Preferência ao conteúdo, sem desprezo ao buscador

Da Série Discovery SEO

Já que estamos falando de SEO, é importante tratar aqui também dos cuidados que as pessoas que o exercitam devem tomar.


Há muita polêmica em torno de como certas técnicas de SEO influem na área editorial do site ou blog que as utilizam. Ou seja, no conteúdo que o usuário final terá contato. De fato, existem procedimentos de SEO que envolvem a modificação do conteúdo a ser publicado, visando melhor posicionamento e maior eficiência no tráfego advindo dos mecanismos de busca.

Pessoas sérias e competentes que trabalham com SEO, ou mesmo que estudam o assunto, acreditam que pode (e deve) existir um meio-termo entre o conteúdo a ser apresentado ao usuário e aquele que ajudará na otimização de sua página junto ao Google. Eu tenho o mesmo pensamento, porque é sabido que o SEO é inútil se não houver harmonia entre ele e a qualidade da informação prestada ao usuário – afinal, quando o SEO funciona de verdade, ele leva quem pesquisa a um conteúdo de qualidade que resolve a questão da busca feita e converte o tráfego obtido com a otimização em leitores assíduos e até em clientes.

Aplicar técnicas de SEO de maneira que a qualidade do conteúdo seja prejudicada já foge da categoria estudada por nós aqui. Deixa de ser SEO e passa a ser SPAM.

Usando más práticas em seu site, as pessoas simplesmente vão chegar lá, ver que seu conteúdo não serve para elas e sem pestanejar, voltarão para o Google: a mesma porta que as trouxeram. Isso é horrível. Aumentará seu Bounce Rate (taxa de rejeição; estudaremos sobre no futuro) e o que você achava que era otimização se torna TNP. Sigla que dou para Tiro No Pé.

Use o SEO com inteligência. Não agrida seu conteúdo; ele deve ser sempre útil para quem o procura. A tarefa principal do SEO é ajudar um maior número de pessoas chegar até páginas que sejam realmente interessantes para elas.

O Google aprimora a cada dia seus sistemas para premiar páginas relevantes e punir as que não são. E se o Google não punir, tenha certeza que se o conteúdo não for relevante isso será feito pelos próprios leitores.

Tenhamos prudência.

Dito isso, iremos em frente amanhã, quando será falado sobre como o Google entende seu site, seus títulos e meta tags. Até!

3 Replies to “Preferência ao conteúdo, sem desprezo ao buscador

Comente!