A Google está fazendo 10 anos. O que esperar dos próximos 10 anos da Google?

Hoje, a Google está fazendo 10 anos.

Portanto, parabéns, Google!

Neste período, ela se tornou a grande fornecedora de serviços de Internet, que conhecemos. Fica-nos, entretanto, a pergunta: como estará a Google em 07/09/2018?

Tentaremos responder a esta pergunta, com um exercício de futurologia, baseado nas estratégias da empresa, que conseguimos vislumbrar hoje. Não sei qual será o nosso grau de acerto, até porque o horizonte é de 10 anos. No entanto, estamos certos de que tudas as previsões possuem fundamento lógico.

Então, o que esperamos ver na Google daqui a 10 anos?
  • buscas em todos os idiomas e para todos os países do mundo;
  • traduções de todos os idiomas para todos os idiomas do mundo;
  • buscas universais e mais profundas;
  • buscas semânticas;
  • buscas no interior de vídeos, podcasts e músicas;
  • buscas no interior de fotos, vídeos, animações, podcasts e mapas com reconhecimento automático de cores, faces, objetos, marcas comerciais e da voz corrente;
  • reconhecimento da voz corrente e transformação desta em texto em todos os idiomas mais conhecidos da Terra;
  • reconhecimento da voz corrente e sua tradução simultânea de todos para todos os idiomas da Terra;
  • reconhecimento da voz corrente e sua tradução simultânea via IP para aparelhos celulares (este GPhone não sai da minha cabeça!);
  • reconhecimento da voz corrente e sua transformação em texto, como forma de mudança de interface, tanto no Google Docs, quanto no uso dos próprios aparelhos eletrônicos de acesso à Internet, via navegadores;
  • fotografias de satélites com resolução ao nível do chão da maioria da cidades do mundo;
  • Google Street View presente na maioria das cidades do mundo;
  • Google Street View poderá ser estendido também a prédios públicos (ex: um estádio de futebol) ou a casas comerciais e explorará publicidade;
  • o Google Maps poderá ter serviço gratuito de GPS, que indique em comunicação audível o caminho a seguir, em uma cidade ou estrada;
  • o Google Maps deverá ter serviço de indicação de linhas de metrô, semelhante ao da Yandex;
  • também deverá ter previsão do tempo;
  • a Google deverá conseguir uma fórmula para disponibilizar uma camada de construções 3D do Google Earth no Google Maps;
  • o GMail terá, cada vez mais, recursos de relacionamento social
  • a Google tentará crescer no setor de comércio eletrônico, talvez com a compra da Amazon.com, ou da Alibaba. No Brasil, poderá comprar a B2W;
  • se o Google Chrome se transformar no sucesso, que a Google deseja, a competição com a Microsoft ficará muito maior, levando a uma redução da importância de mercado dos sistemas operacionais e aplicativos de produtividade no formato tradicional (Windows e Office de caixinha instalados nos computadores) e ao crescimento da importância das plataformas de produtividade via Internet (Google Docs, Microsoft Office Live, Zoho etc);
  • o GMail, o editor de textos, a planilha, o editor de apresentações e a agenda da Google certamente ganharão muito mais funcionalidades, tanto tradicionais, que os assemelhem ao Office, quanto novidades, que os aproximem da Internet e das plataformas wiki  e provavelmente ganharão também a companhia de outros produtos, que levarão à construção do conjunto, que sejá conhecido informalmente pelos usuários como “GDrive”. Ah! Ganharão também armazenamento muito grande;
  • o Google Video e o YouTube poderão ganhar programação de TVIP semelhante ao Joost Hulu;
  • o YouTube poderá se transformar na nova videoteca do mundo, semelhante ao Google Books, partindo para um projeto de digitalizar os filmes, documentários e noticiários de toda a história do vídeo e do cinema do mundo;
  • o Google Finance deverá apresentar em tempo real todas as cotações de todas as bolsas de valores e de mercadorias do mundo;
  • o Google Checkout acompanhará o crescimento do Google Shopping;
  • o Orkut será mais aberto com o Open Social, mas enfrentará uma concorrência extremamente forte, principalmente do Facebook. Talvez a Google venha a ser obrigada a comprar outras redes sociais;
  • o crescimento da base de telefones do iPhone, a chegada dos telefones com Android (GPhones) e, quem sabe, mais futuramente, uma nova plataforma Linux para celulares, que está sendo feita pela Nokia, deverão aumentar drasticamente o número de pessoas, que pesquisam na Internet, com grande vantagem competitiva em nível global para a Google, que está mais preparada para isto;
  • a influência dos smartphones no mercado de buscas será maior em países, onde há pouca ou nenhuma base de computadores intalada, como países da África, China, Rússia, Índia, Vietnam, Indonésia, Camboja e outros países asiáticos;
  • a competição deverá se acirrar nos mercados, onde a Google não consegue ainda possuir a maior parte da fatia do mercado de buscas e tem grande importância econômica, como o Japão, a Coréia do Sul, a China e a Rússia. Dentre estes, ela poderá até, nos próximos 10 anos, adquirir alguma empresa no Japão ou na Coréia do Sul. Na China, certamente isto acontecerá e não deverá ser apenas uma empresa;
  • o Google Earth deverá ganhar muito mais acuidade das imagens de satélite e já se espera para os próximos dois ou três anos o lançamento da versão do Earth, que mostrará o fundo dos oceanos do mundo;
  • o Google Earth, o SketchUp e o Picasa ganharão versões totalmente Web;
  • o Picasa se aproximará, cada vez mais do Flickr e do PicNic, apresentando funcionalidades muito mais sociais e possibilidade de edições de fotos on-line;
  • o Picasa terá também algumas funcionalidades hoje somente existentes no Photoshop;
  • o YouTube poderá permitir edições de vídeo on-line;
  • a Google poderá lançar um sistema 3D, que reproduza o corpo humano;
  • a Google deverá lançar jogos on-line, que poderão ser acessados por computadores ou por celulares;
  • tem-se como certo de que a Google entrará nos mercados de CRM, ERP e ECM/GED. Para tanto, provavelmente adquirirá empresas de porte. A candidata mais provável é a Salesforce, mas a aquisição de outras e até a construção de plataformas próprias são possibilidades não descartáveis;
  • a Google continuará sendo a lider mundial em publicidade na Internet;
  • por final, será que a Google e a Apple irão se fundir para aumentarem a competição com a Microsoft? Isto é muito difícil, mas não é de todo impossível. Se você me perguntar se eu apostaria minhas fichas nisso, eu diria que sou um jogador conservador e não gosto de apostas arriscadas demais.

