Como Marissa Mayer quase cancelou o programa AdSense

O blog Iionnovate disponibilizou uma excelente entrevista com Marissa Mayer do Google. Na entrevista, Marissa nomeia as redes sociais como uma das grandes áreas da tecnologia atual e cita o Orkut quando questionada sobre sua favorita rede social:

Eu fiz parte do Orkut quando o produto foi lançado pelo Google, fui uma das pessoas que ajudaram em seu desenvolvimento. Embora não seja muito popular nos Estados Unidos, é a segunda maior rede social do mundo perdendo apenas para o MySpace. Possui destaque de maior site de relacionamentos do Brasil e Índia. No mês passado, em uma visita a Índia, pude constatar que o Orkut é o site mais acessado no país, as pessoas acham que o Orkut é dono do Google.


Marissa também menciona o ex-Googler Paul Buchheit – pessoa responsável por criar o lema “don’t be evil/Não faça o mal” – na qual diversas vezes discutiu sobre idéias relacionadas a um cliente de e-mail antes do Gmail ser lançado. Marissa diz que como gerente de produto do Gmail, ela argumentava que o Gmail deveria ser lançado como um produto básico, mas permitiria ao usuário fazer um “upgrade” por um preço estipulado. Paul por outro lado, defendia um e-mail gratuito com anúncios. Marissa, chamando isso como um embaraçoso erro, argumenta que não era uma boa idéia pois os anúncios não seriam relevantes, e poderia trazer banners piscantes(o que seria desastroso), ou anúncios que poderiam ser direcionados, o que era “estranho e repugnante”(e provavelmente, muitas pessoas poderiam ficar preocupadas com a idéia do “Google lendo seus e-mails” quando o Gmail fosse lançado).

Apesar da não aprovação por Marissa, Paul seguiu em frente com sua idéia, e durante uma noite – utilizando-se da semântica open source e do banco de dados do AdWords , ele desenvolveu um sistema de anúncios direcionados no Gmail. Note que isto ocorreu antes do Google desenvolver o AdSense. Marissa que estava surpresa ao analisar o novo protótipo, imediatamente requisitou que os anúncios fossem removidos… mas pacientemente aguardou que Paul chegasse ao escritório após sua longa noite desenvolvendo o Gmail.

Enquanto Marissa esperava por Paul chegar, ela usou o Gmail para receber alguns e-mails e notou que os anúncios direcionados poderiam ser muito úteis. Larry Page e Sergey Brin, dois entre poucos usuários do protótipo do Gmail, concordaram com ela. E o resto é história, é claro: este sistema de anúncios integrados e direcionados no Gmail se transformou num negócio de bilhões de doláres chamado AdSense… um produto que originalmente foi extraido do protótipo do Gmail, e acabou sendo lançado antes mesmo do próprio Gmail.

Fonte: Google Blogoscoped

3 Replies to “Como Marissa Mayer quase cancelou o programa AdSense

Comente!