Blog Página 5

Chromecast atinge 35% do mercado de streaming de mídia digital

1

De acordo dados da Strategy Analytics, o Chromecast atingiu 35% do mercado de dispositivos de streaming em 2015, superando os dispositivos concorrentes como Roku, Apple, Amazon e outros fabricantes.

Em comparação com 2014, o Chromecast vem apresentando sozinho um crescimento significativo que pode colocar o dispositivo do Google em uma posição de completo domínio nos próximos anos.

“A portabilidade do dispositivo e o baixo preço (apenas US$35 nos EUA) tornou uma compra de impulso e não é incomum encontrar vários Chromecasts em uma família”, disse David Watkins, Diretor de Serviço da Strategy Analytics.

Em apenas dois anos de existência, o Google já teria vendido mais de 30 milhões de unidades do Chromecast.

Global Digital Media Streamer Market Share (PRNewsFoto/Strategy Analytics)
Global Digital Media Streamer Market Share (PRNewsFoto/Strategy Analytics)

Google trabalha em nova versão do Now com reconhecimento de voz offline

4

O Google criou um sistema de reconhecimento de voz offline mais rápido e preciso quando comparado com seu atual sistema conectado à internet.

O novo sistema, que vem sendo testado em um Nexus 5, funciona com tecnologia de aprendizado de máquina e exige apenas 20.3 MB de armazenamento e poder ser até 7x mais rápido do que um sistema conectado.

A empresa informa ainda que a nova tecnologia possui uma taxa de erro de 13,5% e foi com 3 milhões de amostras de voz anônimas (aproximadamente 2.000 horas) de pesquisa do Google e amostras de voz extraídas de vídeos do YouTube.

Atualmente, o aplicativo do Google Now tem capacidade offline limitada, exigindo que comandos sejam processados ​​em um servidor externo. Isso resulta em alta latência e muitas vezes em falhas de conexão.

Com o sistema de reconhecimento de voz incorporado instalado localmente em um dispositivo móvel, o Google espera melhorar a forma como o Google Now lida com nomes e outras informações específicas do dispositivo como o envio de um e-mail para um contato.

VEJA libera revista gratuita no Google Play

9

Seguindo os passos da Operação Lava Jato, que nesta última semana resolveu tirar o sigilo de suas recentes investigações, a Veja anunciou o acesso completo e gratuito a última edição da revista.

“A Operação Lava Jato acaba de completar dois anos. Nesse período, revelou o maior escândalo de corrupção do país. VEJA vem acompanhando todos os passos da investigação e também seus desdobramentos, oferecendo notícias exclusivas e em primeira mão para que o leitor possa compreender os fatos e sua amplitude”, publicou a revista do Grupo Abril.

“Com o mesmo objetivo, VEJA ampliou a tiragem da edição impressa desta semana e agora torna gratuito o acesso a sua versão digital. Os brasileiros precisam saber o que está acontecendo”.

Para acessar e baixar gratuitamente a edição digital de VEJA, basta baixar o aplicativo da revista no Google Play.

revista-veja

Google estuda vender seus robôs da Boston Dynamics

0

De acordo com a Bloomberg, a Alphabet, a incubadora do Google, acredita que os robôs inteligentes da Boston Dynamics não devem gerar receitas consideráveis nos próximos anos.

Enquanto os trabalhos com robôs ainda necessitam de grandes refinamentos para funcionar no mundo real, o Google acredita que sua divisão de robótica irá demandar investimentos que podem tornar a operação não viável.

Outro ponto negativo está a opinião pública sobre a tecnologia avançada desenvolvida pela Boston Dynamics que poderia assumir postos de trabalho dos seres humanos.

“Nós não queremos desencadear um ciclo de mídia separado sobre a Boston Dynamics dentro do Google”, publicou uma analista de comunicação do Google em um fórum.

“Nós não iremos comentar este vídeo [recente vídeo da BD que mostrava um dos robôs em teste de estresse], porque não há realmente muito que podemos acrescentar, e nós não queremos responder a maioria das questões”.

A Bloomberg ainda afirmou que a Toyota ou Amazon teriam interesse em adquirir Boston Dynamics para as suas operações de fabricação ou armazém.

via GIPHY

Apple iCloud usará a tecnologia do Google Cloud Platform

0

Visando cortar custos com a operação do iCloud, a Apple pretende migrar seu serviço de armazenamento para a nuvem do Google Cloud Platform – plataforma que atualmente já hospeda serviços como Spotify e Snapchat.

De acordo com o site CRN, a Maçã vai pagar ao Google entre US$ 400 milhões e US$ 600 milhões para o negócio. Parte do serviço ainda será mantido na Amazon Web Services (AWS) e Microsoft Azure.

Entre as vantagens do Google Cloud Platform estão suas extensas redes de fibra óptica que ligam seus Data Centers e a bruta redução nos custos com tráfego.

A migração do iCloud para o Google Cloud Platform deve levar até 1 ano para ser concluída.

Google atinge 77% de criptografia em seus produtos

0

O Google anunciou que tem trabalhado com o objetivo de alcançar uma criptografia de de 100% em todos os seus produtos e serviços. Até o momento, porém, somente 77% das solicitações aos servidores do Google usam conexões criptografadas.

“HTTPS é uma das medidas para ajudar a manter a sua navegação segura e segura, o que é importante quando você está fazendo coisas como login no site do seu banco ou envio suas informações de cartão de crédito para uma loja online”, disse um porta-voz.

