ÚLTIMOS ARTIGOS

A Google precisa comprar a Stay Film antes que seja tarde

Por em 6 de abril de 2015 – 11:32

Ontem, como faço há cerca de 20 anos, assistia ao programa Manhattan Connection, na Globo News. Em um dos blocos, os apresentadores entrevistaram um brasileiro, que criou um app incrível chamado Stay Film.

Com este aplicativo, você pega as fotos e filmes de seu celular e compõe, em cerca de 30 minutos, um pequeno filme, com trilha sonora, efeitos especiais etc.

Fiz três testes e gostei muito.

Segundo executivos da Apple, tem o potencial de se tornar o novo Instagram.

Eu também acho.

Estou certo de que Microsoft, Yahoo!, Apple e Facebook já estão de olho neste aplicativo. Se a Google não correr, vai perder para uma delas e, se for para o Facebook, poderá aumentar os seus problemas no setor de redes sociais. Ao contrário, se vencer a disputa, poderá integrá-lo ao YouTube, ao Google Fotos, ao Google+ e à pesquisa.

Seria um incremento e tanto nos esforços sociais da gigante das buscas.

Fica a dica para a Google e para os leitores.

PS: não tenho ações de nenhuma das empresas citada aqui e não invisto na Stay Film. Apenas sou fascinado com ciência e inovação.

Comentários (7) Categorias: Google

Impressões sobre o Moto E, da Motorola

Por em 31 de março de 2015 – 2:46

Lançado no dia 25 de fevereiro de 2015, a segunda versão do baratinho Moto E chegou repleto de novidades top de linha para os consumidores. Nós do Google Discovery tivemos acesso ao novo modelo da Motorola e damos as nossas primeiras impressões. O celular tem espaço para dois chips, conexão 4G, 16 GB de memória, DTV e tela de 4,5 polegadas.

moto-e-1

Aparência e o que há dentro

A carcaça do smartphone é de plástico macio, arredondado nas arestas e com bandas laterais que podem ser substituídas. O celular está disponível nas cores branca ou preta. As bandas estão disponíveis nas cores branca, preta, roxa e verde, e incluem botões de ligar/desligar e de volume do som. É um aparelho colorido e bem amigável para quem não é usuário hardcore.

moto-e-2

As configurações do Moto E são modestas. Ele possui um processador Qualcomm Snapdragon 410 quad-core de 1,2 GHz, o que não é o chip mais potente que você verá por ai mas compensa pelo baixo preço. A memória interna está disponível tanto em 8 GB quanto 16 GB, expansível através de cartão microSD para 32 GB. O melhor de tudo é o sistema operacional, que é o Android 5.0 Lollipop: Bonito graficamente e lembra o iOS da Apple.

O aparelho também tem a busca por voz do Google, Rádio FM junto com a TV, além do Modo Assist que deixa ele silencioso em reuniões de trabalho e situações em que você não pode mexer no telefone. A memória RAM é de 1 GB, bem regular e resulta numa performance não tão rápida.

moto-e-3

Atraente para o mundo corporativo

moto-e-4

A entrada para dois chips tipo SIM é atrativa sobretudo para quem quer ter um telefone para trabalho e outro para ligações pessoais. Isso permite que você tenha dois números de celular para separar bem quais pessoas devem falar em quais situações.

Câmera e qualidade de imagem modestas

moto-e-5

A tela de 4,5 do smartphone suporta a resolução de 960 × 540 pixels, o que não é uma resolução de imagem que impressiona. Isso se alia a uma câmera traseira com sensor de 5 Megapixels e sem flash LED, acompanhada por outra frontal com qualidade VGA. Ou seja, é um aparelho modesto em configurações gráficas.

Pulo do gato: Preço

Se as características técnicas te desanimarem, o Moto E é muito atraente no quesito custo-benefício. Ele é um dos poucos celulares do mercado a oferecer uma qualidade média de smartphone com conexão 4G, inovadora na transmissão de dados.

moto-e-6

O Moto E só com 3G sai por R$ 569, enquanto a versão mais básica com 4G e 8 GB de espaço interno tem o preço de R$ 649. Se você quiser o celular com três bandas coloridas, 4G e 16 GB, pagará R$ 699. Por fim, o Moto E com TV digital (DTV), as três bandas coloridas, 16 GB e com a conexão 4G fica por R$ 729. Estes preços são de lançamento.

Se você pesquisar em varejistas ou por lojas de e-commerce na internet, pode encontrar o mesmo celular por cerca de R$ 500, o que é um ótimo modelo para começar a entender o universo dos smartphones sem gastar muito. E desfrutando do sistema Android mais recente da categoria.

