Google+ chega a 170 milhões de usuários e ganha uma nova interface

Por em 11 de abril de 2012 – 13:46

O Google anunciou, nesta quarta-feira, uma grande mudança no Google+ ao trazer uma nova interface para o projeto social. Criada com o objetivo de aproveitar melhor os espaços da tela, a gigante de Mountain View apresentou uma versão mais “funcional e flexível do Google+”.

“O serviço agora inclui uma barra lateral de aplicativos para navegação, uma stream redesenhada para ajudar no fluxo de de conversas, perfis de usuários com fotos maiores, atalhos para Hangouts e uma nova lista de bate-papo”, publicou Vic Gundotra, Vice-Presidente Sênior do Google.

Os utilizadores agora podem personalizar a menu de navegação do Google+ na ordem que tenham interesse, bastando arrastar os aplicativos para cima ou para baixo para criar um ajuste próprio. Para esconder alguma aplicação, basta empurrar para o “mais”.

Também é possível acessar submenus ao passar o mouse por cima, ex: no aplicativo de fotos, você consegue adicionar novas fotos, acessar a galeria de imagens hospedadas no serviço ou imagens enviadas pelo Instant Upload.

O Google também aumentou o espaço das fotos e vídeos na stream principal, oferecendo uma timeline mais volumosa e confortável para os entusiastas do compartilhamento de conteúdo, e claro, para quem acompanha as informações.

Há também uma nova sessão especialmente criada para os Hangouts, permitindo visualizar convites feitos por amigos, participar de conversas ativas e assitir Hangouts públicos que estão sendo transmitidos ao vivo.

Para finalizar, Gundotra atualizou os números do Google+ ao revelar que mais de 170 milhões de pessoas já estão usando o Google+. “Estamos mais animados do que nunca para construir uma experiência social perfeita, em todo o Google”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


63 comentários sobre “Google+ chega a 170 milhões de usuários e ganha uma nova interface”

  1. mdentinho disse:

     @Luandersonn Sim, já existe no Facebook. Tudo que estamos falando aqui existe nas duas redes. Apenas estamos listando as coisas que apareceram primeiro no Google+. A marcação de pessoas como link em texto, sim, existe primeiro no facebook (na verdade o facebook “aprendeu” isso com o twitter), mas a marcação de pessoas que não são suas amigas foi uma coisa que surgiu primeiro no Google+. Pode ter certeza que o que o @renefraga e eu listamos aqui, veio primeiro no Google+. 

  2. Matheus Lustosa disse:

     @renefraga  OK. Não sabia que o Like era do FriendFeed, muito obrigado por informar. O Facebook tamém não é original, e não tem nada errado com isso. Só estou querendo dizer o tempo inteiro que o G+ não é revolucionário e super original como tentam pregar, e sim uma reorganização do que já existia. Algo que a Apple faz com maestria e vende que é uma beleza (tirando o iPhone, que na minha concepção foi uma super inovação).

  3. fdquadros disse:

     @Matheus Lustosa Cópia? kkk isso apareceu no G+ primeiro, vai ler antes de dizer
     
    O G+ é rede social para descobrir novas pessoas e não falar com seus amigos add

  4. vandrade disse:

     @Matheus Lustosa Achei o artigo: http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/tecneira/2012/04/04/a-burrice-implicita-na-tal-da-orkutizacao/

  5. Matheus Lustosa disse:

    Amigo, você leu o que eu escrevi? Engraçado você mandar eu ir ler sem ao menos ter se dado o trabalho de ler o que eu escrevi, isso que é um comentário de 20 linhas e olhe lá.
     
    O que você está querendo dizer com “isso apareceu no G+ primeiro”? Isso o que? Dá onde você tirou essa idéia.
     
    E não, o G+ não é uma rede social para descobrir novas pessoas, ela é para você falar com amigos, em todas as propagandas que vi ela se refere a amigos combinando coisas nos hangouts, comentando, compartilhando idéias. Só está sendo para descobrir “novas pessoas” porque poucos usam o G+ por enquanto.
     
    Será que fui claro agora?
     
    No mais essa nova interface do G+ ficou muito bacana.

  6. Matheus Lustosa disse:

     @vandrade Muito bom o artigo, me abriu os olhos para alguns preconceitos que tinha. Obrigado!
     
    Só um detalhe: a questão sobre a falta de popularidade do G+ fica muito clara nessas barras de compartilhamento. O Facebook tem mais de mil likes e o G+ tem 82, mas realmente acredito que isso vá mudar futuramente, mas de maneira natural e não com a Google tentando forçar a barra, entende?
     
    Acho que uma rede social boa se constrói com o tempo, com a confiança do usuário e não forçando números como os 170 milhões de usuários da rede social.

