ÚLTIMOS ARTIGOS

Google Black ganha vida em San Francisco

Por em 21 de outubro de 2007 – 2:38


A empresa Google “apagou as luzes” em sua homepage para os usuários na cidade de San Francisco nos EUA em apoio ao projeto Lights Out San Francisco. Segundo o Google, o gesto tinha como objetivo concientizar os moradores locais sobre a conservação de energia.

“Devido ao nosso compromisso empresarial com a concientização ambiental e energia eficiente, nós apoiamos fortemente a campanha Lights Out, e escurecemos a nossa homepage para ajudar a espalhar a concientização entre os usuários” explicou o Google numa página especial.

Infelizmente não é possível visualizar no Brasil a versão especial do Google.com mas o Discovery Labs do Google Discovery possui um produto chamado Google Black que permite realizar buscas utilizando uma interface preta.

Comentários (2) Categorias: Google

Instantbird: comunicador instantâneo baseado no código-fonte da Mozilla

Por em 21 de outubro de 2007 – 1:37

Instantbird é um novo comunicador instantâneo criado através de dois poderosos projetos de código-fonte aberto: XULRunner, uma versão independente do motor do navegador Firefox; e libpurple, uma biblioteca que permite ao Pidgin ter habilidade para conectar as mais variadas redes de comunicação instantânea.

Em sua primeira versão, o Instantbird 0.1, fornece funcionalidades básicas para uma simples comunicação instantânea. Instantbird suporta 16 redes libpurple, entre com o seu usuário/senha e você está pronto para usa-lo.

Google Games: será possível?

Por em 20 de outubro de 2007 – 17:16

Google Games - logo
Desde que a Google adquiriu a Adscape Media, muito se especulou qual seria a estratégia da empresa para a startup. Pela primeira vez, vejo alguma publicação, que realmente indica um caminho, que realmente estejam seguindo. Por isso, resolvi publicar aqui.

Além do mais, não me pareceu mera especulação, porque indicou possíveis datas de lançamento e empresas coligadas. Isto, sem contar com o fato de que foi publicado pelo GigaOm, um dos mais respeitados blogs de tecnologia dos Estados Unidos.

Em dois posts publicados nos dias 18 e 19 próximos, sendo o primeiro assinado pela blogueira Jane Pinckard e o segundo por Wagner James Au, foi afirmado que, na próxima semana (portanto, entre 21 e 27/10/2007), Evo Woo, um gerente de produto da Google (aparentemente ligado tanto à Adscape, quando ao Adsense), rodará os EUA, para falar sobre como as empresas produtoras de video game poderiam ganhar dinheiro, usando os produtos Google. Isto foi relatado também por um comunicado de impresa da Tiga – Associação Comercial dos Criadores de Video Game do Reino Unido e Europa.

Wagner James sugere sutilmente, que dentro desta estratégia poderiam estar incluídos os sites Mochi Media e MyGame.com / King.com, estes dois últimos do mesmo grupo econômico. Todos os três citados trabalham com ferramentas de games em flash, que se adequariam ao modelo de negócios proposto pela Google. Eu não sou bom em games, mas dei uma olhadela nele e gostei.

Segundo o GigaOm, a King.com é a YouTube dos games online.

A pergunta que nós do Google Discovery fazemos é a seguinte: estaria a Google interessada em comprar estes ou outros sites ou até mesmo se aliar a um grande fabricante de plataformas de video game, como a Nintendo ou a Sony, ou até a Apple, que ainda não fabrica video games, mas que, se resolver fazer, nós sabemos que fará bem? Afinal, sabemos que a indústria de games fatura mais que a do cinema e nela está presente a rival Microsoft. Seria natural eles quererem disputar um naco deste mercado.

Será também que a Google produzirá games? Talvez não. Por enquanto. Exceto o seu Metaverso para o Google Earth, do qual já falamos aqui.

Google sofre restrições durante o Congresso do PC Chinês

Por em 20 de outubro de 2007 – 15:51

Repórteres Sem Fronteiras - logoA ONG Repórteres Sem Fronteiras acusou o sistema de censura chinês conhecido como grande firewall de perturbar e até mesmo impedir o acesso ao Google Blog e ao YouTube em todo o território da China, durante a realização do Congresso do Partido Comunista Chinês, nesta semana. A estratégia era redirecionar o tráfego para o site rival Baidu, que é tido e havido como mais permeável à forte censura chinesa. O objetivo era evitar que opiniões contrárias à do PCC fossem transmitidas pela Internet, fazendo prevalecer a versão oficial dos fatos mostrada na televisão estatal.