Muitas são as possibilidades. Daqui a 10, poderemos conferir, para ver o que acertamos.

11 Replies to “A Google está fazendo 10 anos. O que esperar dos próximos 10 anos da Google?

  1. Acho que pelo menos 65% disso relatado ai nesse post poderá acontecer em 10 anos ou em um intervalo de tempo um pouquinho maior :D

    Outro ponto que destaco: Daqui a 10 anos o Google poderá dominar o mundo :P

    Faz alguns anos que eu afirmo isso, e vou continuar afirmando.

  2. Dúvido! Até lá já caiu um meteoro nos servidores deles. Isso se um hacker não invadir os servidores deles e apagar tudo.

  3. Se até lá eles não tiverem outra idéia revolucionária como o Gmail, o orkut e o YouTube (não foi deles, mas compraram), a companhia morre. Mas com certeza eles teram várias idéias, talvez até entrem no ramo de provedores de internet.

  4. Rômulo, parabéns pela compilação de idéias! Será que ainda estaremos aqui para narrar todos esses acontecimentos? :)

  5. Viva o GOOOOOOOGLE!
    Eu autorizo o GOOGLE a pegar todas as minhas imagens, para finalidades educacionais. Nunca serei um attention-whore processando o GOOGLE por direitos autorais. Em troca, queria que todas as minhas imagens aparecessem no IMAGE SEARCH até o fim da minha vida.
    God Bless You
    Este link é o bandeiras dos países, tamanho oficial em 300 dpi.
    http://aymore.org/countries_flags.html

  6. O último item é k me parece desnecessário.
    A apple continuará a ser uma pequena empresa comparada c/ a Google.
    Além disso qual seria a vantagem p/ a Google absorver uma empresa já viciada?

  7. Um detalhe sobre a idéia de levar prédios 3D ao maps: o google criou uma biblioteca para gráficos no webkit em substituição ao Cairo, que é usada para desenhos (canvas, svg, etc) com suporte a OpenGL! Ou seja, em tese eles podem hoje mesmo criar sites em 3D com o Chrome sem rpecisar plugins específicos para isso, podem usar SVG ou Javascript/Canvas mesmo.

Comente!