Monopólio orgânico e monopólio gerado por fusões e aquisições: há diferenças?

Google Yahoo! e Microsoft

Você defende que a união da Microsoft com a Yahoo! seria perniciosa para a inovação porque geraria briga pela publicidade, impediria a Google de chegar ao topo da audiência e acabar com a inovação na Internet?


Será por que? Por que a MS detém os monopólios de sistemas operacionais, aplicativos de produtividades, navegadores e visualizadores de filmes para PC? Desculpe-me, mas a mim parece mais um argumento emocional que baseado na lógica. Tratam-se de mercados totalmente distintos. Afinal, o grande mercado da Google é o de buscas na Internet, no qual a MS é o 4º e seria o segundo e bem abaixo do primeiro lugar. Além do mais, como mostrei hoje, não há qualquer garantia de sucesso nesta união. Antes, um dos pressupostos para o sucesso seria a manutenção da inovação por parte da MS/Yahoo!, o que geraria, tranquilamente, maior inovação por parte da Google.

Há o problema de alguns mercados em que eles seriam dominantes (mensagens instantâneas, por exemplo). Neste caso, os órgãos reguladores poderão exigir a venda desta parte do serviço, o que é uma prática comum neste tipo de operação.

Por outro lado, a continuar o mercado de buscas a se comportar como se comportou em 2007, a Google atingirá um virtual monopólio orgânico até 2009. Em outras palavras, dominará de tal forma este mercado que matará ou reduzirá ao mínimo as divisões de busca dos demais concorrentes (Yahoo!, MS, Ask e Baidu incluídas). Isto, se ocorrer, dará à Google condições de manipular a publicidade on-line, em prejuízo à inovação, aos consumidores, aos publicitários e anunciantes.

Vale lembrar que o monopólio da MS no mercado de sistemas operacionais foi conquistado organicamente, em função de erros da concorrências (principalmente IBM e Apple), não por aquisições ou fusões com concorrentes. E nem por isso ela é menos danosa aos consumidores e à inovação. Assim, a conclusão a que chegamos é que todo monopólio, seja de qualquer natureza, é ruim e deve ser combatido. Se a Google se tornar monopolista, tornar-se-á naturalmente “evil” e a inovação estará morta na Internet.

Ah!, em 21 de janeiro, publicamos que uma fonte interna da Yahoo! havia confidenciado ao Renê Fraga a existência de uma negociação com a MS.

Comente!