Enquanto isso, as ações da Google, oh!

Google logoDesde o início da crise econômica dos EUA, a Google sofreu muito. Suas ações caíram USD$ 741,72 em 06/11/2007, para USD$ 413,62, em 08/04/2007, ou seja, uma queda de USD$ 44,25%. Foi o verdadeiro inferno astral da gigante de Mountain View, porque, além da crise, veio a proposta de compra da Yahoo pela Microsoft.

Mas parece que os humores dos investidores estão melhorando. A compra da Yahoo! está empacada, os resultados da Google foram ótimos, a recessão parece não ter afetado muito as empresas de Internet e ontem veio a notícia de que a econômia dos EUA já pode estar dando sinais de reação à crise.


Resultado: desde 08 de abril de 2008, as ações da Google já subiram para USD$ 575,25 (resultado final de ontem). Hoje, com o mercado ainda aberto, já passaram de USD$ 580,00. Somente pregões dos dias 28 a 30/04/2008, a Google teve um aumento de patrimônio de mais de USD$ 9 bilhões. Para se ter idéia da montanha de dinheiro que isto representa, somente o aumento de valor nestes três dias daria para comprar a Salesforce e sobraria um trocado para comprar o Digg.

Se contássemos também o pregão de hoje, o dinheiro daria para comprar a Baidu e sobraria um tocado.

Se continuar neste ritmo, em julho, quando ela tiver apresentado seus resultados do segundo trimestre, estando eles tão bons quanto o do primeiro, suas ações poderão facilmente passar da máxima de USD$ 747,24 (USD$ 234 bilhões de valor total de mercado). Eu, particularmente, acho que podem até chegar a uns USD$ 800,00 ou USD$ 850,00 até dezembro.

É claro que, para tanto, a economia americana terá que mostrar reação real, a partir do segundo semestre e a Microsoft não poderá comprar a Yahoo. Quais destes dois fatores poderão derrubar novamente as ações da Google.

Comente!