ÚLTIMOS ARTIGOS

Google Book Search ganha nova página inicial

Por em 27 de setembro de 2007 – 0:09


A página inicial do Google Books ganhou hoje um novo layout e permite descobrir livros interessantes ao clicar em alguma categoria ou na capa de um dos livros em destaque.

Segundo o blog do Google Book Search, o produto possui muitos livros, mas não possui “prateleiras ou mesmo sessões”, o que torna a navegação entre os livros indexados um pouco difícil.

Imagem: Google Blogoscoped

Comentários (0) Categorias: Google

IBM desenvolve ‘Google Earth’ do corpo humano

Por em 26 de setembro de 2007 – 23:56

Um protótipo de software em 3D criado por pesquisadores da IBM permitirá aos médicos analisar o histórico clínico de qualquer parte do corpo de um paciente apenas com o uso de um mouse.

O sistema recebeu o nome de Anatomic and Symbolic Mapper Engine (Asme) e foi criado no laboratório de pesquisa da companhia, em Zurique (Suíça).

“É como o Google Earth do corpo humano”, disse o pesquisador Andre Elisseeff, que destacou que este projeto deixará mais simples a utilização dos históricos eletrônicos, ao permitir o acesso à informação dos dados médicos ao lado da representação visual.

O objetivo do projeto Asme é centralizar informações e proporcionar uma ferramenta intuitiva e fácil de usar.

Leia matéria completa no Estadão.

Comentários (1) Categorias: Google

Google quer comprar satélites?

Por em 26 de setembro de 2007 – 19:40

Google Sirius RadioOntem anunciamos um rumor, segundo o qual a Google pretenderia adquirir as rádios via satélite Sírius e XM, que estão em processo de fusão e aguardando a aprovação das autoridades reguladoras dos EUA.

Dissemos também o seguinte:

 

Quem possui canal de satélite e rádio, pode prover Internet e também rádio pela Internet (o que a Google ainda não faz). Mais que isso, a Google poderia, com isso, iniciar sua rede de tecnologia sem fio para acesso à Internet, a partir de satélites, sem depender das empresas de telecomunicação e, de quebra, talvez, alavancar o gPhone e até mesmo uma companhia telefônica.

Ficamos tentados a afirmar que duas rádios via satélite do porte da Sírius e da XM certamente teriam satélites, mas não tínhamos esta informação confirmada. Por esta razão, nos abstemos de falar sobre isso. Hoje, entretanto, lendo um post da Techcrunch, soubemos que a Sirius possui 3 satélites Loral FS 1300 (foto abaixo) e mais um em construção. Segundo o blog citado, estes satélites serviriam para cobrir os Estados Unidos e o Canadá com serviços de rádio, TV, Internet de wirelles broadband, ou até telefonia.

Já ficamos vendo aqui a rede necessária para a criação da Google Telecom, mencionada hoje.

 

Sirius Loral FS 1300 Satellite Radio-1, -2, -3, and -4 (CD Radio)

Sírius Loral FS 1300 Satellite

Comunidade criada pelo Google discute as tendências do orkut

Por em 26 de setembro de 2007 – 16:12

O blog do Orkut acaba de anunciar a criação de uma comunidade para uma discussão aprofundada sobre as tendências do orkut.

Segundo Ellen Spertus, Pesquisadora, e Torsten Nelson, Engenheiro de Software, a idéia é “compartilhar algumas das informações fascinantes sobre os usuários do orkut ao observar as tendências agregadas da nossa base de usuários”.

Os amantes de dados podem ver os resultados completos separados pelo sexo dos usuários aqui. Você pode sugerir questões que você gostaria que respondêssemos e votar em enquetes visitando a comunidade tendências do orkut. Lembre-se que essas tendências e estatísticas são calculadas usando dados agregados e não dados pessoais ou individuais, então seus segredos estão seguros conosco.

