Google nega querer via de alta velocidade para seu próprio conteúdo

O Google negou hoje a informação do jornal Wall Street Journal sobre uma possível negociação com grandes de empresas de cabo e telefonia para criar uma via rápida para o seu próprio conteúdo, uma posição que seria contrária as últimas ações da empresa em defender a neutralidade da rede.

A empresa ainda explicou que o esforço OpenEdge (citado pela matéria do WSJ) é uma idéia que permite aos usuários escolher diretamente dos dispositivos móveis a rede de banda larga, o que poderia vir a obter um acesso mais rápido ao conteúdo do Google e do YouTube.


O Google ainda teria oferecido colocar servidores cache de provedores de banda larga dentro das suas próprias instalações, o que poderia trazer uma redução de custo para provedores ao evitar que um mesmo vídeo seja transmitido várias vezes.

Comente!