ÚLTIMOS ARTIGOS

Tipos de consulta em uma Máquina de Busca

Por em 7 de dezembro de 2007 – 0:46

Todos os dias fazemos consultas nas nossas máquinas de buscas favoritas (err… Google), cada uma dessas consultas pode ser classificada em 3 tipos principais: navegacional, informacional e transacional. Estas classes identificam a “intenção” do usuário na hora de digitar os termos na caixa de busca.

Na navegacional, você faz uma busca procurando um site específico que você já conhece ou acha que existe. Se eu procurar por “Google Discovery”, é por que quero achar este blog. O mesmo ocorre se eu buscar por “Lojas Americanas”.

Uma consulta informacional acontece quando o usuário quer saber mais sobre uma determinada coisa ou assunto. Se eu pesquisar por “maquinas de busca”, provavelmente quero saber mais sobre o assunto. Ou se eu quiser saber mais sobre a última aquisição do Google posso procurar por “Google compra empresa”.

Por fim, a transacional ocorre quando você está procurando um ou mais sites nos quais você vai utilizar algum serviço ou executar alguma interação. Se eu quiser comprar um iPhone desbloqueado baratinho, posso buscar por “iPhone desbloqueado promoção”. Você vai procurar nos resultados algum site onde você possa comprar o que deseja. Veja que neste tipo de consulta, não importa qual o site. Importa apenas que ele tenha o serviço desejado.

Alguém pode ter pensado, será que estas informações podem ajudar a melhorar a relevância das respostas? Com certeza! Na verdade, é bem provavel que Google e outras grandes máquinas de busca já tenham algoritmos atuando nesta área. A partir de uma consulta do usuário, o sistema tenta “advinhar” que tipo de consulta se trata e aplica um algoritmo de ordenação de resultados diferente em cada caso. Se eu procurar por “Amazon”, por exemplo, ele deve ativar o algoritmo para consultas navegacionais e então privilegiar sites que possuem os termos da pesquisa, basicamente, na URL. Note que para este tipo de consulta o conteúdo das páginas é praticamente irrelevante.

Infelizmente as coisas não são triviais assim. Classificar uma consulta em tipos é muito difícil. Primeiramente, para um humano isso já é díficil. Tente classificar uma busca como “mp3″. A pessoa pode estar procurando por mp3s para baixar (transacional), pode querer saber sobre o significado da sigla (informacional), ou pode querer achar o site mp3.com (navegacional). Além disto, estas são as categorias principais que podem derivar muitas outras mais específicas (saúde, educacional…) tornando o processo de classificação mais complexo.

No final das contas, utilizar este tipo de informação pode aumentar muito a relevância dos resultados e a satisfação do usuário. Não é a toa que esta é uma área de grande interesse das máquinas de busca.

Comentários (0) Categorias: Google

Yahoo! Messenger para Windows Vista disponível

Por em 6 de dezembro de 2007 – 10:55

O Yahoo! disponibilizou hoje o primeiro preview da nova versão do seu mensageiro desenhado especialmente para usuários do Windows Vista. Um vídeo de apresentação do mesmo também está disponível. Se você usa Windows Vista, faça o download desta nova versão.

Usuários do sistemas Windows XP podem utilizar o novo Yahoo! Messenger 9 Beta e usuários do sistema operacional da Apple também contam com uma versão especial. Não pode fazer downloads? Utilize o Yahoo! Messenger para a Web para se conectar à rede do Yahoo!

Comentários (5) Categorias: Yahoo

Imagem do Dia – Google Books vai além de livros

Por em 6 de dezembro de 2007 – 9:43


Oops! Finge que ninguém viu isso…

Segundo informações do blog TechCrunch, o produto Google Books scaneia 3000 livros por dia. Veja o link original.

Comentários (0) Categorias: Google

IE é o mais seguro?

Por em 6 de dezembro de 2007 – 9:18

O diretor de segurança da Microsoft publicou um relatório comparando as vulnerabilidades do Internet Explores com as do Mozilla Firefox. O resultado foi:  87 vulnerabilidades corrigidas do Microsoft IE, contra 199 do Mozilla Firefox. Logo, a conclusão: o IE é mais seguro.

Mike Shaver não deixa barato e responde no mesmo dia:

É bem sabido que a Microsoft escreve notas de lançamento para service packs e grupos de correções, contando como apenas uma vulnerabilidade quando, digamos, sete defeitos são corrigidos. Ou talvez você nem ouça nada sobre o assunto, porque é tudo incluído no SP2 e eles não fazem nenhum barulho sobre isso.

Mais seguro ou não, é certo que a minha escolha e de muitos outros blogueiros é pela Mozilla. Os plugins que facilitam nossa vida são incomparáveis e impagáveis, de fato.

Fonte: Info

Obrigada FMatt! ;) 

___

Leia também meu blog sobre tecnologia, mobilidade, muito mais e tudo isso junto: Samantha Azevedo

Google Transit e Earth ganham publicidade offline

Por em 6 de dezembro de 2007 – 8:58

O Google está mesmo começando a fazer ações de divulgação fora do mundo virtual. Depois da ação para o Google Maps lá em São Paulo, agora o Google traz uma ação parecida para outro serviço seu, o Google Transit, que serve para indicar o caminho mais curto ou rápido dentro de uma cidade entre dois pontos usando transportes públicos.


Clique para ampliar.

A ação, realizada em Vancouver – Canadá consistia em colocar os famosos pins verdes que identificam os serviços de mapas do Google em alguns pontos (sempre o de partida e o de chegada), com um número do ônibus a ser tomado e a mensagem: “Google.com / transit is here.”- “Google.com / trânsito é aqui”. O serviço existe desde 2006, e depois de passar por um longo período, em versão beta, está começando a se espalhar para outros países.


