ÚLTIMOS ARTIGOS

Google Maps torna-se mais social

Por em 17 de outubro de 2007 – 22:56


Aparentemente o Google aprendeu algo com o sucesso do Facebook: é preciso tornar seus produtos em aplicações sociais. Um prova disso é a nova funcionalidade do Google Maps que permite criar um perfil personalizado com informações e detalhes dos usuários.

Até hoje, os usuários podiam criar mapas personalizados e escrever revisões para locais comerciais, mas não tinham uma identidade. Utilizando-se dos mesmos perfis do Shared Stuff, os perfis criados no Google Maps poderão ser integrados a todos os serviços fornecidos pelo Google.

Google Maps e Google Earth construíram uma plataforma geográfica sólida e definir como o usuário visualiza seu mundo; e pode demonstrar ainda intercessões entre os mundos dos usuários. Você pode transmitir sua presença como ferramentas como o Jaiku, anotar os lugares que você visita, expandir seu mundo através de sugestões feitas por pessoas com interesses similares, entender a vida de outros países e encontrar novidades em sua vizinhança.
Confira o vídeo institucional do Google sobre a nova funcionalidade de perfis do Google Maps.

Fonte: Google Operating System

Comentários (0) Categorias: Google

Descubra o enigma do Google

Por em 17 de outubro de 2007 – 22:47

Philipp Lenssen, editor do blog Google Blogoscoped, criou um interessante enigma envolvendo um dos produtos do Google. As únicas dicas fornecidas são esta imagem e este amontoado de números. Você consegue decifrar o enigma? =)

3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,4,4,3,0,4,4,4,3,4,3,4,3,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,3,4,4,4,0,4,2,2,2,2,2,2,2,0,2,2,0,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,2,2,2,2,0,1,2,2,1,2,1,1,1,2,2,2,2,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,2,2,2,1,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,4,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,4,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,4,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,4,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,1,1,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,2,2,4,4,2,2,1,2,2,2,2,2,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,1,1,1,1,2,4,3,3,3,3,4,2,4,3,3,3,3,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,1,1,1,2,4,3,3,3,3,3,3,2,3,3,3,3,3,4,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,2,1,1,2,3,3,3,3,3,3,3,4,3,3,3,3,3,3,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,2,3,3,4,4,3,3,3,4,4,3,3,3,3,3,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,2,3,3,2,4,3,3,3,4,0,0,2,2,4,3,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,4,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,2,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,2,4,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,2,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,2,1,1,1,1,2,4,2,2,1,1,1,1,2,2,2,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,2,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,2,1,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,0,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,2,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,4,0,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,2,2,2,2,2,2,2,2,2,2,2,2,2,4,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,2,1,1,1,1,1,1,1,2,2,4,4,4,3,3,3,3,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,1,1,1,1,1,1,1,1,2,4,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,3,0,1,1,1,1,1,1,1,1,2,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3
3,3,3,3,3,3,3,3,4,0,2,1,1,1,1,1,1,1,2,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3,3
3,3,3,3,3,3,4,0,0,0,0,2,1,1,1,1,1,2,0,0,2,4,4,3,3,3,3,3,3,3
3,3,3,3,4,0,0,0,0,0,0,0,0,0,2,0,0,0,0,0,0,0,0,0,4,3,3,3,3,3
3,3,3,4,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,3,3,3,3,3
3,3,3,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,4,3,3,3,3
3,3,4,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,2,2,4,3,3
3,3,4,2,1,1,2,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,2,1,1,2,4,3
3,3,2,1,1,1,1,1,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,2,2,1,1,2,4
3,4,1,1,1,1,2,2,2,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,2,2,2,1,1,1,2
3,2,1,1,1,1,1,1,2,2,0,0,0,0,0,0,0,0,0,0,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1
3,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,0,0,0,0,0,0,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1
3,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,2,0,0,0,0,1,2,1,1,1,1,1,1,1,1,2
3,4,2,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,1,0,0,2,2,1,1,1,1,1,1,1,1,2,2