Comentários (0) Categorias: Orkut

A construção da rede wireless da Google nos EUA poderá custar quase USD$ 17 Bilhões

Por em 26 de setembro de 2007 – 14:16

Rede de celulares - esquema

Como já dito aqui, anteriormente, a Google pretende lançar o seu gPhone, mas não pretende ficar somente nisso, porque tem intenção de criar uma rede wireless e até, quem sabe, uma empresa telefônica nos Estados Unidos e outra no Reino Unido.

Pois bem, apenas para a criação de sua rede móvel de alta velocidade nos EUA, espera-se que ela terá que investir quase USD$ 17 Bilhões, entre licenças e infra-estrutura.

Alguns analistas acham que isto seria muito dinheiro e que, portanto, não seria muito compensador para a gigante de Mountain View. Talvez, entretanto, devêssemos pensar nos seguintes aspectos:

  • no quanto a Google (e outros buscadores pagam às empresas de telecom) e no quanto poderia economizar, tendo o seu próprio serviço;
  • na pressão que as empresas de telecom estão fazendo, para que se mude a lei americana de Internet, para se privilegiar no tráfego aqueles usuários que pagam melhor por ele, o que acarretaria um prejuízo enorme aos motores de busca;
  • o crescimento do mercado de buscas por celulares, no qual a Google poderia passar a entrar como provedora de buscas, de serviços de telefonia e de aparelhos; e
  • o grande aumento de custos do tráfego nos últimos anos, representado pelas fotos e vídeos e o que se espera aumentar mais ainda com a TVIP.

Apesar de não possuirmos os dados financeiros da empresa relativos ao custo do tráfego pago às empresas de telecom, podemos acreditar que este investimentos, que deverão ser feitos num período de 3 anos, poderão não ser tão grandes assim, notadamente para uma empresa do porte da Google, que está cotada hoje em USD$ 177 Bilhões.

Fonte: eWeek

Notícia adiantada pelo Google Discovery é confirmada pela revista Computerworld

Por em 26 de setembro de 2007 – 11:14


No dia 21/09/2007, o Google Discovery publicou um post, no qual dizia que a Google pretendia fazer um cabo submarino, ligando a América do Norte à Ásia e à Oceania. A notícia foi confirmada pela revista americana Computerworld e reproduzida no Brasil por sua subsidiária a IDGNow, no dia 25/09/2007.

Ficamos felizes em, mais uma vez, adiantar as notícias aos nossos leitores.

Fonte: IDGNow Brasil

Comentários (1) Categorias: Google

AOL também deverá lançar smartphone

Por em 26 de setembro de 2007 – 9:53

AOL Mobile Search

Depois da Apple, com seu incrível iPhone, da Google, da Microsoft e da Yahoo!, agora é a vez da America OnLine dizer que prepara um sistema operacional para smartphones. Fontes da própria empresa teriam dito até que estariam conversando com a fabricante de aparelhos HTC (a mesma, que dizem estar fabricando o gPhone), e também com outros fornecedores, com vistas a viabilizar a produção do aparelho.

Esta disputa está ficando muito boa. Precisamos ver os próximos lances, que deverão ser dados por Motorola e Nokia.

Fonte: BusenessWeek

Comentários (0) Categorias: Google

Google Alerts ganha novidades

Por em 25 de setembro de 2007 – 21:48

Google Alerts são e-mails com  atualizações de resultados relevantes do Google(web, notícias, etc.) baseado em termos ou tópicos que você escolher. E agora, você pode configurar alertas de vídeos, blogs e muito mais.

Você pode usar o Google Alerts para:

  • monitorar o desenrolar de uma notícia
  • manter-se atualizado sobre um concorrente ou indústria
  • receber as últimas novidades sobre uma celebridade ou evento
  • ficar sabendo as últimas sobre seu time favorito

Clique aqui para criar seus alertas personalizados.

