Fatos curiosos sobre o Google Brasil

26
824

A Revista Época fez recentemente uma reportagem muito interessante sobre a “cultura de trabalho flexível, divertida e árdua” da gigante da internet, com destaque ao escritório do Google Brasil.


Veja alguns fatos que a revista destacou:

Saúde
A companhia oferece reembolsos de R$ 374 por consulta com médico fora do plano de saúde, R$ 145 para participar de grupos de caminhada, R$ 140 para aulas de pilates no escritório e R$ 100 para academia. É possível também fazer sessões de drenagem linfática por R$ 25 e de massagem por R$ 5 a R$ 10. Quem completa 30, 35, 38 e 40 anos ganha checkup grátis.

Tecnologia
Cada funcionário ganha R$ 112 como ajuda de custo para pagar a mensalidade da internet em casa. Ao ser admitido, o novato ganha um notebook da marca que escolher. No trabalho, incentivam-se todas as formas de comunicação, por texto, voz e vídeo. No Natal de 2009, toda a equipe ganhou smartphones equipados com o sistema operacional Android, do Google.

Indicações
O processo de seleção demora dois meses e é rígido. A empresa incentiva cada funcionário a indicar conhecidos. Se ele for contratado, quem fez a recomendação ganha R$ 5 mil. Mais da metade das contratações é feita com base em sugestões da equipe.

Brinquedos
O novato recebe em casa um kit de boas-vindas, com camiseta, boné e autorização para gastar R$ 100 na decoração da baia. Ele tem ainda R$ 250 para gastar na loja virtual da empresa, na compra de blusões, mochilas, cubos mágicos e camisetas.

Festas
O Google é uma empresa festeira. Um Comitê de Cultura e um comitê de diversão se encarregam de propor atividades diversas. Há noites de cinema, festas tradicionais e temáticas (como a Festa do Pijama). Em Belo Horizonte, as sextas-feiras são dias de happy hour dentro da empresa, como é tradição no Google ao redor do mundo. Em São Paulo, a festa ocorre às quintas.

Bônus
O Google tem bons salários fixos, opções de ações e forte cultura de remuneração variável. Além do bônus normal, baseado em metas, ganham-se prêmios por indicação de colegas do mesmo nível (o Peer Bônus, de R$ 200) e por recomendação proposta pelo chefe imediado (o Spot Bônus, de R$ 550 a R$ 28 mil). Há também premiações para os coordenadores e condecorações simbólicas.

Clique aqui para ler a matéria completa. Agradecimentos ao leitor Fábio Silva pela dica!

Foto: Ricardo Corrêa / Revista Época

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEric Schmidt comenta sobre o futuro da busca
Próximo artigoGoogle anuncia a programação do Google Developer Day 2010
é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

26 COMENTÁRIOS

    • Com essa atitude voce nunca trabalharia la mesmo.
      A atitude correta é: vou aprender ingles imediatamente para trabalhar la.
      Loser

  1. Sinceramente, gostaria de conhecer alguem que trabalhe no google, não por ter tais indicações, mas pra saber se isso tudo, não é apenas marketing!!!!

  2. caraca! me arrepiei aqui, juro! se eu tiver uma empresa um dia, ela vai ser assim (ou vou fazer o possível para ser assim)

  3. Realmente, a cultura do Google é ótima para seus funcionários.
    Os caras trabalham numa das maiores empresas de tecnologia do mundo, ganham ótimos salários (e bônus) e ainda ganham benefícios extras…
    Esse é o sonho de todo geek.
    :)

  4. Quero ser indicada!!! Tenho experiência em multinacional e estou terminando meu doutorado na Espanha, só que sou enfermeira!! Alguém me indica?? Please!!!

  5. Bom, a não ser que eu me engane, vi em alguma reportagem que os salários são menores que a média paga no Vale do Silício….. mas com toda essa qualidade de vida e trabalho, compensa bastante.

    Até parece as empresas brasileiras. lolz

  6. É galera, o que é normal la fora, aqui é uma extravagância….Essa deveria ser a atitude de toda as empresas brasileiras.

Comente!