Google Zeitgeist Brasil: Setembro/2007

Por em 17 de outubro de 2007 – 15:59


Abaixo estão as palavras mais buscadas em setembro no Google Brasil:

  1. mattel
  2. n95
  3. prada
  4. biodiversidade
  5. cultura africana
  1. beija-flor
  2. cecilia meireles
  3. brasileirao 2007
  4. caverna do dragão
  5. gaucho
  1. sao paulo fc
  2. corinthians
  3. aurora boreal
  4. procurando nemo
  5. puc minas

Descubra as palavras mais buscadas em todo o mundo no Google Zeitgeist.

Comentários (0) Categorias: Google

Google reduz valores dos anúncios do AdSense

Por em 17 de outubro de 2007 – 15:34


Segundo a IDG Now!, o Google informou os editores do AdSense que os valores no programa podem ser reduzidos enquanto a empresa implementa uma melhoria no sistema de filtragem de cliques.

O Google iniciou um período de validação para um novo sistema de cálculo sobre como responsáveis por sites e blogs são pagos por reproduzirem anúncios da plataforma AdSense.

O Google agora quer assegurar que as conversas geradas entre anúncios são válidas, o que significa que as pessoas que cliquem sobre os anúncios são realmente clientes em potencial, de acordo com Eva Woo, do marketing do AdSense, no blog da plataforma.

Leia a matéria completa.

Google Docs ganha versão móvel

Por em 17 de outubro de 2007 – 10:44


O Google Blogoscoped reportou hoje a disponibilidade do Google Docs Mobile, uma versão móvel do produto Google Docs – uma aplicação que reúne processador de textos, planilhas e apresentações.

Ao acessa-lo, você visualizará uma caixa de buscas e os seus recentes documentos listados abaixo. Você também pode navegar através de diferentes pastas e permite que você organize melhor seus documentos.

Ainda não é possível visualizar todo tipo de arquivo, enquanto as apresentações podem ser visualizadas apenas pelos usuários do iPhone, os arquivos de textos e planilhas podem ser vistos por padrão na interface móvel. No caso das planilhas, o sistema sugere a visualização em HTML ou XLS(excel).

Comentários (0) Categorias: Google

Powerset e Cuill derrubarão a Google?

Por em 17 de outubro de 2007 – 9:50

Cuill - logoMuitos analistas do mercado de buscas de Internet vivem a perguntar quem será a próxima Google, ou seja, a empresa detentora da poderosa tecnologia, que derrubará a gigante de Mountain View. Vocês, entretanto, talvez nunca tenha ouvido falar em Powerset ou Cuill e, por isso mesmo deve estar achando uma loucura eu perguntar se elas irão vencer a Google, principalmente porque não pergunto se a Microsoft ou a Yahoo! o farão. Não é mesmo?

Powerset - logoMas eu não estou tentando provocar ninguém. Há nos EUA quem acredite que estas startups poderiam vir a ser as próximas substitutas da Google e não a Microsoft, a Yahoo!, ou a Ask e nem mesmo a Baidu.

Mas, por que isto? E mais: isto é realmente possível? São estas as respostas que tentaremos encontrar ao final deste artigo.

Em primeiro lugar, temos que lembrar que a indústria de alta tecnologia é movida a grandes e muito inovações. Assim, nunca uma empresa pode ser considerada totalmente segura de sua posição no mercado, se ficar estagnada, seja por poucos meses. A própria história da Google tem início na estagnação dos motores de busca da época, que eram toscos. Quando ela chegou, indexando a Internet com o seu PageRank, conferiu um nível de relevância até então não conhecido às buscas, o que forjou o império, que hoje conhecemos.

Assim, a chave para o sucesso parece ser a unicamente a relevância das buscas. Seria isto mesmo? Veremos no final.

Mas, e quanto as startups citadas? Quem são elas, para merecer tanta atenção?

