Acionistas do Google votam contra proposta anticensura na China

A maioria dos acionistas da Google votou na quinta-feira (10/05) contra uma proposta anticensura, relacionada à forma como a empresa conduzia seus negócios na China e outros países que praticam a censura.

Em 2006, o site chinês Google.cn foi muito criticado pela mídia por engajar em autocensura. Patrick Doherty, que apresentou a proposta com o apoio dos fundos de pensão e do Escritório de Controladoria, ambos de Nova York, ao se referir ao testemunho do Google no ano passado (disponível no site da empresa), com o conhecimento de que “as solicitações para se fazer negócios na China incluem a auto-censura, que vai contra os valores mais básicos do Google e de seus compromissos como empresa.”


Em resposta, o vice-presidente senior de desenvolvimento corporativo, David Drummond, disse que “esta proposta nos impediria de operar o Google.cn.”

Leia matéria completa na IDG Now!.

Comente!