Google revela planos para sincronizar o Chrome à nuvem

google-syncEmbora a firma de Mountain View tenha desistido do Google Browser Sync, um add-on para Firefox que permitia sincronizar as configurações, favoritos, histórico, cookies e senhas, o Google agora planeja reativar a ideia ao trazer uma funcionalidade integrada ao Chrome que guardará os dados do navegador junto a Google Account do usuário.

A infraestrutura para a sincronização está ainda em estágio inicial de desenvolvimento mas deve chegar ao projeto do Chromium até o final desta semana. A empresa também revelou que a nova funcionalidade será disponibilizada para as versões DEV do Chrome ainda neste mês.


O sistema de sincronização terá um foco inicial o armazenamento dos favoritos na nuvem mas o Google espera ampliar o projeto para outros dados no futuro. Uma interface web similar ao Google Docs, protegida pela Google Account, fornecerá a possibilidade de gerenciamento e acesso remoto dos favoritos através de qualquer navegador.

Fonte 1Fonte 2

9 Replies to “Google revela planos para sincronizar o Chrome à nuvem

    1. @Rômulo, os dados terão espaço na nuvem mas o navegador em si possivelmente não.

  1. É legal sim, embora não seja nada fantástico. Computação nas nuvens tem se mostrado um fiasco, empresas não tem acreditado muito em colocar dados criticos nas nuvens com medo de trovoadas. Talvez a tia lindalva vai gostar de salvar os favoritos aquele site de receitas, deve ficar por ai mesmo.
    Mas em falando de recursos do navegador, o chrome deve continuar comendo poeira da concorrencia por muito tempo. e eles vão precisar muito mais que isto pra deixar de comer poeira. Firefox está anos luz à frente do chrome, e assim deve ficar. IE é um caso à parte…

  2. Legal, mas isso tinha que ter integração com o Google Bookmarks… Só uso o Firefox por causa disso. O Chrome não é nada pra mkim enquanto num me der esse suporte…

  3. O maior inimigo da novidade é o HÁBITO.
    Ainda que criem tecnologias extremamente funcionais e perfeitas, vai demorar muito para que a maioria das pessoas perceba as vantagens da computação nas nuvens, por exemplo.

    Não chamo isso de fiasco, mas de inércia dos utilizadores, mesmo.

    Meus pais, p. ex., até hoje confundem o “e” do Internet Explorer com a própria internet, pra se ter uma noção!

    É o hábito…

  4. computação nas nuvens… fizeram um barulho em cima disso, mas até agora nada de segurança e estabilidade, só um fiasco mesmo.

    Tem gente também que confunde buscador de internet com google. É habito, criado pelo mkt de grandes coorporações, como microsoft e google.

Comente!