Bem, até agora, pouco se sabe sobre elas, além de relatos de poucos privilegiados, que puderam ver seus resultados. Ou seja, muitos já falaram sobre elas, mas poucos as conheceram por dentro, porque ambas estão funcionando em beta fechado e somente deverão vir a público em 2008.

Virão mesmo?

Sobre a Powerset, sabe-se que muito sucesso fez em sua apresentação no TechCrunch 40, um seminário sobre tecnologia de Internet, havido em setembro, em São Francisco – Califórnia. Quem assistiu, disse que o poderoso algoritmo de pesquisa suporta a tão esperada pesquisa em linguagem natural. Mas, o que seria linguagem natural e o que a difere da pesquisa hoje feita pelos motores de busca usuais (Google incluído)? Nos Motores atuais, se nós estamos procurando, por exemplo, o ano da morte de Getúlio Vargas, colocamos as palavras [ano morte Getúlio Vargas] e o motor, por uma combinação destas palavras, vai procurar páginas que as contenham. A proposta da linguagem natural é que possamos fazer a pergunta “Em que ano morreu Getúlio Vargas?” e o motor linguístico natural entenda não apenas as palavras-chave, mas também o significado intrínseco da frase, procurando por outros textos, que não tenham as palavras em si e conferindo-lhes a relevância que desejamos, segundo o contexto linguístico. Sem dúvida, um motor de buscas com tais características apresentaria um grau de relevância nas respostas muito maior que os hoje existentes. Há, entretanto, quem diga que não há no mundo tecnologia apta a usar isso em larga escala.

Vale lembrar que a Powerset ainda está fazendo experimentos apenas em inglês. Ressalte-se que a IBM tem experiências nesta área, mas restritas ao mundo corporativo, não o utilizando na Internet. A própria Google já busca esta tecnologia há algum tempo, que se espera, seja a forma de consulta da Web 3.0. Até agora, não há notícia de ninguém que a tenha utilizado em larga escala na Web. Parece que a Powerset seria a primeira.

Quanto à Cuill, menos ainda foi divulgado. Como Renê Fraga já divulgou aqui, a empresa tem dito que seu motor de buscas pode indexar as páginas de internet com maior agilidade e menor custo em comparação com o Google – Cuill tem anunciado para potenciais investidores que seus custos serão 90% a menos em relação ao Google, devido a sua nova arquitetura e métodos relevantes. Ela promete indexar as páginas de Internet a um custo de 10% de todos os motores atuais, o que é uma vantagem competitiva, que não se pode deixar de reconhecer.

Sabe-se também que este algoritmo foi criado por um casal, que trabalhava num projeto de buscas da Google chamado TeraGoogle e que de lá saíram, levando boa parte da equipe, para formar a nova empresa.

Há um forte boato de que a Google, apesar de ameaçar processa-los por atitudes, com as quais a Google não concorda, já negocia a compra da empresa e ela não deverá entrar em operação em 2008, como promete.

Mas, por que estas empresas, que nem ainda estão no mercado, são consideradas por alguns analistas mais ameaçadoras ao poder da Google que a Microsoft e a Yahoo! juntas? Segundo eles, porque apresentam justamente a inovação, que as outras não possuem.

Com efeito, os demais motores, possuem hoje relevância de buscas tão grandes quanto às da Google. Entretanto, a Google continua a manter e até a aumentar o seu espaço no mercado mundial, com exceção da China, onde ela perde feito para a Baidu, mas já começa a crescer mais em termos relativos, apesar de perder muito em termos absolutos.

Outro ponto importante é que estas empresas hoje não fazem apenas buscas em páginas de Internet, mas em mapas, fotos de satélites, telefones celulares, buscas locais, fotos, vídeos, além de fornecerem e-mail, editor de texto, planilha eletrônica, software de apresentação, completos serviços de publicidade e vários outros serviços, que estas startups teriam muita dificuldade de montar de um dia para outro, além de terem que fazer os usuários, publicitários e anunciantes migrarem dos motores tradicionais para os seus serviços, o que hoje não é fácil. Afinal, o fato de os motores de Microsot e Yahoo! estarem tão bons quanto os da Google e, mesmo assim eles estarem perdendo mercado para a Google, mostra que este é um mercado de fidúcia. Neste caso, somente há migração de usuários, logo, de clientes, quando há real insatisfação, como havia no momento do nascimento da Google. E isto não parece haver hoje.

