Google revela detalhes secretos do Goobuntu

Por em 30 de agosto de 2012 – 1:09

Se você acompanha as notícias sobre o Google há algum tempo, provavelmente sabe que muitos dos funcionários da gigante de Mountain View utilizam em seus desktops e servidores um sistema operacional chamado Goobuntu, uma versão modificada do linux Ubuntu.

Embora a existência do sistema seja de conhecimento público, o buscador nunca revelou detalhes da plataforma. Pelo menos, até hoje. Thomas Bushnell, o líder técnico que gerencia e distribui Linux para desktops corporativos do Google, revelou detalhes da ‘versão proprietária’.

Bushnell explicou ao ZDNet que o “Goobuntu é simplesmente uma skin leve sobre o padrão do Ubuntu”. O Google atualmente utiliza a versão mais recente do Ubuntu. Isso significa que, se você baixar uma cópia do Ubuntu 12.04.1, você estará executando o Goobuntu.

Ele cita ainda que o Google usa as versões LTS porque há um ciclo de dois anos entre os lançamentos e é muito mais viável do que o ciclo de seis meses do Ubuntu comum. Além disso, o buscador também tenta atualizar e substituir o seu hardware a cada dois anos.

Bushnell lembrou que os Googlers podem escolher trabalhar com seus sistemas preferidos (Mac ou Windows) e que não são obrigados a utilizar o Ubuntu. “O uso Goobuntu é incentivada pois todas as nossas ferramentas de desenvolvimento são para o Ubuntu”, disse.

Com relação a polêmica interface Unity, o executivo usou expressão-meme “Haters going hate” para responder. Ele diz que alguns usam GNOME, outros KDE, X-Window e X-Terms. No entanto, há Googler que querem o Unity devido as similaridades com o Mac. “Não há uma interface padrão no Goobuntu”, finalizou.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários (9) Categorias: Google


9 comentários sobre “Google revela detalhes secretos do Goobuntu”

  1. destritux disse:

    Isso é a maior balela de todos os tempos… O chrome para Ubuntu é muito inferior aos dos outros sistemas, incompatibilidade com o OpenJava, entre outros defeitos; O Picassa para Linux morreu, O Google Earth, é mais lento que fusca velho independente de sua placa de video; O cliente do Drive que até agora nem sinal; O Gtalk que nunca veio; O plugin do Gtalk que funciona porcamente; Etc, etc, etc. O Google pode ter varias qualidades, mas com certeza apoiadores do Ubuntu não são aqui nem china.
    Só entendam o Google apóia os movimentos Opensurces, o que digo é que eles apoiam os desenvolvedores e projetos multiplataformas o Chromium, o Chromium OS, o Android, como exemplos, mas não lidam com os usuários de SO OpenSurce com a mesma preocupação que lidam com usuários de MAC ou Windons.
    E depois vem falar que eles incentivam o uso do Ubuntu entre seus funcionários… Ah pela mor neh, Como pode se seus próprios produtos não funcionam, ou nem se quer existem, nesse Sistema?  Só uma correção, a partir do Ubuntu 12.04 as versões possuem  LTS de 5 anos, garantidos pela Canonical e a comunidade de suporte ,e não de 6 meses.    

  2. Raul disse:

     @destritux Se é Windows que ainda domina o mercado, é para Windows que eles demandarão maiores esforços. O gosto pessoal pela tecnologia da qual você utiliza e incentiva para desenvolver seu produto, nada tem haver com a tecnologia que você foca para manter a melhor compatibilidade dele no mercado.

  3. AndersonDosSantos disse:

     @destritux Não vejo isso não. Aqui na empresa temos todos os tipos de PC e sistemas operacionais. Em desempenho usando medidores de recursos e tal não há diferenças entre usar os aplicativos nativos do google em nenhum dos 3 sistemas (win7 e vista, Mac Lion, Ubuntu 12.04). Claro que a Google é uma empresa privada que existe para adquirir lucro, mas mesmo que seja por interessa ela gerou muitas contribuições para o software livre e a maioria dos seus serviços são de ótima qualidade.
     
    Em casa eu uso Ubuntu 12.04 para as tarefas particulares e a Google usa o ubuntu pra desenvolver suas aplicações e ela é um dos financiadores da Canonical e de varios projetos do Ubuntu, claro que por interesse mas não o contrario. E eles incentivam sim o uso de Ubuntu entre seus funcionários.