Possível conclusão

Moto E não é um celular para quem exige desempenho, mas é um excelente aparelho para recomendar para pessoas que não conhecem muito tecnicamente sobre os recursos mobile. Ele vem equipado com um hardware razoável para aprender a mexer, mas peca sobretudo no desempenho do processador, que é fraco, e na baixa qualidade das câmeras.

Impressões sobre o Xperia Z3 Compact, da Sony

Por em 30 de janeiro de 2015 – 14:37

Testamos um Xperia Z3 Compact preto, lançado pela Sony em 24 de outubro do ano passado, junto com o Z3 tradicional. O smartphone Android tem uma tela de 4,6 polegadas bem mais amigável para mãos femininas ou pequenas em geral. Um dos grandes destaques do celular é sua bateria de amperagem de 2600 mAh que dura 15 horas corridas de uso normal, quase 40 horas com modo stamina ligado e cerca de seis horas de uso intenso com vídeo ligado.

edit-1

Bom hardware e compacto

Conexões 4G, NFC e Wi-Fi estão no aparelho, bem como uma memória RAM de 2 GB e 16 GB de espaço interno, expansível até 128 GB. É uma boa configuração, equipado com um processador de 2,5 GHz. Tudo isso coube em uma espessura de 0,8 cm e pesando apenas 129 gramas bem distribuídas.

edit-3

O aparelho possui também compatibilidade com o videogame PlayStation 4 para ativar seu sistema e jogar utilizando o celular. Essa conexão se dá pelo próprio Wi-Fi do aparelho. O Xperia Z3 Compact é à prova d’água doce e pode ficar mergulhado por 30 minutos em até 1,5 metro de profundidade. Você pode, inclusive, filmar num local molhado. O sistema operacional é Android 4.4 KitKat.

Sony não abandona o design quadradão

O desenho é levemente arredondado nas arestas, mas mantém o estilo quadrado. A tela não possui botões fisicos, embora tenha os comandos home, voltar e janelas na parte inferior. A Sony investe forte em alumínio e vidro no smartphone Xperia Z3 Compact.

edit-2

Do ponto de vista da criatividade, a empresa japonesa não inovou e o botão de ligar o aparelho permanece lateral, um pouco longe do topo como é em outros celulares. Se você gosta desta aposta da Sony na aparência padronizada, talvez este seja um aparelho para você, mas ele não é muito diferente do Z3 tradicional ou os outros modelos Xperia, incluindo tablets.

Câmera forte

A câmera traseira tem um sensor de 20,7 Megapixels, impressionante para o tamanho pequeno, com qualidade 4K para filmagens, alta resolução e a tecnologia SteadyShot para aumentar a nitidez e a estabilidade de imagens. A resolução das fotos chega até 5248 x 3936 pixels, enquanto as filmagens ficam em 3840 x 2160 pixels.

edit-4

O preço vale a pena?

Você vai gastar entre R$ 1,6 mil e R$ 1,9 mil para comprar um Compact novo. Não é um celular barato, mas é um top de linha pequeno da Sony que pode valer a pena se você for um consumidor exigente. O aparelho é um produto feito com dedicação pela companhia para não apostar apenas em smartphones com displays gigantes, que chegam em seis ou sete polegadas de tela.

 

 

 

Motorola lança Moto G com 4G por R$ 899

Por em 30 de janeiro de 2015 – 10:33

A fabricante Motorola lançou nesta quinta-feira (29) o Novo Moto G com conexão móvel 4G pelo preço de R$ 899. O celular vem com tela de cinco polegadas, 16 GB de memória interna e sistema Android 5.0 Lollipop. A primeira versão aparelho foi lançado no segundo semestre de 2013 e seu sucessor chegou no ano passado.

moto-g

Seu processador é um quadcore Qualcomm® Snapdragon 400. O Moto G também tem uma câmera traseira de 8 Megapixels que grava vídeo em 720p, além de um modelo frontal de 2 Megapixels para selfies.

O aparelho tem uma entrada de cartão MicroSD para memória expansível de até 32 GB, acompanhado por 1 GB de RAM para facilitar o uso de aplicativos. O aparelho tem rádio FM. A bateria tem amperagem de 2.390 mAh e dura cerca de um dia. O modelo é um dos mais vendidos da Motorola no Brasil.

