Sem anúncios na página inicial, Google deixa bilhões de doláres de lado

Em entrevista a CNBC, Eric Schmidt, CEO do Google, foi questionado sobre o posicionamento de anúncios na página inicial mecanismo de busca.

Segundo o executivo, o Google não permitiria anúncios em sua na página inicial mesmo que isso pudesse trazer em números “alguns bilhões de dólares”.


“As pessoas não iriam gostar. Nós priorizamos o usuário acima dos anunciantes”, respondeu Schmidt. A simples e limpa página inicial é uma das marcas do serviço de pesquisa desde seu surgimento a quase uma década.

10 Replies to “Sem anúncios na página inicial, Google deixa bilhões de doláres de lado

  1. A limpeza e leveza das páginas e a qualidade dos serviços oferecidos de forma gratuita pelo Google são, sem sombra de dúvida, sua maior marca.

  2. 1. Na minha página inicial já falta espaço,com anúncios então, ficaria inutilizavel.

    2.Esse papo de deixar bilhões de lado para priorizar usuário não cola, ela sabe que perderia espaço para concorrentes se inserissem anúncios.

    3. Quem usa a pagina inicial do Google, certamente usa a busca do Google, Gmail e outros produtos da empresa que tem anúncios! O ganho ocorre, mas é indireto.

  3. Eric ta pensando em colocar um arranhacéu ali na pagina inicial, mas a galera do google não gosta muito do adsense por não ter muita flexibilidade na hora de dimensionar os anuncios.

  4. É bom que as pessoas não confundam isso com “bondade”, pois gera reações apaixonadas. Por exemplo, muitas pessoas sentem raiva e desconfiança ao pensarem que outros vêem isso como “bondade”, não importa de onde vem essa reação (“síndrome do underground”, traumas de traições emocionais, etc), o caso é que tanto elas quanto os que acreditam nessa “bondade” estão se equivocando ao misturar emoções e uma empresa/marca (ah, como o marketing gosta disso…). Acontece que trata-se de inteligência, a postura da Google parece querer uma situação onde tanto o usuário quanto ela possam ganhar. Isso é pensado dentro de um contexto estratégico de conquista e manutenção dos negócios. Trata-se apenas de uma estratégia diferente (e empresas precisam de diferenciais), se parece “boazinha” é por conta das besteiras que outras empresas fazem quando entram em zona de conforto (lembrem de algumas estatais e empresas com quase-monopólios). De qualquer forma, essa é a postura de hoje, talvez não seja para sempre. Então, por hora, merece palmas (não juras de amor eterno).

  5. Witaro, você disse tudo, a postura do Google é essa, fazer com que as pessoas a ame. Todos defendem o Google, assim como a Coca-cola. O Google é o rottweiler que todo mundo gosta e da comida, no final ele te fod*. Por isso gosto de ser do contra, viva o Yahoo! auhhah

  6. na minha opniao eles nao ganham tanto dinheiro com anuncios na página inicial como ganham fazendo anúncio nas procuras.

    e claro… isso é pra ficar bonito no mercado!

  7. O google é a globo da internet…
    Gostei de ver, por isso continuara sendo minha pagina inicial e meu site de pesquisa favorito.

  8. “As pessoas não iriam gostar. Nós priorizamos o usuário acima dos anunciantes”. Disse, Eric Schmidt, CEO do Google,  em entrevista a CNBC.
    É, pelo visto, o dinheiro falou mais alto…
    Achei desnecessário! Lixo visual! Atrapalha na hora da pesquisa, pois tira o foco e incentiva o consumo, já que o site é acessado por todos!

Comente!