  4. destritux disse:

    Não um é simples desprendimento, os produtos Desktop Google são ridiculamente inferiores no Ubuntu. A Google não é exceção todas as grandes fabricantes de softwares acabam deixando de lado e ignorando a existências de SOs que estão fora do mainstream, ate neste ponto ok, Isso sempre foi assim e a Comunidade sempre desenvolveu seus próprios aplicativos ou fazendo eles serem compatíveis, até ae tudo bem.  Porem, dizer que prefere Ubuntu, mas só desenvolve com qualidade, isso quando desenvolve, para Windows, vindo de uma empresa do tamanho do Google, chega a ser ofensivo. Tomando por exemplo, o Drive, eles se quer deram o trabalho de portar  para linux e Agora vem me falar que a Google não tem funcionário para esse software, ou pior não tem dinheiro para contrar um equipe de 20 pessoas para fazer isso?  
    E agora eu refaço a pergunta, como você incentiva teu funcionário a usar um SO, que não possuem teus próprios  Aplicativos ??? 

  5. destritux disse:

     @AndersonDosSantos  Eu sou Desenvolvedor Web, e cara é totalmente perceptível a diferença entre o Chrome para Linux e Chrome para Windows para o desenvolvimento de paginas. Porem ate ae tudo bem, são Sistemas diferentes e impossível seria serem completamente iguais.  No entanto cara, o Chrome no Ubuntu sofre erros absurdos do tipo, fechar sozinho, ou não abrir videos do Youtube, travar o sistema, em fim, erros que fogem totalmente ao padrão de qualidade Google, e fica claro que esse padrão não se aplica a Aplicativos portados para linux.
    Eu entendo, o comercio envolvido, entendo o porque disso acontecer, agora, não venha me dizer que a Google incentiva seus funcionários a usarem Ubuntu, isso não faz o menor sentido e sinceramente chega a ser ofensivo a toda uma comunidade que passa horas desenvolvendo algo para o Ubuntu pois a empresa responsável ligou o foda-se para eles. 
     
    Repito, não nego a importância da Google no meio OpenSource, e não quero a cabeça de ninguem, muito pelo contrario realmente acredito nas contribuições seja em códigos, seja em Hardwares, seja em grana, que a Google faz para esse movimento.
     Agora essa historia que a Google incentiva seus funcionários a usarem Ubuntu, não meeeeesmo. Isso é só pra não falar que todo mundo lá usa Apple. Porem isso tudo esta começando a mudar, coma vinda sten, da EA, o proprio Android, Linux está deixando de ser um SO de “Hackes” e esta passando a ser uma excelente alternativa ao Windows.    
     

  6. wagvan disse:

    não sei tem tantos problemas com o chrome que esse destriux esta falando……eu tbem sou desenvolvedor web e isso não acontece….acho que esse cara tem que rever seus conceitos……

  7. destritux disse:

     @wagvan  O que isso tem haver com conceitos O.o?? Só faz o teste, teste o NOVO  Bloguer tem que ser com a nova versão do Bloguer, um site que utiliza bastante Html5 e javascript,   faça uma postagem com vários videos do Youtube, incorpore  vários documentos do Drive,   Todos os produtos do Google.  Abra essa postagem no Chrome do Ubuntu, no Chrome do Windons, no Firefox e no IE9  . O IE9 consegue se sair melhor… Você tem noção que o Chrome para linux consegue ter desempenho inferior ao IE em produtos do proprio Google????  Isso é fato Google não se preocupa com os usuarios Linux e ponto. Essa historia é ótima para a propaganda do Ubuntu, mas não é verdade.  

  8. LucasTeske disse:

     @wagvan Tem que ver se ele ta falando do Chorme ou do Chromium. o Chromium realmente é um lixo, ele só existe pra google falar que o Chrome é open-source, o que não é verdade.

  9. Raul disse:

     @destritux
     
    Respondendo à sua pergunta, se eu que sou todo pobre tenho pelo menos 5 diferentes distro Linux + WinXP/Vista/7 + Mac, necessários para estudos e trabalho, o que me faria pensar que o Google não possua também? Com certeza eles possuem muito mais, porém isso também não os impedem de sugerir o uso do Ubuntu. Assim como eu também prefiro inclusive.
     
    Insisto. Não se pode confundir preferência de infra de desenvolvimento, com o produto final.
     
    Quanto ao que você falou, o quadro de funcionários de qualquer empresa, por maior e absurdo que seja, ele sempre vai ser segmentado de tal maneira à priorizar os produtos finais “mais importantes”, ou seja, aqueles que inflam o retorno do capital investido. A questão é dinheiro, lucro, e neste mundo (ainda mais capitalista como o é) é loucura o gosto pessoal tomar a dianteira, se contrapondo ao lucro.
     
    Percebi que assim como eu, você também é Desenvolvedor Web, interessante se você já teve a oportunidade de usar todo o PaaS do Google (o GAE), deve ter notado que DESENVOLVER nele usando qualquer distro Linux, é muito melhor que no Windows, logo, não é incoerente fazer um exercício de raciocínio que isto se dá exatamente pelo fato do Google utilizar e incentivar o uso do Ubuntu internamente.