Google sugere alternativas aos usuários do Google Apps

Desde que o Google deixou de censurar resultados de pesquisas no www.google.cn, usuários chineses têm enfrentado dificuldades para acessar os serviços do Google.

Apesar de o Google ter transferido os serviços para os servidores de Honk Kong, o governo chinês começou a bloquear, também, o acesso aos serviços hospedados na Região Administrativa.


Tendo em vista tais bloqueios, o Google tem se preocupado muito com os usuários da suíte de aplicativos online Google Apps (muitos clientes, inclusive, pagam pela versão Professional da suíte).

Como o acesso a serviços como Gmail, Google Agenda e Google Docs pode ser interrompido a qualquer momento, a empresa de Mountain View está sugerindo que as empresas façam uso de configurações de rede e tecnologias associadas, no intuito de de garantir o permanente acesso aos serviços.

Entre as sugestões, estão:

  • Rede Privada Virtual (VPN);
  • Secure Shell (SSH);
  • Servidor Proxy.

Apesar de não dar mais detalhes sobre a utilização de cada método, o Google recomenda que as empresas consultem seus departamentos técnicos e jurídicos, com a finalidade de encontrarem a melhor solução para que continuem a fazer uso dos serviços bloqueados.

O Google mantém, no ar, dois sites que permitem o monitoramento do status de seus serviços: o Mainland China service availability e o Apps Status Dashboard. O primeiro, exibe o status dos serviços para a China continental. Já o segundo, mostra o status dos serviços para o restante do mundo.

A empresa afirma que os serviços do Google Apps, ou seus dados, não estão hospedados na China continental. Além disso, funcionários do Google na China não têm acesso aos sistemas ou dados do cliente. Reconhece, também, que esses problemas não são exclusivos do Google e que muitas empresas de tecnologia também enfrentam desafios na China para fornecer acesso aos seus serviços.

One Reply to “Google sugere alternativas aos usuários do Google Apps

Comente!