E se a Yahoo! adquirisse a Zoho?

A melhor notícia tecnológica do dia não veio de nenhuma das gigantes da Internet. Veio sim de uma empresa média, mas que produz aplicativos bastante interessantes: a Zoho? Você já os conhece?

A Zoho fornece via rede mundial editor de textos, planilha de cálculos, editor de apresentações, controle de projetos, wiki, CRM e outros. A grande novidade desta empresa foi conseguir colocar seu editor de textos, o Zoho Writer, funcionando tanto on-line quanto off-line. E usando justamente um aplicativo desenvolvido pela rival Google, o Google Gears.


Ironicamente, o Google Gears, quando foi lançado, inicialmente para funcionar com o Leitor do Google, houve a promessa de que ele seria usado no Google Textos e Planilhas. Isto, entretanto, até agora não ocorreu. Enquanto isso, a Zoho foi mais rápida e lançou seu produto otimizado para o Google Gears.

É a força da concorrência! E isto é muito bom para nós consumidores!

Mudando um pouco o rumo deste discurso, gostaria de refletir sobre as sinergias existentes entre a Zoho e a Yahoo! e de como seria bom para todos uma união entre elas.

A Microsoft já possui sua suite de escritório. A Google está terminando a sua. A Apple acabe de lançar o iWork. O site Geek, citando a revista Wired, diz que a Adobe deverá lançar o seu Adobe Integrated Runtime. No mundo da Internet, ficará faltando a Yahoo! E não se diga que teremos muitos competidores e dificuldade de integração de formatos. Antes, é justamente a existência de domínio de apenas um formato que permite a existência de formatos fechados e não integráveis. Portanto, a competição é boa para todos, sejam produtores, sejam consumidores.

Acredito que uma eventualidade de aquisição da Zoho (ou de outra suite de escritório on-line) por parte da Yahoo! iria, a um só tempo, obrigar a Microsoft a facilitar o acesso ao seu Office na Internet e fazer a Google evoluir muito o seu Google Docs (talvez até se unindo a outro competidor – Adobe, por exemplo, quem sabe?). Poderá talvez até levar a Apple a colocar o seu iWork na Internet (por mais que ela trabalhe num nicho próprio e talvez não tenha interesse em entrar nesta guerra).

Como efeito colateral, este movimento poderia apressar um processo de concentração das empresas de ERP, CRM e ECM/GED baseadas na Web junto aos grandes buscadores, que me parece inevitável. Este processo deverá ocorrer no médio ou no longo prazo, mas não acredito que deixe de ocorrer e a aliança estratégica da Google com a SalesForce é prova disso. E não nos esqueçamos de que a Zoho possui CRM.

Por final, é importante ressaltar que a Zoho agregaria grande valor à Yahoo!, porque tiraria ela do estrito mundo dos portais e buscadores, levando-a também para dentro dos escritórios, gabinetes de trabalho, universidades etc.

Este é um exercício de análise do mercado de tecnologia. Nada há que garanta venha a ocorrer. Entretanto, se acontecesse, seria muito bom para a Yahoo! e também para os consumidores.

Comente!