  7. vandrade disse:

     @Matheus Lustosa Parceiro, o Google não está forçando nada… Você usa a rede se quiser, ninguém é obrigado a isso. Claro que eles estão investindo para popularizar a rede social, mas isso e normal e aceitável. O Google+ tem potencial e veio para desmonopolizar o Facebook. É mais uma opção de rede para os bilhões de pessoas com acesso a internet. Quanto a popularidade do Google+ pense na idade de cada uma das redes. O Google+ foi lançado ano passado, já o Facebook em 2004… são 7 anos de diferença. O Google+ com quase 200 milhões de usuários e o Facebook com 1 bilhão… No ritmo que o Google+ está, não vai demorar para desbancar o Facebook. Bom, eu acredito nisso. Abraços.

  8. fdquadros disse:

     @vandrade  @Matheus Lustosa Eu respondi o seu comentário, basta saber interpretar ;)

  9. Matheus Lustosa disse:

     @fdquadros Cara, não tem o que interpretar, numa boa. Você afirmou que “isso” o Facebook copiou do G+ e eu não sei que funcionalidade é essa que você está falando porque simplesmente não disse. Apenas assume que se enganou e pronto po, não tem nada de errado e isso não te tornará uma pessoa pior não, prometo. ;)

  10. Matheus Lustosa disse:

     @vandrade Quero dizer que o Google está forçando a barra do jeito que pode, claro que não dá para obrigar ninguém a usar o serviço. Esses números não indicam tanta coisa assim conforme, tenho bastante amigo que se cadastrou no G+ quando veio a onda, mas não postam nada (claro que o mundo não é só eu):
     
    http://www.gizmodo.com.br/conteudo/google-ja-ultrapassou-100-milhoes-de-usuarios-ativos-mas-uso-ainda-segue-baixissimo/
     
    Também tem um artigo bem bacana, em inglês, falando sobre essa questão de forçar os números e os males que isso pode acabar fazendo:
     
    http://allthingsd.com/20120224/caterina-fake-fast-growth-for-a-social-app-is-a-very-bad-thing/
     
    Mesmo assim concordo contigo e imagino que o G+ ainda terá seus dias de glória, mas não tão cedo como estão querendo vender e nem tudo são flores para o serviço.
     
    Pensa comigo, qualquer coisa que a Google fizer terá milhões de participantes pela sua base de usuários, a questão é o engajamento dos usuários após um tempo. Imagina se o G+ fosse de outra empresa quanto usuários realmente estariam no service; eles não estão lá (muitos desses 170 milhões) por acharem a ferramenta mil maravilhas e sim porque se cadastraram na base da novidade, afinal era só dar o nome e sobrenome e não estão mais utilizando.
     
    Claro que não sei quais são seus interesses e podem ser bem diferentes dos meus, mas se possível me indique alguém da area de TI que poste artigos interessantes no G+ para que eu possa seguir, se possível não funcionário ou ligado com a Google, esses eu acho fácil e já sigo.

  11. vandrade disse:

     @Matheus Lustosa a questão da “novidade do Google” tenho que concordar que realmente influencia no número de usuários. Mas o G+ tem potencial! Vou acreditar até o fim! haha

  12. toninhoquartelgeral disse:

     @renefraga  @Matheus Lustosa  @gustavoh  @LucianoCarvalho Eu não sabia disso. Que bom que tem gente que diz o que sabe e na hora certa. O Google+ me cativou por isso. O Facebook tem milhões ativos, mas é muita atualização de games, calendários, signos, correntes, curtição sem mesmo ler o post, a maioria tem preguiça de ler bons textos. Não digo que o Facebook não presta, pois há quem goste e são muitos, mas tenho percebido que o Google+ está com assuntos de nível cultural e intelectual bem acima do Facebook. Talvez por isso que muita gente que vive a vida que o Facebook oferece, odeia tanto o Gogole+. Parece se sentirem ameaçados de perderem um sistema de fofocas perfeito como o Facebook. Sendo assim, tem lugar para os dois. O Facebook fofoca e o g+ com um nível, digamos, mas inteligente.
    Até agora só ficaram comparando. Ninguém mostrou a real necessidade de usar o Facebook, por exemplo. Muitos intelectuais estão detonando o Facebook por ele estar corrompendo a maioria das mentes, por estas ficarem o dia inteiro falando mal de alguém ou na espera que apareça uma fofoca para compartilhá-la como Deus e o mundo. Eu sinto isso na pele. Já o pessoal do g+ são sensatos e não gostam deste tipo de vida do Facebook.
    Tudo bem que tem muita gente boa no Facebook e também tem gente escrota no g+. Mas, não sei porque, no g+ é muito fácil fugir deste tipo de gente. Já no Facebook é difícil encontrar gente de postura positiva.
    Acho que chega pra mim. Esse tipo de discussão, costuma não ter fim.
     
    E não acho o Google+ revolucionário, eu acho a Google muito foda. Teve ganhos record no trimestre passado. Soube agrupar bem seus serviços. Isso é revolucionário e está deixando muita empresa de cabelo em pé.
     

  13. MatheusMK3 disse:

    Notei a atualização logo nos primeiros dias, a interface encaixa perfeitamente na tela de 1366×768 de meu laptop!!! Parabéns Google!!