ÚLTIMOS ARTIGOS

Orkuteiros visitam escritório do Google em Belo Horizonte

Por em 2 de maio de 2008 – 16:45

Luiz Fernando, Alexandre Luis Vignado e e Cesar JB, os “orkuteiros” do Orkut, foram convidados recentemente a conhecer a filial do Google em Belo Horizonte.

Os orkuteiros, segundo o Google, são especialistas e entusiastas do Orkut, que ajudam a tornar a comunidade em torno do produto ainda mais interessante.

Na opinião geral dos 3 orkuteiros, a participação e convite para o conhecer o Google foi uma grande curiosidade e satisfação ao conhecer de perto aqueles profissionais que desenvolvem o produto. “O ambiente de trabalho na empresa é excelente, realmente passando a imagem de que os funcionários não querem sair da empresa” disse Vignado ao blog do Orkut.

“A visita ao escritório do Google é como a experiência com um produto do Google: diversão e qualidade toda hora. Foram horas mágicas em que nós três nos sentimos parte da equipe do orkut e fizemos o possível para representar bem todos os usuários com quem interagimos no Grupo de Ajuda” completou Cesar JB.

Créditos da Imagem: Alexandre Luis Vignado

Comentários (6) Categorias: Google

Álbum de Fotos do Orkut agora permite comentários

Por em 2 de maio de 2008 – 16:00

Sabe aquela foto engraçada no perfil do seu amigo? Agora você pode deixar um comentário ou iniciar uma grande discussão a respeito.

Com esta nova funcionalidade, o Orkut torna o álbum de fotos mais social, permitindo aos usuários emitir opiniões a respeito de fotos. Embora o recurso seja novo no Orkut, o produto-irmão Picasa Web Aĺbums mais uma vez mostra que poderia ter sido integrado a rede de relacionamentos.

Agradecimentos aos leitores Alexandre Gomes, Anderson Carvalho, Danielle Delgado, Otávio Müller, Pergentino Araújo e Guilherme Boechat pela dica!

Google lança melhorias para usuários do iPhone

Por em 1 de maio de 2008 – 18:47

Os usuários de iPhone em todo o mundo ganharam hoje uma plataforma otimizada para uso dos produtos da gigante de Mountain View. São elas:

  • melhorias nas buscas, Gmail e sincronização;
  • novo aplicativo de consultas ao Google News;
  • acesso ao Google Apps diretamente pelo domínio do iPhone.

Para você, pode parecer estranho a Google dar tanto valor aos aplicativos para iPhone, quando ela tem o Android, que gerará o lançamento de uma nova classe de telefones, de certa forma, concorrentes do próprio telefone da Apple. Não é incompatível. O negócio da Apple é vender o telefone e o da Google, vender propaganda. Estas estão migrando para os smartphones, inclusive iPhone. Logo, o iPhone será um concorrente dos futuros telefones, que usarão Android, mas não é concorrente da Google como um todo. Antes, o iPhone é um aliado muito importante da Google.

Comentários (1) Categorias: Google

A Apple estaria deixando clonarem o Mac OS X Leopard?

Por em 1 de maio de 2008 – 18:05

Outro dia, uma pessoa aqui em Brasília me disse que já é possível comprar no Brasil um PC com o Mac OS X Tiger instalado. Eu não vi o equipamento. Portanto, não sei se isto é verdade.

Hoje o John Biggs mostra um computador vendido nos EUA por USD$ 399,00 (o TechCrunch falou em USD$ 550,00) com Mac X Leopard instalado, chamado Psystar Open PC. O comprador não poderá receber atualizações do software e nem entrar na Apple Store. Parece ser uma versão não autorizada do Mac.

Será?

Nos EUA seria muito fácil combater pirataria.

Não estaria a Apple arrumando uma forma de fazer com que muitos usuários de Windows migrassem para o Leopard? Afinal, somente quem conhece um produto pode gostar dele.