Diante deste quadro, o que me parece, estas empresas estão fadadas a ser incorporadas aos grandes motores, o que não é um demérito. No que tange à Cuill, dizem que será da Google, o que seria até natural, para que segredos industriais não sejam repassados aos demais. Já quanto à Powerset, poderá ser adquirida por quaisquer uma das três grandes, mas não a vejo funcionando muito tempo solitária, mesmo que consiga realmente entregar o que promete, o que seria um passo fantástico.

Comentários (4) Categorias: Google

Google Spreadsheets ganha novas funcionalidades

Por em 16 de outubro de 2007 – 23:44

O grupo de ajuda do Google Docs anunciou hoje algumas novidades no produto Google Spreadsheets:

  • Células coloridas baseado em regras personalizadas(como “text contains: …”). Clique com o botão direito e escolha “change format with rules…” no menu que irá aparecer.
  • Habilidade de esconder colunas e linhas. Clique com o botão direito em uma linha ou no cabeçalho da coluna e escolha “Hide…” no menu que irá surgir.
  • A opção de impressão agora trabalha baseado num PDF para resultados mais precisos.
  • Uma nova função chamada IfError permite lidar com algumas mensagens de erro para deixa-las mais amigáveis. (O guia do diz que o IfError é explicado com detalhes nesta página, mas não há nada lá por enquanto.)

Fonte: Google Blogoscoped

Comentários (0) Categorias: Google

Google Analytics ganha novos recursos

Por em 16 de outubro de 2007 – 23:31


Google anunciou hoje que irá adicionar novos recursos ao Google Analytics em breve. Um dos novos recursos é o Site Search Overview (imagem acima), que permite aos usuários do Google Analytics aprenderem mais como os seus visitantes interagem com o sistema de buscas interno(caso seu site possua um sistema), como as palavras buscadas e o destino dos resultados.

Outro recurso é o Event Tracking, que mensura o engajamento dos usuários a elementos como Ajax, Javascript, Flash movies, page gadgets, downloads, e outras experiências multimídia 2.0.” Google alerta aos donos de sites que para usar este novo recurso será necessário alterar o script de rastreamento.

Por último, o Google anunciou que o Google Analytics ganhará a funcionalidade de Outbound Link Tracking que fornecerá informações detalhadas dos links que estão conduzindo seu tráfego para sites externos.

E mais, o Google finalmente disponibilizou um upgrade para a versão 5 do Urchin Software, que analiza logs de servidores de internet e exibe informações mais detalhadas que o Google Analytics.

Via: Googlified e Google Blogoscoped

HTC Touch é o Google Phone?

Por em 16 de outubro de 2007 – 23:13


A HTC está lançando um novo celular touchscreen que lembra o iPhone, ao mesmo tempo rumores afirmam que este poderá ser o esperado Google Phone. No video comparativo acima, o lançamento da HTC é colocado a prova contra as mesmas funções encontradas no iPhone. Confira!

Comentários (7) Categorias: Google

Hatebook: nova rede anti-social que conecta as pessoas que se odeiam

Por em 16 de outubro de 2007 – 22:34

Não, você não leu errado. A nova rede “anti-social” Hatebook, que lembra o Facebook, tem como objetivo unir as pessoas que se odeiam na vida real. Lembra aquele seu amigo mala da escola que você odiava? Agora você pode adiciona-lo a sua rede de inimigos! =)

Com um humor negro de sobra, a nova “rede social” pode ganhar muitos adeptos devido ao seu perfil diferente e atrativo. Alguém imaginaria que um serviço poderia nascer com uma proposta assim? Isso mostra que ainda não vimos nada na vida!

Agradecimentos ao Bruno Delfino pela dica!