Comentários (1) Categorias: Google

Rumor: Google pode adquirir rádio via satélite

Por em 25 de setembro de 2007 – 19:56

Satélite artificial

O blog Click Z, citado pelo webpronews.com, afirma que a Google está interessada na aquisição das redes de rádio por satélite Sírius e XM, que estão para se fundir, numa estratégia aparente de abrir mercado à sua subsidiária dMarc. A Sírius é uma empresa cotada em USD$ 4,78 Bilhões, e a XM, em USD$ 4.15 Bilhões. Logo, em uma eventual união, elas valeriam aproximadamente USD$ 9 Bilhões.

O site Blogging Stocks disse que somente para alavancar as vendas da dMarc esta compra não faria o menor sentido, com que concordamos. Entretanto, ficamos pensando: será que a Google não poderia estar com uma estratégia mais abrangente? Afinal, estas empresas possuem canais de satélite. Quem possui canal de satélite e rádio, pode prover Internet e também rádio pela Internet (o que a Google ainda não faz). Mais que isso, a Google poderia, com isso, iniciar sua rede de tecnologia sem fio para acesso à Internet, a partir de satélites, sem depender das empresas de telecomunicação e, de quebra, talvez, alavancar o gPhone e até mesmo uma companhia telefônica.

Será que não faria sentido?

É bom pensarmos.

Comentários (0) Categorias: Google

E o Google Produtos Brasil? Como chegará?

Por em 25 de setembro de 2007 – 17:25

Google Product Search - logo

O mercado de comércio eletrônico no Brasil está em ebulição desde novembro de 2006, quando os sites Americanas.com e Submarino uniram suas operações, tendo formado a B2W – Companhia Global de Varejo, uma gigante nacional do comércio eletrônico, à qual se chega a indicar entre 40 a mais de 50% do mercado brasileiro do setor. Ela hoje une as marcas Americanas.com, Submarino, Ingresso.com.br, ShopTime e B2Viagens (Submarino Viagens).À época do negócio se falou muito que ele poderia ser apenas o início de um grande processo de consolidação internacional do comércio eletrônico. Falou-se tanto que a Amazon.com poderia ser uma grande concorrente como uma possível compradora da B2W. Especulou-se também que esta empresa seria alvo de aquisição da Google, que estaria para entrar no Brasil, com seu serviço de compras, então chamado Froogle, hoje, Google Product Search.

Alguns disseram que a Amazon provavelmente não se envolveria numa compra tão grande num mercado tão pequeno como o Brasil, em face de sua estratégia já demonstrada em outros países, onde preferiu desenvolver plataformas próprias.

De qualquer forma, ainda ficariam três outros grandes compedidores compedidores ainda não citados: Microsoft, Yahoo! e eBay.

A Microsoft já lançou o seu próprio serviço de comércio eletrônico em português voltado ao Brasil, o Live Search Produtos.

A Yahoo! já tem também o seu serviço em parceria com a empresa nacional Buscapé, que, em um processo internacional de consolidação, seria o candidato natural à aquisição por parte do portal.

O Mercado Livre, por sua natureza e por sua composição acionária, é candidato natural a ser adquirido pelo eBay, que já possui 20% de seu capital.

Passando os olhos pelo site da Camara-e.net, concluímos que sobram muito poucas opções de negócios para aquisição no mercado de comércio eletrônico para um grande competidor como Google ou Amazon. Assim, a B2W, deve estar, sem dúvida, na mira destes dois competidores, se não estiver também na mira da Microsoft e da Yahoo!.

Ontem, ao ler a notícia sobre os novos investimentos da Google no Brasil, fiquei pensando: será que ela não estaria se preparando para fazer um outro investimento no Brasil, desta vez muito maior e na área do comércio eletrônico, seja com a construção de um site próprio, seja por meio de aquisições e o consequente lançamento, tanto do Google Produtos, quanto do Google Base?

Quem sabe não poderíamos ver uma grande aquisição da Google no Brasil, na área do comércio eletrônico? Até, quem sabe, a própria B2W?

Estas negociações costumam demorar cerca de um ano ou mais. Portanto, teremos que esperar algum tempo, para sabermos se estamos certos ou errados.

B2W - logo