É mesmo verdade: reina a paz entre Google e Verizon

Verizon logoGoogle logoEm 01/11/2007, adiantei aqui que, depois de uma longa disputa no órgão regulador de telecomunicações dos Estados Unidos, pele primazia na definição das regras do leilão da banda de 700 Mhz, algo parecia ter mudado na relação entre Google e Verizon, a maior empresa de telefonia móvel daquele país e uma subsidiária da Vodafone, a companhia britânica, que é a maior do ramo no mundo.

Especulava-se, naquele momento, que, com a vitória da Google pelo estabelecimento de padrões abertos, a Verizon, que sempre se posicionara ao lado da AT&T pelos padrões proprietários, poderia vir a adotar o gPhone.


Pois corre hoje a boca pequena em Wall Street que a Verizon deverá anunciar em breves dias a sua adesão à Open Handset Alliance, ou, em outras palavras, à plataforma Android. A PC World disse, entretanto, que nada ainda foi confirmado pela Verizon.

Se esta virada estratégica acontecer, vai representar, a um só tempo, uma guinada de 180º na estratégia da empresa, um enorme reforço ao Android/gPhone, um gigantesco baque às plataformas proprietárias (principalmente Simbian e Microsoft) e a possibilidade de arrastar outras companhias, notadamente Vodafone, sua coligada, para o caso de expansão da plataforma na Europa.

Uma pergunta fica no ar: caso a Verizon venha a adotar o Android, terá interesse em adquirir faixa de espectro de 700 Mhz, visto que possui uma rede imensa já montada nos EUA?

Somente o tempo responderá a esta pergunta.

Comente!