Nexus One veio tirar o Android do jardim de infância

9
59

Ontem eu tive a oportunidade de acompanhar o lançamento do Nexus One. Com ele, o Google reforça a premissa básica que utilizou para construir a plataforma Android: demonstrar aos parceiros da indústria o que é necessário para se criar um “super fone”, para uma igualmente poderosa web que está por vir.

Se em seu primeiro ano, a plataforma móvel do Google não chegou a apresentar um risco real para o futuro do iPhone, eu começo a reconsiderar a minha própria opinião. Após um ano de parceria com a Apple, em que juntas as empresas procuravam desenvolver novas soluções para dispositivos móveis, ficou muito evidente que a turma de Mountain View aprendeu novos truques com o “inimigo”.


Para garantir o sucesso do Android, o Nexus One funcionará como a melhor forma de representar as possibilidades que podem ser oferecidas para os clientes, sem necessariamente canibalizar as ofertas dos fabricantes associados. Se a Apple faz questão de vender o iPhone como o melhor smartphone disponível no mercado, o Google irá mostrar que a partir de agora existe a opção de escolha na hora da compra.

Os fanáticos irão dizer que nada se compara ao produto da grande maçã, mas eu tenho coragem de dizer que se você é um usuário constante das aplicações do Google, e não entende porque a Apple insiste em limitar certas funcionalidades no iPhone, comece a considerar o Nexus como alternativa.

Com uma interface melhorada na versão 2.1 do Android, um processador central mais potente, capaz de lidar com tranquilidade com gráficos mais elaborados e com elementos ligados a uma demanda cada vez maior pela multitarefa, o Nexus One foi construído em parceria com a HTC e possui um corpo fino, elegante, sem a presença de um teclado físico, seguindo bem o estilo que faz tanto sucesso na concorrência. Quer saber mais a respeito? Não deixa de conferir o artigo do Ricardo Fraga.

As principais características que me fizeram pensar seriamente em adquirir o meu Nexus One foram: a tecnologia de cancelamento de ruído — que através de dois microfones isola o ruído externo da voz — que deverá aumentar a qualidade das ligações, e capacidade de transcrever mensagens de audio em texto — tecnologia que presente no Google Voice — que poderá ser inserido em qualquer aplicativo e deve facilitar o uso diário.

Não é porque existe um aplicativo para quase tudo na vida digital que vamos desistir da Web. O Google sabe disso, e aposta em Widgets e aplicativos online para integrar soluções ao aparelho. A Apple, por sua vez, vai precisar correr atrás do atraso, pois no campo do “Cloud Computing” ela anda comendo poeira.

O Nexus será um sucesso? Ainda é cedo para prever um cenário. A única coisa certa é que a abordagem direta do Google na venda ao consumidor ataca em um ponto chave em que o iPhone tropeça, e a máquina de marketing do gigante das buscas poderá fazer toda a diferença se a Apple não preparar algum realmente revolucionário para as próximas versões do iPhone.

Newton Mota, editor do MacMagazine, em participação especial para o Google Discovery.

9 COMENTÁRIOS

  1. O hardware do Nexus nem se destaca tanto… é bem normal, aliás. O Motorola Dext já vinha com o cancelamento de ruído ativo, outros Motorolas também tem o CrystalTalk (que funciona maravilhosamente bem). Sensor de proximidade, luz, bússola e acelerômetro também não são novidade.

    O que é novo mesmo no telefone é o software presente no Android 2.1, que aparecerá em muitos outros aparelhos (futuros e pré-existentes).

    Na minha opinião o Nexus One é uma maquininha de hype pra promover o Android.

  2. Engraçãdo,esse Nexus One apareçeu até no Jornal Local de Floripa…,será que vão querer documentar os passos da vida do Sergey Brin e do Larry Page também quando morrerem?o.Õ

    Grande Post!

  3. Melhor hype que a Google poderia conseguir seria inserir o aparelho Nexus One e o software Android em filmes como TRON Legacy ou outras ficções pra 2010 e 2011.

    Fora isso só mesmo se baixassem os preços do aparelho pra popularizarem ainda mais as suas marcas…

  4. Realmente gostei mto da novidade do Google, mas prefiro esperar pra v isso na pratica de uso e acessibilade. Entretanto parabenizo o Newtom pela EXCELENTE materia postada, revelando uma lucidez nos argumentos expostos.

Comente!