Impressões sobre o tablet Qbex TX320i, baratinho da Intel

Por em 30 de janeiro de 2015 – 2:58

O Qbex TX320i é um tablet barato com processador Intel 7. É realmente um aparelho acessível, numa faixa de preço entre R$ 290 e R$ 400. Será que vale a pena ter um gadget móvel deste naipe? Testamos o tablet e contamos para você quais são as nossas impressões.

edit-1

A tela tem uma resolução fraca

Esqueça alta definição por este preço, porque o display é de 1024 x 600 pixels. Isso gera uma visualização difícil e com pouca nitidez. A tela é capacitiva e sensível a cinco pontos, mas não tem um desempenho que você espera em tablets da série Galaxy da Samsung, por exemplo. O tamanho é de sete polegadas.

edit-2

Há quatro botões na parte inferior, sendo dois para regular volume, um para trocar aplicativos, um botão voltar e um home. Não é o tablet mais bonito que você verá em funcionamento, ainda mais com essa configuração.

Câmera básica

Você não quer tirar fotos muito elaboradas? Então este talvez seja o seu tablet. A câmera traseira tem um sensor de apenas 2 Megapixels, enquanto o frontal para selfies tem 0,3 Megapixel.

edit-3

Esses recursos não criam imagens muito nítidas, mas permite registros básicos. Afinal de contas, estamos resenhando um tablet abaixo de R$ 1 mil, o que limita boa parte dos recursos. A câmera também fica posicionada de um jeito estranho na lateral traseira, o que pode deixar alguns registros numa pose estranha.

edit-4

A traseira de couro plastificado é boa para mãos que suam, o que facilita para bater algumas fotografias. Para quem tem mãos grandes, é bem fácil de segurá-lo com uma única mão para utilizar a câmera.

O processador e o sistema são razoáveis

O tablet da Intel vem com sistema Android 4.4, KitKat, e um processor Atom Dual Core de 1,2 GHz. A memória RAM é uma DDR3 de 2GB e o espaço interno suporta até 32 GB via MicroSD, sendo que ele possui um flash de 8 GB.

Isso resulta em um desempenho fluído para o hardware modesto do aparelho. A bateria tem amperagem de 3000 mAh e o tablet permite conectividades 3G e Wi-Fi.

Possível conclusão

Se você já é um usuário experiente na área mobile, o Qbex TX320i será um aparelho muito humilde para as suas aspirações. No entanto, se você nunca teve um tablet e tem vontade de experimentar um, este pode ser um modelo para começar.

Como todo o Android voltado para usuários iniciantes, o aparelho deve apresentar travas com a passagem do tempo, ainda mais nas configurações mais simples. No entanto, caso você queira gastar pouco, ele pode ser uma opção certa.

Motorola lança wearable Moto Hint no Brasil

Por em 22 de dezembro de 2014 – 12:16

moto-hint

A Motorola anunciou a chegada do wearable Moto Hint no Brasil – um fone de ouvido Bluetooth com um design diferenciado, extremamente confortável e leve, que se encaixa perfeitamente no ouvido. O acessório, que chega na cor cinza, permite atender chamadas ou ainda ditar uma mensagem de texto, mesmo com as mãos ocupadas.

Com o Moto Hint é possível executar comandos no smartphone apenas por meio da voz. Pareado com o Moto X ou com o Moto Maxx, é possível fazer perguntas como “qual é a previsão do tempo para hoje?” ou ainda receber instruções detalhadas de navegação, tudo sem tocar ou olhar para o celular. O aparelho também permite ouvir notificações, enviar mensagens e ainda fazer e receber chamadas a uma distância de até 45 metros do celular.

O Moto Hint é discreto, compacto e se encaixa perfeitamente no ouvido com conforto surpreendente, podendo ser usado durante horas sem incomodar. Para assegurar o encaixe, cada Moto Hint vem com um conjunto de adaptadores de silicone de ouvido, em tamanhos diferentes.

O wearable possui um estojo com design diferenciado, que também funciona como carregador de bateria, capaz de fornecer duas recargas extras de autonomia.

O Moto Hint está disponível no Brasil a partir de hoje, com preço sugerido de R$ 399,00. Ele pode ser encontrado na loja online da Motorola ou nos quiosques da empresa em shopping centers.

Google lança Watch Faces para Android Wear

Por em 10 de dezembro de 2014 – 16:25

watch-faces

O Google anunciou uma novidade para os proprietários de relógios inteligentes Android Wear: agora, eles poderão customizar a “cara” do seu dispositivo.

Os usuários poderão escolher diferentes tipos de mostradores a partir de uma biblioteca com dezenas de opções. São mostradores projetados por designs renomados, como Rebecca Minkoff e Craig Ward, por marcas mundialmente conhecidas, como Porshe e RedBull, e até mesmo inspirados em games famosos, como Pac Man e Plants vs. Zombies.

