Resultados semânticos no Google Search?

brazil

Segundo informações da Read Write Web, o Google começou a implementar uma nova funcionalidade aos resultados de pesquisas no Google Search que aparentemente utiliza tecnologia estruturada semântica.


“Who is Bill Clinton’s wife?”; “What’s the capital city of Oregon?”; “What is Britney Spears’ mother’s name?”; ao realizar alguma destas perguntas na versão americana do Google.com, uma resposta formatada é exibida acima dos resultados orgânicos. O mais interessante, como destaca o blog, está na estrutura como essas informações são exibidas pois não seguem a estrutura como estão dispostas na página original.

Estaria o Google caminhando para um lado antes negado? No final de 2007, Peter Norvig, chefe de pesquisas do Google, não demonstrava sinais de querer trabalhar no desenvolvimento de resultados semânticos:

<< Nós não achamos que é um grande avanço ser possível escrever algo como uma pergunta e não com palavras-chave. Escrever “Qual a capital da França?” não vai lhe dar melhores resultados que escrever “capital da França“ >>

As coisas estão começando a mudar lá em Mountain View…

9 Replies to “Resultados semânticos no Google Search?

  1. Já se falava muito desse tipo de tratamento para as buscas do Google, mas antes tarde do que mais tarde né, hehe.

  2. Ah, e uma coisa que eu notei: “Capital of Brazil?” funciona, mas “What’s the capital of Brazil?” não. Pelo visto tá bem hardcoded o algoritmo ainda.

    Outro teste que funcionou foi “When is thanksgiving?” Bem legal.

  3. Engraçado, eu sempre pesquisei em formas de perguntas, porém sem a interrogação. Os resultados sempre vinham de blogs/forums/wikis com a dúvida pesquisada :P

  4. Concordo plenamente é extremamente redundante você reformular uma pergunta, sendo que com apenas 2 palavras você acha o que procura! É uma grande bobagem!

  5. Esse estilo de busca através de perguntas já existia no Google há MUITO tempo. Não acho que seja algo muito novo em termos de reais avanços semânticos.

  6. Este tipo de resposta, que agora encontramos esporadicamente no Google e uma das coisas mais complicadas de se fazer ensinar a maquina a fazer: pensamento inferencial. A Google continuara a negar que esta a procurar a busca semantica. Mas ela e o futuro e, certamente, tera que se tentada. Parece que esta mais perto que nos acreditavamos. No entanto, acho que para ser perfeita e em muitas linguas, gastara ainda mais uns 5 anos. De qualquer forma, encontrarmos estes resultados agora ja e um grande passo, porque mostra que ela e possivel.

Comente!