Android 2.2 ganhará suporte a Flash

Enquanto a Apple faz críticas ao Flash, o Google anunciou esta semana que seu sistema operacional móvel Android irá finalmente ganhar suporte oficial a plataforma da Adobe, revelou Andy Rubin, VP de Engenharia do Google.

Com a integração do Flash, o Google espera oferecer para os consumidores e desenvolvedores uma plataforma mais completa, uma estratégia que pode ajudar a firma de Mountain View a manter seu rápido crescimento dentro do segmento de smartphones. Atualmente, segundo a ComScore, o Android está presente em 9% dos smartphones nos EUA.


Questionado pelo New York Times sobre a carta aberta do CEO da Apple, Steve Jobs, que declarou esta semana uma “guerra” ao Flash, Rubin afirmou que a versão 2.2 do Android se mantém em oferecer aos fabricantes um ambiente aberto e personalizável, uma escolha que pode ajudar a levar o SO do Google a ter uma venda maior que o iPhone e do Blackberry no futuro.

“É um jogo de números”, afirmou. “Quando você trabalha com equipamentos de diversos fabricantes, criando diversos produtos para diversas categorias, é só uma questão de tempo. Estou confiante porque quem é mais aberto [às tecnologias] vence”.

Sobre um outro recente comentário de Jobs, dizendo que “pessoas que querem pornô deviam comprar um Android Phone”, Rubin explicou que não há uma “resposta racional” para a declaração. “É um estilo diferente de interagir com o público e com a mídia” comentou.

O executivo do Google também abordou muitos outros temas – como se os consumidores realmente se importam se o seu software de telefonia móvel é “aberto” ou não. Ele comparou plataformas fechadas aos governos totalitários que privam os cidadãos de escolha. “Quando eles não podem ter alguma coisa, as pessoas se importam. Olhe para o modo de funcionamento da política. Eu não quero viver na Coreia do Norte “, disse.

3 Replies to “Android 2.2 ganhará suporte a Flash

  1. Muito bom que o Android tenha um suporte descente ao Flash. Afinal tenho certeza que no futuro será o HTML 5 mas atualmente não dá para ficar sem Flash e a situação não deve mudar nos próximos anos.

Comente!