Além disso, a estratégia de permitir a clonagem descarada do Windows foi que fez da Microsoft a ter o quase monopólio dos sistemas operacionais e, via de consequência, se tornar a maior empresa do mundo.

Não se esqueçam de que um aumento das bases de computadores com Mac OS interessa às estratégias não apenas da Apple, mas também da Google e até da Yahoo (pelo menos enquanto ela estiver resistindo à compra da Microsoft).

Comentários (2) Categorias: Google

Enquanto isso, as ações da Google, oh!

Por em 1 de maio de 2008 – 17:23

Google logoDesde o início da crise econômica dos EUA, a Google sofreu muito. Suas ações caíram USD$ 741,72 em 06/11/2007, para USD$ 413,62, em 08/04/2007, ou seja, uma queda de USD$ 44,25%. Foi o verdadeiro inferno astral da gigante de Mountain View, porque, além da crise, veio a proposta de compra da Yahoo pela Microsoft.

Mas parece que os humores dos investidores estão melhorando. A compra da Yahoo! está empacada, os resultados da Google foram ótimos, a recessão parece não ter afetado muito as empresas de Internet e ontem veio a notícia de que a econômia dos EUA já pode estar dando sinais de reação à crise.

Resultado: desde 08 de abril de 2008, as ações da Google já subiram para USD$ 575,25 (resultado final de ontem). Hoje, com o mercado ainda aberto, já passaram de USD$ 580,00. Somente pregões dos dias 28 a 30/04/2008, a Google teve um aumento de patrimônio de mais de USD$ 9 bilhões. Para se ter idéia da montanha de dinheiro que isto representa, somente o aumento de valor nestes três dias daria para comprar a Salesforce e sobraria um trocado para comprar o Digg.

Se contássemos também o pregão de hoje, o dinheiro daria para comprar a Baidu e sobraria um tocado.

Se continuar neste ritmo, em julho, quando ela tiver apresentado seus resultados do segundo trimestre, estando eles tão bons quanto o do primeiro, suas ações poderão facilmente passar da máxima de USD$ 747,24 (USD$ 234 bilhões de valor total de mercado). Eu, particularmente, acho que podem até chegar a uns USD$ 800,00 ou USD$ 850,00 até dezembro.

É claro que, para tanto, a economia americana terá que mostrar reação real, a partir do segundo semestre e a Microsoft não poderá comprar a Yahoo. Quais destes dois fatores poderão derrubar novamente as ações da Google.

Comentários (0) Categorias: Google

Depois de passado o prazo final, Microsoft deverá romper o silêncio. O que o futuro nos aguarda?

Por em 1 de maio de 2008 – 16:29

Microhoo logoNo último sábado, 26/04/2008, venceu o prazo dado pela Microsoft para que a diretoria da Yahoo! aceitasse a proposta de incorporação. Como o Renê já havia nos adiantado antes, o Journal publicou hoje que a nova proposta ainda não foi feita, mas deverá ser, em um valor aproximado de USD$ 33 por ação. A primeira foi de USD$ 31, tendo a MS ameaçado, durante o período, reduzir o valor. Além da própria resistência da diretoria da Yahoo!, deve-se levar em conta o ótimo resultado trimestral da empresa, que fez mudar todo o panorama do negócio. Agora, cada vez mais, parece ser possível à Yahoo! sobreviver a uma oferta hostil da MS.

Além do mais, ela ainda continua a negociar com a AOL/Time Warner, o que poderia salvar a identidade da empresa, ao contrário da proposta de incorporação feita pela Microsoft.

