ÚLTIMOS ARTIGOS

Yahoo vai aderir à Web Semântica

Por em 13 de março de 2008 – 15:08

O Yahoo anunciou hoje novos detalhes de sua plataforma para desenvolvedores chamada Open Search. Além de mostrar como essa plataforma vai se integrar com o futuro suporte que a empresa terá aos vários padrões da Web Semântica como RDF e microformats.

Um site pode determinar semanticamente seu conteúdo, através dos microformats. Especificando o que é um endereço, dizendo que um telefone é de determinada pessoa, entre outros detalhes. O que o Yahoo pretende, é fazer com que sua máquina de busca entenda esses dados semi-estruturados de forma automática e insira nos resultados da busca. Para demonstrar isto, o blog do Yahoo Search dá o exemplo de uma rede social como o LinkedIn:

LinkedIn

Neste caso, a resposta para a consulta do usuário é um perfil da rede social, só que desta vez com muito mais informação agregada, graças aos microformats.

Em conjunto com o suporte aos padrões semânticos, o Yahoo irá abrir sua plataforma Open Search para os desenvolvedores. Com esta ferramenta é possível desenvolver “mods” para os resultados da busca usando os dados semânticos no índice da máquina de busca ou em qualquer API pública.

O que isso tudo realmente significa para nós?

Se um site de comércio eletrônico, por exemplo, resolver implementar microformats nas páginas de seus produtos, o Yahoo irá poder extrair o preço, nome do produto, características, entre outros detalhes diretamente da página e guardar essas informações. Além disso, com a plataforma Open Search será possível criar algo parecido com o visto acima sobre o perfil no LinkdIn. Ao procurar por “Televisões de LCD”, por exemplo, o Yahoo pode mostrar informações sobre o produto junto com o link para a página do produto.

As utilidades dessas tecnologias são inúmeras, mas há algumas questões a serem observadas. Os formatos da Web Semântica ainda são novos e não estão bem consolidados, além disso quem quiser implementar estes formatos precisa fazer muita coisa “na mão”, ou seja, ainda não há ferramentas que facilitem este processo. Além da iniciativa do Yahoo, existem poucas utilidades para estes formatos semânticos. Logo, colocar microformats em um site pode ser uma tarefa árdua para poucos resultados práticos.

O Yahoo quer mudar esse cenário e de quebra criar um ambiente onde desenvolvedores possam criar resultados de busca mais dinâmicos e informativos para seus sites, melhorando a experiência do usuário.

Séra esse o começo do caminho para uma Web mais Semântica?

Comentários (6) Categorias: Yahoo

TiVo leva conteúdo do YouTube para TV

Por em 13 de março de 2008 – 12:59

Segundo o jornal New York Times, o YouTube e a empresa TiVo fecharam uma parceria que irá permitir a visualização de vídeos da internet em televisores.

“A estratégia da empresa é oferecer o máximo possível de conteúdo aos assinantes da TiVo” disse Tara Maitra, vice-presidente e diretora geral de conteúdos da TiVo em entrevista ao jornal.

Inicialmente o conteúdo do YouTube deverá ser disponibilizado para um número limitado de assinantes da TiVo, mas a empresa promete que até o final do ano, uma categoria de vídeos do YouTube será adicionada à interface da produto.

googleDrive: dirija pelo Google Maps

Por em 13 de março de 2008 – 12:31


Já imaginou poder dirigir pelo Google Maps? A Phatfusion, uma empresa desenvolvedora em javascript e flash, disponibilizou um game online chamado googleDrive onde você pode “dirigir” literalmente pelo Google Maps.

Utilize as setas do teclado para acelerar, mover para a esquerda e direta, e andar para trás. Para escolher uma determinada cidade, coloque o nome da mesma no campo abaixo do game e clique em “load”.

Google Ad Manager: gerencie seus anúncios gratuitamente

Por em 13 de março de 2008 – 12:08

Google Ad Manager é uma solução de gerenciamento que poderá ajuda-lo a vender, agendar, disponibilizar e mensurar toda a sua base de anuncios. Através de uma interface simples e intuitiva, evite “perder tempo” e direcione os passos de sua campanha e base de anúncios.

Além de oferecer velocidade e segurança, o novo produto é gratuito! O Google ainda oferece aos anunciantes aprimoramentos e manutenção. Você pode requisitar por um convite neste link.

AOL adquire rede social Bebo por US$850 milhões

Por em 13 de março de 2008 – 11:15

Segundo informações do TechCrunch, a AOL adquiriu hoje a rede social Bebo por US$850 milhões. Fontes internas nas empresas afirmaram recentemente que AOL e Bebo estavam em negociações desde setembro de 2007.

Bebo é a segunda maior rede social do Reino Unido atrás apenas do Facebook. Recentes relatórios da Comscore informam que o Bebo tem 22 milhões de visitantes únicos e 11 bilhões de pageviews; AOL também anunciou que os usuários do Bebo navegam em média de 40 minutos diários no site. A empresa afirma possuir 40 milhões de usuários.

Apesar de anunciado, o acordo será analisado pelos orgãos anti-monopólio dos EUA e Europa.

AOL e Yahoo! juntas: seria possível?

