The Economist compara Google a um banco

The Economist, em sua última edição, comparou o Google a um banco que armazena e gerencia muita informação(em sua maioria, informações pessoais).

“Google é freqüentemente comparado com a Microsoft mas sua evolução é mais parecida com a indústria bancária. Somente instituições financeiras crescem e se tornam repositórios de dinheiro das pessoas, e dessa forma se torna o guardião das informações privadas sobre suas finanças, no caso do Google, a empresa está se tornando o guardião de informações abrangentes e íntimas das pessoas.


Sim, isto também se aplica aos rivais como Yahoo! e Microsoft. Mas o Google, com a sua velocidade em acumular o tesouro da informação, poderá chegar aos limites que a sociedade pode tolerar.”

Como qualquer banco, você precisa acreditar e ter certeza de suas transparentes políticas, e claro, servir aos seus interesses. Da mesma forma, você deve pensar em relação ao Google e seus serviços como Google Health, Google Checkout, Google Web History ou Google Web Accelerator na qual poderão armazenar informações pessoais como seu médico, seu prontuário médico, suas informações bancárias, seu histórico de navegação, seus gostos, suas preferências, e muito mais.

Neste caso, o desastre seria o Google perder a confiança de seus usuários, mas a empresa tem um histórico de não trair seus usuários, e além é claro, de sua filosofia.

Comente!