Clique para ampliar.

Essa ação foi desenvolvida em parceria com em parceria com a empresa TransLink e foi produzida pela agência Grey Vancouver Canada. Agora só temos de esperar para saber qual próximo produto Google sairá do virtual e virá para o real! Alguém tem algum palpite?!
-
E como estou falando de ações “offline” do Google, tenho mais esses impressos para o Google Earth (em anexo), onde
Três anúncios mostram o ponto de vista de perspectivas para Hollywood, Moscou e Suíça em uma maneira diferente e com a assinatura “Google Earth. Alterando perspectivas.”

Clique para amplia-las!

Espero que tenham gostado! (pelo menos desta primeira matéria!)

Abraços e até mais!


Haendel Dantas é estudante de comunicação social e editor do blog Comunicadores de Plantão.

Comentários (2) Categorias: Google

Comunidades no Orkut ganham notícias relacionadas

Por em 6 de dezembro de 2007 – 8:25


Agora os donos de comunidades podem optar por mostrar notícias do Google News em suas comunidade no orkut. As notícias são exibidas conforme as palavras-chaves sugeridas pelos donos.

Descubra abaixo como ativar o novo recurso notícias relacionadas em qualquer comunidade da qual você seja dono:

1. Clique em “editar perfil” na barra lateral à esquerda da página inicial da comunidade.
2. Selecione a opção ativar próxima a notícias personalizadas
3. Na caixa de texto, digite tópicos que possam interessar aos membros de sua comunidade, separando-os com vírgula. Você poderá digitar até 30 caracteres nesta caixa de texto.
4. Clique em atualizar para salvar as alterações.
As manchetes relevantes do Google News aparecerão na seção notícias relacionadas de sua comunidade. Cada clipe mostra a fonte original da notícia com um link para todo o conteúdo da história ou para a página.

Para desativar este recurso, você deverá voltar à página de edição da comunidade e selecionar a opção desativar próxima a notícias personalizadas. Apenas donos de comunidades poderão ativar e desativar este recurso.

Agradecimentos ao Vinny por informar esta novidade!

Yahoo! fecha acordo com GahooYoogle e remove serviço do ar

Por em 6 de dezembro de 2007 – 8:09


Segundo informações do O Globo, o Yahoo! fechou recentemente um acordo com a empresa proprietária do domínio GahooYoogle.com na qual demonstrava lado a lado os resultados de pesquisas no Google e Yahoo!.

Com o acordo, a marca GahooYoogle e domínio passam a ser propriedade registrada do Yahoo!. No momento, o site encontra-se fora do ar.

Agradecimentos ao Pires pela dica!

Flickr integra editor de fotos

Por em 5 de dezembro de 2007 – 8:45


Flickr ganhou hoje um editor de fotos online baseado na tecnologia do Picnik. Agora ao clicar em Editar na parte superior de sua imagem no Flickr, você poderá cortar, redimensionar, ajustar cores, aplicar efeitos, adicionar texto e clipartes, e muito mais.

A maior parte dos recursos são gratuitos, mas você pode atualizar o Picnik para a versão Premium(25 dólares / ano) para usar efeitos como Polaroid entre outros.

Dica do Bruno Delfino do blog Falando Nisso.

Google desenvolve nova interface para iPhone

Por em 5 de dezembro de 2007 – 8:08

Agora ao visitar a versão internacional do Google.com diretamente do iPhone, você obterá um menu de serviços a sua escolha – home (Google Search), Gmail, Calendar, Reader e More (docs, sms, goog-411, news, photos, blogger e notebook). É basicamente o núcleo de todos os serviços do Google, acessível a partir de um único e fácil menu.

Ao acessar o site do Google Mobile através de outros dispositivos móveis, a interface continua a apresentar sua antiga versão. Abaixo, algumas imagens capturadas pelo blog TechCrunch:

É mesmo verdade: reina a paz entre Google e Verizon

Por em 4 de dezembro de 2007 – 22:35

Verizon logoGoogle logoEm 01/11/2007, adiantei aqui que, depois de uma longa disputa no órgão regulador de telecomunicações dos Estados Unidos, pele primazia na definição das regras do leilão da banda de 700 Mhz, algo parecia ter mudado na relação entre Google e Verizon, a maior empresa de telefonia móvel daquele país e uma subsidiária da Vodafone, a companhia britânica, que é a maior do ramo no mundo.

Especulava-se, naquele momento, que, com a vitória da Google pelo estabelecimento de padrões abertos, a Verizon, que sempre se posicionara ao lado da AT&T pelos padrões proprietários, poderia vir a adotar o gPhone.

Pois corre hoje a boca pequena em Wall Street que a Verizon deverá anunciar em breves dias a sua adesão à Open Handset Alliance, ou, em outras palavras, à plataforma Android. A PC World disse, entretanto, que nada ainda foi confirmado pela Verizon.

Se esta virada estratégica acontecer, vai representar, a um só tempo, uma guinada de 180º na estratégia da empresa, um enorme reforço ao Android/gPhone, um gigantesco baque às plataformas proprietárias (principalmente Simbian e Microsoft) e a possibilidade de arrastar outras companhias, notadamente Vodafone, sua coligada, para o caso de expansão da plataforma na Europa.

Uma pergunta fica no ar: caso a Verizon venha a adotar o Android, terá interesse em adquirir faixa de espectro de 700 Mhz, visto que possui uma rede imensa já montada nos EUA?

Somente o tempo responderá a esta pergunta.