Outro fator que tem pesado na decisão foi o teste, que a Yahoo! fez com o serviço de propaganda da Google. Os resultados não foram publicados, mas ambas as partes ficaram satisfeitas. Certamente, as empresas estão estudando uma forma de ampliar esta parceria, sem que isto se gere vedações dos órgãos de defesa da concorrência, que, diga-se, já estão de olho nisso. Eu, particularmente, acho que o interesse das diretorias de Google e Yahoo! é apenas de transferir receitas temporárias para a segunda, de forma a permitir que a gigante de Sunnyvale sobreviva à crise econômica norte-americana, que, diga-se, não afetou as contas de Google e parece não estar afetando significativamente as contas das empresas de Internet. Afinal, mesmo que venham a responder um processo antitruste, se fizessem este acordo, tornariam inviável a compra por parte de Microsoft e ganhariam tempo e força financeira para permitir a independência da Yahoo. Assim, eu acredito que nem a Google e nem a diretoria da Yahoo estariam muito preocupadas com este processo antitruste, porque se manteriam alguns meses (talvez até um ano) com o acordo de publicidade e, quando a tsunami econômica passar, a Yahoo continuaria como empresa independente ou até como associada à AOL.

É de se lembrar um fato importante: os resultados da IAC, proprietária da Ask, mostram que a terceirização da propaganda à Google tem dado muitos lucros à empresa. Isto poderia sugerir que fazer o mesmo, poderia ser muito vantajosa à Yahoo!

Este panorama atual mostra que a Microsoft não tem outra saída que não aumentar o valor da oferta de USD$ 44,600 bilhões feita anteriormente. Há quem diga que a futura oferta poderá chegar a USD$ 53,200 bilhões ou até USD$ 57,500 bilhões. Este último valor representaria uma elevação da ordem de USD$ 12,900 bilhões para a oferta inicial e de USD$ 21,300 bilhões para o atual valor de mercado da Yahoo!

Uma nova oferta nestes valor certamente pressionaria muito Jerry Yong a aceitar o negócio. Por outro lado, não teria Steve Ballmer problemas com os seus próprios acionistas. Temo que sim. Eles poderiam achar o preço muito caro e o investimento, consequentemente, de difícil recuperação.

Consideremos que haja nova oferta, mas a diretoria da Yahoo! a rejeite. Poderia a Microsoft recorrer ao recurso da oferta hostil diretamente perante os acionistas, onde se espera que tenha Steve Ballmer e companhia maior aceitação, porque investidores costumam ter menos amor à empresa que os seus criadores. Esta hipótese é mais que viável. Acho até que a MS já deve estar procurando os acionistas em separado. Acontece que poderia a Jerry Yong conseguir segurar a reunião dos acionistas até o dia 12/07/2008, mais ou menos na data de entrega dos resultados financeiros do segundo trimestre. Seria muito difícil segurar a pressão até lá, diante de uma proposta de USD$ 57.500 bilhões ou até de USD$ 53.200 bilhões, mas não é impossível, porque eles têm alguns mecanismos estatutários a lhes permitir a manobra.

Se chegar até lá e os resultados forem muito positivos ou surgir no meio um acordo com a AOL, a MS terá perdido a batalha.

E não nos esqueçamos, mesmo que vença esta batalha e consiga que sua oferta seja aceita tanto pela Yahoo, como pelos seus próprios acionistas, a Microsoft ainda sofrerá um doloroso processo antitruste, que, certamente, atrasará em muitos meses o já difícil processo de integração de ambas as plataformas.

Mas não nos esqueçamos: a Microsoft ainda precisa desesperadamente comprar a Yahoo!

Diante de tantas dificuldades no horizonte, não podemos deixar de estudar um cenário, no qual a Microsoft, mesmo com aumento de oferta, com ataque direto aos acionistas, processo antitruste e muito mais, não consiga comprar a Yahoo. Qual seria o destino da gigante de Redmond?

Eu penso que já está provado que ela não conseguirá sobreviver no mercado de Internet sem adquirir concorrentes. No entanto, os únicos concorrente de peso no mercado são a Yahoo e a Google. Estando as duas fora do jogo, sobrariam apenas concorrentes menores. Vejamos:

  • Ask: é o quarto buscador dos EUA. Tem pequena participação no mercado, mas poderia entrar na mira da MS;
  • Baidu: é o maior da China. Tem muito potencial de crescimento naquele país e tenta criar asas em outros países da Ásia. Poderia se tornar alvo, principalmente se a MS comprar outra empresa nos EUA;
  • Amazon: não é bem um buscador. No entanto, em um processo de consolidação do mercado, poderia ser alvo da MS, ou até mesmo da Google, sendo que, neste último caso, se a MS comprar a Yahoo;
  • MySpace: mesma situação da Amazon;
  • Ebay: idem;
  • Facebook: idem.