Por em 12 de março de 2008 – 22:45

AOL logoYahoo! logoParece que sim.
Nos últimos dias, alguns sinais estão aparecendo. Ainda são bastante tênues, mas podem, no final, representar efetivamente, uma breve união entre as duas. Vejamos:

  1. a Yahoo! continua a resistir à oferta hostil da Microsoft;
  2. a compra pela Microsoft também é problemática, porque seria contestada nos órgãos de defesa da concorrência e correria o risco de não ser aprovada no final;
  3. já conversou com muita gente (Google, News Corp., AOL e fundos de investimento);
  4. pela Google ela, definitivamente, não poderia ser comprada, porque mataria a concorrência e o negócio não seria aprovado pelos órgãos reguladores, mas poderia haver entre elas um acordo comercial em torno de propaganda, o que, entretanto, até agora, parece não ter se confirmado;
  5. as conversas com fundos de investimento parece que não foram à frente e as com a News Corp. (My Space) parece também que já foram descartadas;
  6. com a confirmação da compra da DoubleClick pela Google, a Yahoo! não tem mais muito tempo para tomar o seu caminho;
  7. a Google já esteve falando que estaria disposta a ajudar a Yahoo! em uma parceria com a AOL;
  8. a AOL já disse que está disposta a conversar com outras empresas com vistas a fazer parcerias; e
  9. para completar, hoje surgiu a notícia de que a Yahoo! estaria pensando em aderir ao OpenSocial, que é totalmente contra os planos do Facebook, logo, também da Microsoft, sua sócia.

Portanto, se você ouvir dizer que Yahoo! e AOL estariam pensando em se unir, não se espante. Pode ser verdade.

Yahoo! em negociações para entrar no Google OpenSocial?

Por em 12 de março de 2008 – 10:52

Segundo o jornal New York Times, o Yahoo! pode estar em negociações com o Google para entrar na plataforma OpenSocial.

Segundo múltiplas fontes no Yahoo! e Google, as discussões estão avançadas e pode realmente ocorrer, mas ainda não existe uma previsão de anúncio oficial pelas empresas.

Esta parceria, se realmente confirmada, será uma grande vitória para o Google, que já possui parceria com o MySpace e outros grandes parceiros. OpenSocial é uma resposta do Google ao sucesso das aplicações sociais no Facebook, e permite que desenvolvedores criem aplicações para a plataforma e sites parceiros.

YouTube ganha ferramentas para desenvolvedores

Por em 12 de março de 2008 – 10:33

Segundo a Reuters, o YouTube ganhou hoje ferramentas que permitirão aos desenvolvedores na internet construir seus “próprios YouTubes” utilizando características similares aos recursos lançados alguns anos atrás pelo Flickr do Yahoo!.

Como forma de ampliar a presença do portal, o Google liberou novas APIs que permitem personalização através de sites ou programas conectados à Web, além da possibilidade de fazer uploads de vídeos diretamente para o YouTube.

Os programas também poderão “buscar vídeos, comentários, respostas e/ou listas de reprodução a partir do YouTube” informa a agência. Outra novidade também destacada pelo Google é a possibilidade de customização do player do YouTube através de software.

YouTube vence ação judicial contra Viacom e se livra de pagar USD$ 1 bilhão

Por em 11 de março de 2008 – 23:00

Google YouTubeHoje é mesmo um dia de festa para a Google. Logo depois de receber a notícia de que a aprovação definitiva da compra da DoubleClick foi confirmada, saiu a notícia de que a Google/YouTube havia vencido uma ação judicial de indenização no valor de USD$ 1 bilhão.
Vocês se lembram no ano passado, que comentamos aqui que a Viacom, proprietária, entre outras empresas, da MTV, da Nickelodeon (quem tem filhos, como eu, sabe bem o que é),da Paramount Pictures e da DreamWorks, havia processado a Google, exigindo uma indenização de USD$ 1 bilhão, sob o argumento de que suas produções artísticas protegidas por direitos autorais estavam sendo exibidas pelo YouTube sem autorização? Pois o juiz sentenciou e a Google venceu e não terá que indenizar.

Esta sentença tem uma importância enorme para o futuro das atividades sociais e de colaboração na Web. Muito mais que simplesmente a Google deixar de pagar USD$ 1 bilhão, porque isso não passa de um negócio. Em verdade, o que decidiu o juiz norte-americano é que, pelas leis daquele país, se alguém compartilha em um determinado site público material protegido por direitos autorais, a responsabilidade por este ato não é do site. Pelas normas do Direito dos EUA, isto fará o que se chama de stare decisis, ou seja, a regra do precedente. Ou seja, haverá a tendência de todas as demais Cortes adotarem a mesma jurisprudência. E lá esta coisa da jurisprudência é muito forte (infinitamente mais que no Brasil). Se ele decidisse em contrário, também criaria o precedente, mas no sentido de que os sites seriam responsáveis. Sabem qual seria a consequência disso? Os sites, onde houvesse possibilidade de o usuário colocar conteúdo protegido por direitos autorais, simplesmente iriam desaparecer em pouco tempo, porque seriam varridos por uma enxurrada de ações de indenizações e iriam todos à falência.

Assim, a vitória não foi do YouTube e nem da Google. Foi da Internet.

Leitura complementar:
Google diz que processo da Viacom ameaça funcionamento da Internet
Sistema antipirataria poderá gerar paz entre YouTube e MTV

Fonte: Reuters

Imagem do Dia: Restam dúvidas que a AOL copia o Yahoo!?

Por em 11 de março de 2008 – 18:31

Se não bastasse a home page e outros "detalhes", agora a AOL está copiando os textos do Yahoo!

"Coincidentemente", as duas frases fazem referência à mesma coisa: convencer o usuário à tornar o portal a página inicial do seu navegador.

Comentários (10) Categorias: Yahoo