UFO Stalker: Google Maps Ufológico

ufomaps

Segundo informações do excelente blog Ceticismo Aberto, a MUFON (The Mutual UFO Network), conceituada organização de pesquisa Ufológica, lançou recentemente um serviço chamado “UFO Stalker”, um mashup do Google Maps com informações sobre eventos de avistamentos de OVNIs, permitindo uma busca interativa e em tempo real.


Com o intuito de promover uma ferramenta semelhante para o Brasil, Kentaro Mori, editor do blog, está convidando desenvolvedores interessados para um brainstorm. “O CeticismoAberto está mais do que disposto a patrocinar sua concretização. Se você tem conhecimentos em programação web, se já criou ou participou da criação de um Google Maps Mashup, se acredita que possa contribuir, entre em contato pelo email“.

3 Replies to “UFO Stalker: Google Maps Ufológico

  1. Realmente não entendo pq alguém que é cético, patrocina avistamentos de ufos. Até cético .br sucks

    1. Os avistamentos, os relatos, acontecem independente de serem registrados ou não em um banco de dados. Registrados em um banco de dados, contudo, as chances de explicá-los se tornam muito maiores — aproximações de Marte, reentradas de satélites e afins, por exemplo, são vistos por muitos.

      Agora, podemos tentar reprimir este interesse popular pelo tema ou fingir que não existe. Ou podemos mostrar que o verdadeiro ceticismo não é prejudicado com a livre e responsável troca de informações, e que a fascinação de muitos pelo assunto é mais do que positiva, e só precisa talvez de um impulso crítico e científico maior.

      Além de auxiliar no esclarecimento de avistamentos múltiplos, uma ferramenta desta natureza também permitiria análises sobre a natureza sociológica e cultural de tais eventos — a exibição de um filme sobre OVNIs na TV ou no cinema provoca um aumento no número de relatos no Brasil? — bem como, e novamente referindo-se ao verdadeiro ceticismo, abre a possibilidade de que novos fenômenos sejam descobertos.

      Porque, afinal, é possível que algum dia, alguém realmente veja uma espaçonave extraterrestre.

      Felizmente voluntários já se ofereceram (mais sempre são bem-vindos, no entanto), e o projeto já está em curso. Neste sentido, nós "céticos" brasileiros talvez sejamos pioneiros no mundo.

Comente!