Definitivamente, não. E em um estado de total desespero, a Microsoft poderia tentar comprar a Google? Por que não? Improvável? Sim. Impossível?Dinheiro ela tem.

Mas eu não apostaria o meu nesta possibilidade.

PS: se a Microsoft comprar a Yahoo, a Google terá que ir às compras. Dentro deste cenário, eu apostaria em Amazon, MySpace, Digg, Skype e empresas na China, Japão e Coréia do Sul. Mas isto já é assunto para outro post.

Update: Ballmer acaba de dizer que já considera a possibilidade de não conseguir comprar a Yahoo

Gmail Chat permite editar nome de contatos

Por em 1 de maio de 2008 – 12:27

Uma nova funcionalidade adicionada recentemente ao Gmail Chat permite aos usuários editar de forma rápida os nomes de sua lista de contatos.

Para editar o nome de seus contatos, passe o mouse sobre o nome desejado e uma pop-up deve exibir as informações de contato. Clique sobre o nome do contato e o campo se tornará automaticamente editável. Após fazer a alteração, dê “enter” para finalizar.

As mudanças serão salvas em sua lista de contatos do Chat e nos contatos do Gmail.

Comentários (2) Categorias: Google

YouTube testa novo player de vídeos

Por em 1 de maio de 2008 – 12:13

YouTube iniciou silenciosamente um teste na qual convida os usuários a experimentar um novo player de vídeos. Com estrutura mais simples, o novo player apresenta um layout mais suave e bonito, além da remoção de botões extras presentes na antiga interface.

Você agora pode também usar comandos de teclado para controlar o player: as setas cima/baixo podem ser usadas para ajustar o volume, a seta da direita permite avançar o vídeo de forma rápida e a barra de espaço permite pausar o vídeo.

Comentários (4) Categorias: Google

Orkut eleva capacidade do álbum para 10.000 fotos

Por em 1 de maio de 2008 – 11:56

Segundo informações do blog oficial do Orkut, a capacidade de armazenamento de fotos no serviço foi elevado para 10.000 fotos. Os usuários do Orkut agora podem contar com espaço de sobra sem seus perfis, encher a capacidade de 10.000 requer horas de dedicação e muito trabalho.

E a integração com o Picasa Web Álbums?

Sim, você já leu este questionamento no Google Discovery. Esta integração geraria muito mais vantagens ao Google que simplesmente elevar a capacidade:

  • usuários poderiam tornar ambos os serviços ainda mais populares
  • aplicação do Picasa poderia ser usada para enviar as fotos para a internet
  • os usuários teriam acesso a capacidade expansível(paga) e compartilhada do Picasa Web Àlbum com o Gmail.

Fato estranho: Este aumento expressivo na capacidade de fotos no serviço surge no momento em que a empresa Google enfrenta diversos problemas devido as imagens hospedadas no serviço.

Agradecimentos ao leitor Guilherme Boechat pela dica!

Microsoft pode elevar valor de proposta para aquisição do Yahoo!

Por em 1 de maio de 2008 – 11:38

Segundo novas informações, a Microsoft estaria agora disposta a elevar sua proposta para US$33 doláres por ações, contra os US$31 oferecido originalmente. A proposta inicial, que incluía pagamento con ações da Microsoft, caiu ontem para apenas US $ 29.12/ação.

Este é um movimento interessante da Microsoft após afirmar diversas vezes que não iria aumentar a sua oferta. Mas os US$33 doáres que podem vir a serem oferecidos podem não ser suficiente para obter o Yahoo. De acordo com o jornal WSJ, o Yahoo! estaria avaliando a empresa em US$35 – US$37.

Comentários (0) Categorias: Google