Segue uma lista de alguns dos mostradores que já estão disponívies:

○ Ciao Manhattan Nails
○ Craig Ward
○ Meu Malvado Falvorito
○ EA Plants vs. Zombies
○ Hugh Turvey
○ Medicom BE@RBRICKS
○ Pac Man
○ Porsche
○ Rebecca Minkoff
○ RedBull
○ Santa Tracker
○ Specialized
○ Surfline
○ The Hundreds
○ Un Petit Monde

A coleção de novos mostradores estará disponível neste link.

A empresa também anunciou uma nova API para facilitar o trabalho de desenvolvedores que queiram criar “novas caras” para os relógios Android Wear. Portanto, em breve, devem surgir mais mostradores para os usuários escolherem e se divertirem.

Além disso, com o novo app do Android Wear ficou fácil escolher, baixar e usar um mostrador diferente todo dia.

PR

Breve olhada na timeline do Android

Por em 5 de dezembro de 2014 – 16:45

Android-KitKat-Googleplex

Quase 6 anos se passaram e o sistema operacional móvel do Google tornou-se uma das plataformas móveis mais difundidos no planeta. Embora tenha mudado dramaticamente, muita coisa deu certo e ele continua firme e forte.

O portal THE VERGE fez um vídeo resumindo o que aconteceu nesses 6 anos, mostrando as modificações, mutações e a evolução de Cupcake e Donut para KitKat e Lollipop.

Impressões sobre o Moto Maxx, da Motorola

Por em 5 de dezembro de 2014 – 1:29

O Moto Maxx é um celular de alta performance da Motorola lançado no dia 5 de novembro em nossas terras. O aparelho tem conexão 4G e sua bateria dura 40 horas, quase dois dias (48 horas). O preço de lançamento dele foi de R$ 2199, o que é atraente para um smartphone top de linha e inferior aos R$ 2699 do Xperia Z3 da Sony.

moto-maxx-7

Testamos o Maxx, que tem detalhes que o tornam atraente para a compra. Confira.

O design dele é adequado para mãos suadas

moto-maxx-6

A traseira dele é feita de tecido de nylon balístico, usado em bolsas reforçadas, com Kevlar, um material para coletes a prova de balas. Isso previne arranhões e mantem o celular fixo nas mãos. É bem superior ao iPhone e aos celulares com alumínio para manter sua conservação. A carcaça aguenta melhor o impacto. O aparelho não é tão fino, com cerca de 11,2 milímetros de espessura.

O peso dele é de 176 gramas, mais leve na ponta e mais denso na região da câmera. Há três botões inferiores para retornar, ir para tela home ou gerenciar apps. O celular possui uma entrada para cabo Micro USB 2.0 do carregador. A tela tem o tamanho de 5,2 polegadas, bom para quem gosta de um smartphone com display generoso.

moto-maxx-4

O aparelho é bem ergonômico e deve agradar quem não gostou tanto da traseira de bambu do Moto X e nem quer um aparelho modesto como o novo Moto G. O design deste modelo da Motorola é irregular, mas sua pegada é atraente.

A famigerada bateria de 40 horas

moto-maxx-1

Não são dois dias, mas a energia do aparelho dura um dia e mais 20 horas com amperagem é de 3900 mAh. Em repouso, vimos o rendimento da bateria cair apenas cerca de 20% durante cinco dias da semana, se preservando bem em repouso. O componente também não aquece muito, diferente de modelos com carcaças puramente metálicas.

O 4G derruba o rendimento, bem como a visualização de vídeos, para cerca de um dia. Wi-Fi, GPS e conexões sem fio também podem minar seu rendimento.

Um custo-benefício atraente

moto-maxx-2

Custando R$ 2100 no lançamento, você já encontra o Moto Maxx por menos de R$ 2 mil. Pela quantidade de recursos, capricho no acabamento e qualidade dos componentes, o smartphone se situa entre os melhores no quesito custo-benefício.

Ele fica na mesma faixa de preço do Moto X e muito distante do iPhone 6, na faixa dos R$ 3 mil, e do iPhone 6 Plus que encosta em R$ 4 mil. Ou seja, se você preza por qualidade e não quer gastar muito, além de querer um celular com carcaça resistente, o Maxx pode ser a sua opção.

Detalhes técnicos

moto-maxx-3

O Maxx tem de cara um espaço interno de 64 GB sem expansão, que pode ser aproveitado tanto pelo o novato quanto pelo veterano em smartphones. O sistema operacional é o Android puro 4.4 KitKat, sem aquela quantidade de software sobrando de outras interfaces, como a Sansung.

