Microsoft continua tentando comprar Yahoo! e provoca a maior diáspora já vista em Sunnyvale.

2
36

Microsoft Yahoo logoNo último domingo eu falei que tudo indicava que a o acordo publicitário entre Google e Yahoo! não parecia acabar com a briga da Microsoft para comprar a gigante de Sunnyvale. Pois os acontecimentos desta semana demonstraram que eu estava certo. A Yahoo! assumiu estar conversando novamente com a Microsoft. Logo depois, fez uma reestruturação e afirmou que isso era para impedir a venda da empresa.

Vamos à verdade nua e crua dos fatos:

  1. em janeiro, nós já adiantamos para você que a Microsoft precisa desesperadamente adquirir a Yahoo!, para se manter competitiva na Web;
  2. em 1º de fevereiro, a Microsoft ofereceu publicamente USD$ 44,6 bilhões pela gigante de Sunnyvale;
  3. desde então, já se passaram quase 5 meses entre idas e vindas, nesta negociação;
  4. a consequência para a Microsoft é que ela não para de perder audiência;
  5. a consequência para a Yahoo! é que ela não perde audiência, mas já perdeu cerca de 115 executivos, desde que esta briga começou, pelo simples fato de que poucos esperam para abandonar o barco no momento que ele estiver afundando, com medo de serem sugados.


A estratégia da Microsoft é muito perigosa, porque corre o perigo de criar três situações, todas muito ruins para si e para a concorrência na Internet:


  1. acabar por comprar uma Yahoo! totalmente destroçada, a um preço muito elevado e que, em função da condição que a própria Microsoft criou para a incorporada, pouco valer para efeito de concorrência;
  2. comprar a Yahoo!, mas atrair a ira dos usuários dos produtos da incorporada, o que é mortal em um mercado baseado na confiança, como é o de buscas, podendo provocar sua migração para os produtos dos concorrentes, principalmente da Google; ou
  3. não comprar a Yahoo!, mas deixar a empresa totalmente destroçada e, portanto, incapaz de competir no mercado de Internet.


Eu, no entanto, sou um otimista. Acho que a Yahoo! ainda tem condições de sobreviver a este terremoto, caso não seja comprada. Acho também que a Microsoft tem tecnologia e dinheiro para crescer neste mercado de forma não predatória. Basta querer.

De qualquer forma, os fatos desta semana demonstram que muita água ainda passará por debaixo da ponte, antes que a novela MS/Yahoo! tenha seu capítulo final. Até lá, o acordo publicitário Google/Yahoo! está a impedir que a Microsoft provoque a morte (e a consequente incorporação da gigante de Sunnyvale) por inanição.

2 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente, a atitude do Yahoo em manter sua vida independente, está trazendo uma série de novos fatores que precisam corrigidos.

    Outra coisa que na minha opinião é positiva para o Yahoo!, a empresa está se livrando de diversos Yahoos que não acreditavam na empresa.

    Agora é a oportunidade de novas pessoas e novas idéias ingressarem na empresa. Talvez nem tudo esteja sendo negativo.

  2. Engraçado é que, se a Microsoft realmente conseguir comprar o Yahoo! não vai ter 115 executivos que era importante para a empresa. Sem contar, que alguns funcionários também irão sair.

Comente!