A ONG Reporters Without Borders é a mais respeitada instituição internacional de defesa da liberdade da expressão e é dever deste blog noticiar suas denúncias. Sempre que a liberdade de expressão e de impresa estiverem sendo violados pelo mundo, esta organização estiver comunicando e nós tivermos conhecimento, nós faremos questão de levar ao conhecimento de nossos leitores.

Nós já tivemos censura no Brasil e esta organização já foi muito importante para o restabelecimento do Estado Democrático de Direito em nosso país.

Fonte: Repórteres Sem Fronteiras

Comentários (0) Categorias: Google

Sistema antipirataria poderá gerar paz de USD$ 1 bilhão entre YouTube e MTV

Por em 20 de outubro de 2007 – 12:29

A Viacom, proprietária, entre outras, da MTV, processou a Google/YouTube por pirataria de vídeos, sob o argumento de que permitia a postagem e manutenção vídeos protegidos por direitos autorais pertencentes à primeira e pediu USD$ 1 bilhão em indenizações. O processo tramita há meses, mas, na verdade, parece que nenhuma das partes parece ter muito interesse na prolação da sentença, porque lá nos Estados Unidos, a sentença cria um precedente, que passa a valer quase que como uma lei válida e é aplicada em todos os casos semelhantes daí para frente. Assim, a interpretação a ser dada neste processo poderá não apenas definir o destino destas duas empresas, mas de toda a indústria de mídia nos Estados Unidos. É, pois, de um valor incalculável. Por estas razões, a melhor solução é o acordo, porque não gera precedente.

Dia 18/10/2007, Philippe Dauman, CEO da Viacom disse que vislumbrava, para o futuro, a possibilidade de trabalhar com a Google. Ora, para que isto ocorra é preciso, primeiro, que as empresas façam um acordo no processo referido acima e, depois, passem a compartilhar receita publicitária dos vídeos bloqueados pelo novo sistema do YouTube, o que ele já permite.

Parece então, que o acordo no processo se encontra bem próximo.

Fonte: Reuters

Comentários (1) Categorias: Google

Mozilla divulga imagens da interface do Firefox 3

Por em 19 de outubro de 2007 – 20:11

A Mozilla exibiu algumas screenshots do ainda não lançado Firefox 3 no blog do Alex Faaborg. O novo navegador terá uma interface para cada sistema operacional e ficará com aparência nativa do sistema (Mac, Windows XP, Vista e Linux, por exemplo).

Abaixo imagens do Firefox 3 divulgadas no blog:

Via: INFO Online

Novas falhas descobertas afetam Yahoo! Messenger e AIM

Por em 19 de outubro de 2007 – 19:57

Continuando o show de falhas de segurança foram descobertas três que afetam o Yahoo! Messenger e o AIM. No messenger do Yahoo! há duas falhas, enquanto no da America Online (AOL) foi encontrada uma.

Infelizmente nenhuma das falhas possui correção até o momento.

Fonte: INFO Online

Opera corrige falhas de segurança

Por em 19 de outubro de 2007 – 19:48

Corrigindo duas falhas de segurança da versão anterior, o Opera 9.24 já está disponível. Recomendamos que você faça o download agora mesmo.

Fonte: Guia do PC

Também foi lançada uma nova atualização do Mozilla Firefox.

Firefox 2.0.0.8 disponível

Por em 19 de outubro de 2007 – 19:42

A Mozilla corrigiu sete novas falhas encontradas em seu navegador de código-aberto. Elas permitiam invasão e abriam brechas para execução remota de código e manipulação de documentos na máquina do usuário.

Faça o download da última versão do Firefox ou procure por atualizações acessando o menu Ajuda > Verificar atualizações

Google: uma corporação de USD$ 200 bi

Por em 19 de outubro de 2007 – 11:31


A apresentação do balanço semestral, ontem, depois do fechamento do pregão da Nasdaq, alegrou tanto os investidores, que, no pós-fechamento, as ações da Google não pararam de subir. Agora, às 11:30, hora do Brasil, aberto o pregão, ela está valendo mais de USD$ 200 bilhões.

Não é a primeira vez que ela atinge este patamar. Com efeito, no início do mês, chegou a atingir uma ou duas vezes, mas sempre baseado em especulações, que nós chegamos a dizer aqui, que poderiam não se confirmar. Agora, não, este valor de mercado é consistente e pode até crescer, porque baseado em resultado apresentado em balanço.

Com este valor, a Google se equipara ou ultrapassa em valor empresas tais como:

e muitas outras.

Comentários (0) Categorias: Google