“Essas conexões protegem contra intrusos, ataques e tentativas de falsificar um site confiável. Em outras palavras, ele impede a intercepção das suas informações e garante a integridade das informações que você envia e recebe”.

De acordo com o Google, atingir a meta de criptografia de tráfego completa tem levado a empresa a vários desafios técnicos e políticos:

  • Hardware e software mais antigos que não suportam tecnologias de criptografia modernas.
  • Países e órgãos que bloqueiam ou degradam o tráfego HTTPS.
  • Organizações que não têm o desejo ou recursos técnicos para implementar HTTPS.
  • Gestão de certificados para produtos como Blogger, onde qualquer domínio pode ser usado.

Google vai conectar São Paulo e Rio de Janeiro com cabo submarino

3

O Google anunciou hoje que planeja instalar um cabo submarino de 390 quilômetros que irá conectar a Praia Grande na Baixada Santista até à Praia da Macumba no Rio de Janeiro.

Para a construção do cabo de fibra óptica, o buscador informaou que utilizará 100% de tecnologia nacional, marcando a “entrada do Brasil no mercado global de repetidores e cabos oceânicos de dados”.

“Reafirmando o nosso compromisso de longo prazo com o mercado brasileiro, o novo cabo de fibra óptica entre São Paulo e Rio de Janeiro será desenvolvido em parceria com a Padtec, empresa de Campinas já mundialmente conhecida no setor de sistemas de transportes óptico terrestres”, publicou Cristian Ramos, gerente de parcerias de desenvolvimento de infraestrutura de internet para a América Latina.

A empresa complementa que a solução irá ampliar e melhorar a infraestrutura digital na América do Sul, além de conectar o Brasil a outros dois cabos oceânicos já presentes na região.

O início da operação do sistema está previsto para o segundo semestre de 2017.

Versão 4.0 do Waze chega ao Android

3

O Waze, popular aplicativo de navegação adquirido pelo Google em 2011, ganhou hoje uma grande atualização que vai deixar os usuários de Android felizes. Trata-se da versão 4.0, que chegou ao iOS em outubro do ano passado e agora está disponível também na plataforma do robozinho verde.

As novidades são muitas, encabeçadas por uma (muito necessitada!) nova interface, totalmente redesenhada:

  • As principais funcionalidades do Waze agora estão mais facilmente acessíveis.
  • Os alertas e informações agora são divididos por cores, facilitando o reconhecimento no mapa.
  • Ficou mais fácil compartilhar informações com outros motoristas na rota.
  • Novo painel de HEC (horário estimado de chegada, também conhecido como ETA, em inglês).
  • Lembretes que informam o horário certo em que o usuário deve sair, baseado em informações de trânsito atualizadas, para chegar a um evento marcado no calendário.
  • Melhoras significativas no consumo de bateria.

Você pode baixar o novo Waze 4.0 para Android no Google Play.

Google anuncia Terra Bella para resolver problemas na Terra

1

O Google anunciou a criação da Terra Bella – uma empresa derivada da aquisição da Skybox Imaging em 2014 – que capta imagens de alta resolução por meio de microssatélites na órbita da Terra.

De acordo com o buscador, a Terra Bella pretende utilizar as imagens brutas para ajudar pessoas e organizações a tomarem melhores decisões. Entre os exemplos fornecidos estão: construções, monitoramento de tráfego em portos ou casos envolvendo desastres naturais.

terra-bella-2

“Terra Bella é uma empresa do Google que usa dados do espaço para resolver problemas na Terra”, disse um porta voz.

“Somos pioneiros na busca de padrões de mudança no mundo físico para ajudar a resolver os desafios econômicos, ambientais e humanitários, combinando nossos satélites de imagem de alta performance com infra-estrutura de computação do Google e do poder da mineração de dados”.

Você pode visualizar abaixo algumas das imagens que a Terra Bella irá fornecer aos seus usuários:

Google usa aprendizado de máquina para ensinar robôs a agarrar objetos

0

Embora seja relativamente fácil para qualquer ser humano agarrar objetos, o mesmo não acontece quando o assunto são robôs e suas “mãos” eletrônicas. A questão é tão complexa que a equipe de pesquisa do Google possui 14 robôs para que somente realizam esta tarefa.

Para agilizar o processo e permitir que os robôs tenham uma percepção mais avançada do ambiente, o Google tem implementado sua profunda rede neural convolucional para ajudar seus robôs a preverem o resultado de seus apertos, algo muito próximo de uma coordenação de olho-mão.

A equipe diz que os robôs já contabilizou cerca de 3.000 horas de prática e 800.000 tentativas de aperto antes que o sistema demonstrasse comportamentos iniciais de inteligência.

“O robô observa sua própria garra e corrige seus movimentos em tempo real. Ele também exibe interessantes comportamentos de pré-aperto, como isolar um único objeto de um grupo”, disse a equipe.

“Todos estes comportamentos surgiram naturalmente com a aprendizagem, em vez de ser programado no sistema”.

Vídeo 2:

Destaques

Patente do Google revela lentes inteligentes que poderiam corrigir problemas de...

Segundo uma reportagem da Forbes, um novo pedido de patente do Google revela o desenvolvimento de um método para injetar um dispositivo eletrônico dentro dos olhos. Diferente...

Social

28,908FãsCurtir
32,780SeguidoresSeguir
34,531SeguidoresSeguir