11. O questionamento tem tudo a ver, porém estou junto com todos aqui. GReader RULEZ quando o assunto é absorver conteúdo. Twitter, Facebook e outros são para outros propósitos. O Facebook page, por exemplo, que muitas marcas usam para compartilhar conteúdo, para estas serve mais para criar proximidade e relacionamento com o público, que para compartilhar infos em si. Twitter então mais ainda.

    A diferença pra mim é básica: READER é meu jornal "do mundo", o TWITTER/FACEBOOK é meu jornal "das pessoas", ou do que estas estão falando.

  12. Não diz que o Google Reader vai acabar não!! Bate na madeira três vezes!!

    Twitter é muito inferior no que se refere a obter notícias. Tá, uma ou outra até que vai… mas não dá pra fazer um uso "hardcore" do Twitter nesse sentido. Pelo menos não atualmente.

    Eu diria que no que se refere a receber notícias, o Google Reader é a versão "Pro" do Twitter.

  13. Acredito que são plataformas diferentes: Um é microblog e o outro é lista de leitura. O RSS deve ser impulsionado inclusive pela chegada dos Tablets, onde cumprirão o papel de "Instant papers", substituindo os jornais atuais.

  14. Google Reader é um canal de RSS "limpo". Eu posso escolher exatamente o que quero em um ambiente também "clean". Sinceramente acho muito difícil que o Reader venha a sucumbir, é uma das principais ferramentas do Google que utilizo (juntamente com Gmail e Calendar).

    Fiquem despreocupados! Quem é bom sempre fica! ;)

  15. É, concordo com a galera, o Google Reader é essencial, inclusive é o site que mais passo tempo online. Por que o Google abriria mão desse precioso tempo em seus domínios e saber o hábito de leitura de seus usuários? =D

  16. Varios aplicativos para Ipad tem como base o RSS, Os serviços de agregação podem morrer, mas o rss deve sobreviver para continuar sendo um meio de entrega de mensagens

  17. Concordo com o @funxo, se o compartilhamento está avançando sobre a leitura na fonte as fontes ainda serão necessárias.

  18. O Google Reader está longe de perder espaço. O motivo é o fato de ele ser integrado ao buzz. Vc compartilha e ainda põe um comentário. Dessa forma, quem te acompanha no reader vê e quem te acompanha no buzz também. Vida longa e próspera pro reader e feed.

  19. É muito improvável que o RSS caia em desuso tão cedo. Principalmente o Google Reader, que é um dos mais utilizados.

Comente!