Qualidade da fotografia

A câmera traseira possui um sensor de 21 Megapixels com resolução de 5248 x 3936 pixels, acompanhada por outra frontal de 2 Megapixels para selfies. O flash é de dual LED. Com o celular é possível gravar vídeos na qualidade 4K e resolução de 3840 x 2160 pixels.

Possível conclusão

moto-maxx-5

O Moto Maxx é um aparelho bonito, robusto e barato, qualidades atraentes pra grande maioria dos clientes de Android. A Motorola acerta no alvo na maioria dos pré-requisitos, e entra um produto que chama atenção por sua aparência diferente e uma bateria de rendimento acima da média. Um dos maiores problemas do mercado de smartphones é o rendimento energético. A empresa, junto com concorrentes como a Sony, estão conquistando espaço para a melhoria dos dispositivos móveis.

Impressões sobre o Xperia Z3, da Sony

Por em 4 de dezembro de 2014 – 22:43

O Xperia Z3, terceiro aparelho top de linha lançado pela Sony em um ano, foi anunciado no Brasil em um evento na cidade de São Paulo que ocorreu no dia 24 de outubro. A fabricante japonesa manteve características próprias da série e anunciou melhorias.

z3-1

Testamos o novo celular, que prova que um aparelho Android do Google pode sim render mais do que um iPhone ou um Windows Phone. Confira.

O design dele é conservador

z3-4

Esse novo Xperia não apresenta alterações significativas de design, mas é mais fino, com cerca de 7,3 milímetros de espessura contra 8,5 do Z1 e 8,2 do modelo Z2. O peso dele é de 152 gramas, que não são sentidas enquanto você movimenta o celular de um local para outro porque são bem distribuídas.

O aparelho possui uma entrada para cabo Micro USB 2.0 do carregador, além do chip, é grande e diferente do Z1, que possuía encaixes menores e delicados. A tela tem o tamanho de 5,2 polegadas, ótima para dedos mais avantajados.

z3-3

Fãs de plantão de celulares mais redondos devem achar o Xperia Z3 ainda assim muito quadrado. No entanto, o aparelho em suas cores branca, preta, verde ou marrom combina com executivos modernos. Apesar das similaridades, o novo modelo é levemente mais arredondado se comparado com outros da mesma série de aparelhos.

Bateria de dois dias

A energia do Z3 grande dura cerca de nove horas e sua amperagem é de 3100 mAh. Em repouso, vimos o rendimento da bateria cair apenas entre 20% e 30% durante cinco dias da semana. Ao acionar vídeos, no entanto, o Z3 aqueceu na parte traseira, o que diminuiu a quantidade de dados transmitida na rede 3G. Ou seja, este é um problema que a Sony ainda não conseguiu solucionar em seu celular.

No uso diário, o Xperia Z3 tem uma bateria que dura, com folga, 48 horas. Por isso, ele te livra do vício de carregar o smartphone todas as noites, prejudicando o funcionamento do componente de lítio que transmite energia ao aparelho.

Características únicas

A Sony manteve, graças ao design e aos componentes, o Xperia Z3 como um celular à prova d’água doce. Ele pode ficar mergulhado por 30 minutos em até 1,5 metro de profundidade, sem nenhum comprometimento do funcionamento. O único requisito é que suas entradas estejam vedadas com suas tampas. Por isso, o Z3 pode ser o aparelho recomendável para fazer filmagens dentro de uma piscina, por exemplo.

Mais detalhes

O Z3 tem espaço interno de 16 GB, expansível para 128 GB via microSD. O sistema operacional é o Android 4.4 KitKat. A interface da Sony para este novo smartphone sofreu pequenas alterações, como a hora com logotipo em negrito em relação ao minuto na tela inicial.

Fotos

A câmera traseira possui um sensor de 20,7 Megapixels, acompanhada por outra frontal de 2,2 Megapixels. A gigante japonesa mostrou que os componentes sofreram sensíveis reduções para que o aparelho se mantenha fino, mas o modo de fotografia no escuro apresentou novas pequenas melhorias. A resolução das fotos chega até 5248 x 3936 pixels. Com o celular é possível gravar vídeos na qualidade 4K, com a resolução de 3840 x 2160 pixels.

E o que dá para entender sobre o aparelho?

z3-2

O Xperia Z3 é um aparelho grande de 5,2 polegadas. Não é um celular para quem tem mãos pequenas, portando deve atrair predominantemente os homens. Dentro da linha da Sony, ele representa uma inovação na alta durabilidade da bateria. Ele vem com TV digital e tem uma versão com dois chips, com o preço de estreia de R$ 2699. O que pode ser incômodo no celular é o excesso de vidro e pouco plástico, mais presente em máquinas da Samsung ou da Motorola.