Pai da internet é contra novo modelo de anúncios do Google

Uma notícia publicada recentemente pela Brand Republic revelou que Tim Berners-Lee, considerado o criador da Internet, teria se posicionado contra o novo modelo de anúncios do Google que analisa o comportamento dos usuários para direcionar anúncios relevantes.

Para Berners-Lee, as informações, mesmo que sejam apenas URLs, revelam informações extremamentes sensíveis sobre os usuários. “Haverá uma grande pressão comercial para liberar esses dados. O princípio é que ela não deveria ser recolhida em primeiro lugar” disse.


Embora as pessoas possam temer que tipo de informações serão colhidas, o Google já alertou que páginas com conteúdos políticos, religiosos, financeiros ou pornográficos não estarão em sua base de análise. Um plugin, desenvolvido pela empresa, poderá ser instalado no navegador para evitar qualquer participação no novo sistema de anúncios.

8 Replies to “Pai da internet é contra novo modelo de anúncios do Google

  1. Era óbvio que mais hora menos hora isso iria acontecer, e esquentar a cabeça com isso é lutar contra uma causa perdida e sinceramente desnecessária.

  2. Estes dias fui fazer uma pesquisa no Google Maps, e o histórico me sugeriu um endereço que eu tinha digitado há quase dois anos atrás!! O Google já coleta MUITA informação à nosso respeito. Utilizá-la para anúncios só mostra o poder do gigantesco banco de dados.
    Em caso de uma hecatombe nuclear, é só salvar um dos datacenters do Google para reconstruir o mundo e contar a história da humanidade…

  3. Digamos que vc tenha um médico que guarde as informações sobre seu paciente para no futuro lhe prestar um serviço melhor (mais rápido e confiável). É tão diferente assim? Vc perde sim algo de privacidade, corre sim alguns riscos (vai que invadem o sistema), mas há um bom retorno aí, não dá para ignorar. Mas sempre vamos cair na questão sobre quão confiável é o Google, ou ainda, por quanto tempo será (Invasão, compra, intervenção)? Até que ponto o medo é um bom conselheiro ou apenas uma ferramenta em prol da confortável inércia? Teremos 1984 ou 2001? Inevitável. "Você quis dizer" é apenas o começo…

  4. pow alguma deixa positiva quanto a esse post, para discutirmos melhor sobre isso. bom acho que esse e um caminho sem volta, eu nao sei o quanto isso é prejudicial… mas obviamente causa um certo desconforto.

Comente!