Yahoo! é processado por fornecer dados de usuários na China

A mulher de um chinês preso em Pequim por promover a democracia na internet anunciou na quinta-feira que processou o portal Yahoo! por repassar informações às autoridades chinesas que permitiram rastrear e prender seu marido.

A esposa de Wang Xiaoning apresentou nesta quarta-feira um processo a um tribunal federal de San Francisco (Califórnia, oeste) no qual acusa o Yahoo! de “ajudar e incitar” torturas e violações aos direitos humanos.


Leia matéria completa na Folha Online.

Comente!